Suécia: Museu Vasa – o navio resgatado de Estocolmo

0

O Museu Vasa (Vasamuseet em sueco, Vasa Museum em inglês) foi uma das atrações mais bacanas que visitamos em Estocolmo. Ele é um museu até para quem não gosta de museu! Na verdade, se trata de um navio de madeira imenso e cheio de história! Confira o porquê o Vasa Museum não pode ficar fora do seu roteiro por Estocolmo.

O NAVIO VASA

Construído entre 1626 e 1628, o Vasa é um navio de guerra feito todo em madeira que naufragou em sua viagem inaugural em 10 de agosto de 1968, após navegar apenas 1300 metros da costa do porto de Estocolmo. Ao que tudo indica houve um erro de engenharia e algumas modificações foram feitas depois de que o navio já estava em construção. Foi o rei sueco