5 delícias gastronômicas da Bélgica para incluir no roteiro

38

Estamos participando de uma blogagem coletiva com blogueiros de viagem cujo tema é Viagens Gastronômicas! Nossa sugestão é sobre 5 delícias gastronômicas da Bélgica para incluir no roteiro de viagem! No final deste post, você encontrará mais sugestões saborosíssimas dos nossos amigos blogueiros.

5 DELÍCIAS GASTRONÔMICAS DA BÉLGICA PARA INCLUIR NO ROTEIRO

E lá fomos nós para a Bélgica, visitar um casal de amigos franceses, que conhecemos na Califórnia e moram em Bruxelas, capital do país. Uma certeza nós tínhamos: seria impossível fazer uma alimentação minimamente equilibrada em um país com tantas delícias gastronômicas. Tínhamos que aproveitar a oportunidade de provar algumas das melhores iguarias do mundo e não perdemos a chance. Nesta viagem, passamos por Bruxelas, Bruges, Ghent, Antuérpia e a cidade litorânea de Knokke-Heist e além de citar a “delícia gastronômica”, damos sugestões de onde saboreá-las! Aproveite as dicas para combinar com cervejas belgas de primeira qualidade e bom apetite!

1. CHOCOLATE

Famoso desde o século XVII, o chocolate belga parece coisa de outro planeta! O produto é coisa séria na Bélgica: sua composição regulamentada com rigor desde 1884, visando garantir a qualidade do produto que deve ter no mínimo 35% de cacau puro. O chocolate belga é saboroso, cremoso e derrete na boca. Muitas fábricas ainda mantém o modo artesanal de produção. Há uma variedade incrível de sabores, recheios, formatos. Fica difícil decidir em qual loja comprar porque há muitas opções. Entre as melhores marcas de chocolates belgas, que possuem várias lojas pelo país, estão:

Museus do Chocolate

Quem quiser saber um pouco mais sobre a história e produção do chocolate, pode visitar Museus do Chocolate. Confira mais informações:

  • Bruxelas (Endereço: Rue de la Tête d’or 9, 1000 Bruxelles, Bélgica / Horários: diariamente de 10h às 17h / Entrada: € 6)
  • Bruges (Endereço: Wijnzakstraat 2, 8000 Bruges, Bélgica / Horários: diariamente de 10h às 17h / Entrada: € 8)

 

2. BATATAS FRITAS

Nada de pedir por “French Fries” (inglês americano) ou “Chips” (inglês britânico) na Bélgica, hein! O nome por lá é “Belgium Frites”. A batata frita é mais do que um alimento, faz parte da cultura da Bélgica, sendo que o primeiro relato sobre a iguaria data de 1681! É comum encontrar lugares que só vendem batata frita, normalmente servidas em cones de papel com muita maionese por cima! Crocante por fora e macia por dentro, a batata frita belga (sozinha ou acompanhada) é simplesmente deliciosa. Confira alguns lugares para comer uma deliciosa porção de batata frita:

  • Bruxelas: Fritland / Maison Antoine / Belgium Frites
  • Ghent: Frituur Jozef (VrijdagmarktGhent, Bélgica)
  • Antuérpia: Frituur n°1 (Hoogstraat 1, 2000 Antuérpia, Bélgica)
  • Bruges: Chez Vincent (Sint-Salvatorskerkhof 1, 8000 Bruges, Bélgica)

Museus de Batata Frita

Assim como o chocolate, batata frita na Bélgica é uma coisa tão importante com direito a museu e tudo! Veja mais informações sobre eles clicando nas cidades em que ficam localizados.

  • Bruxelas: (Endereço: Rue des Alliés 242, 1190 Bruxelles, Bélgica / Horários: primeiro final de semana de cada mês – sábados de 13h30 às 18h30; domingos de 13h30 às 18h / Entrada: gratuita)
  • Bruges: (Endereço: Vlamingstraat 33, 8000 Bruges, Bélgica / Horários: diariamente de 10h às 17h / Entrada: € 7)
Batata frita especial, acompanhada de maionese, ketchup e cebola caramelizada
Batata frita especial, acompanhada de maionese, ketchup e cebola caramelizada do Belgium Fries

3. FLEMISH CARBONADES

Para quem está procurando provar algum prato da culinária belga (há muitos deliciosos!), uma ótima opção é o Flemish Carbonades, também conhecido como Carbonade Flamande, um prato típico muito saboroso. Ele é preparado com carne, cebola e cerveja belga, que faz com que a carne fique ainda mais suculenta. O tipo de cerveja utilizada é importante no preparo do prato e, tradicionalmente, são utilizadas Oud bruin (cerveja Old Brown), Brune Abbey ou Flanders Red Ale. Geralmente, o acompanhamento do prato são as deliciosas batatas fritas belgas.

Dica de restaurante

Para saborear Flemish Carbonades, recomendamos o restaurante L’éentre dês Artistes em Bruxelas (Endereço: Place du Grand Sablon 42 / Horário: diariamente de 8h à meia-noite e meia). O atendimento foi ótimo e a comida estava uma delícia. Lá conhecemos uma senhora simpática que trabalhava no restaurante e falava várias línguas, inclusive português (de Portugal)! O restaurante fica em uma localização excelente, pois ali pertinho ficam diversas chocolaterias famosas. Aproveitamos para comer a sobremesa na Pierre Marcolini, que fica ao lado.

Flemish Carbonades, carne com cerveja
Flemish Carbonades, carne com cerveja e acompanhada de batata frita belga

4. WAFFLE

Nós realmente achávamos que já tínhamos provados waffles bons nesta vida. Mas depois dos belgas, a exigência ficou bem mais alta. Essa deliciosa massinha de farinha e ovos com quadrinhos pode ser servida das mais diferentes maneiras, com coberturas variadas e até mesmo recheios doces e salgados! Estima-se que o waffle foi criado ainda na Idade Média, entre os séculos IX e X. Há vários tipos de massas de waffles (Liège waffle, Brussels Waffle, Flemish Waffle, Bergische waffle, Stroopwafels, entre outros). A que mais gostamos é o Brussels Waffle, crocante por fora e macio por dentro! Há muitas opções de lojinhas de waffle e cafés pela Bélgica. Segue uma listinha de algumas sugestões de lugares para saborear esta delícia da culinária belga:

  • The Waffle Factory (Bruxelas e Antuérpia) – waffles recheados incríveis doces e salgados
  • Mokafé (Bruxelas)
  • Maison Dandoy (famosa, mas serviço péssimo na unidade Tea Room na Grand Place)
  • Le Funambule (Bruxelas)
  • Coffee Go (Antuérpia)
  • Mokabon (Ghent)
  • oyya (Bruges)
  • Chez Albert (Bruges e Ghent) – foto da capa deste post
  • Agrea Brasserie (Ghent) – cardápio em vários idiomas
  • V’Graufa (Kokke-Heist) – não aceita cartão (Zeedijk-Heist 281, 8301 Knokke-Heist)

5. MOULES FRITES

Prato mega tradicional da Bélgica, Moules Frites nada mais é do que mexilhão com batatas fritas. A generosa porção de mexilhões costuma ser de meio quilo por pessoa e pode ser preparada de diversas maneiras, mas a mais comum é a Moules marinière, preparada com vinho branco, chalota (um tipo de cebola), temperos e mexilhões cozidos.

Dica de restaurante

Na região da Grand Place de Bruxelas, a principal praça da cidade, há várias ótimas opções para saborear Moules Frites. Invista em um jantar caprichado no Chez Léon ou La Roue d’Or e não vai se arrepender.

Mexilhão com fritas
Mexilhão com fritas

Confira mais sugestões de #viagensgastronomicas dos outros blogueiros que estão participando desta blogagem coletiva:

38 COMENTÁRIOS

  1. NOoooossa! Quase fui à Bélgica ano passado, mas acabei optando por conhecer o interior da Holanda. Só não deixei de comprar o famoso chocolate no aeroporto. Realmente diferenciado!

    • Liliane, dá água na boca só de lembrar! A carne estava suculenta, muito macia! E a batata frita era a melhor do mundo: frita na hora, crocante por fora e macia por dentro! Prato fantástico, super recomendo! 🙂

  2. Sou viciada em doces, portanto já quero provar o waffle belga. Mas gostei muito também das suas outras dicas. Sabia que eram loucos por batata frita, mas nem fazia ideia que tinha museus de batata frita. Quero ir!

Deixe seu comentário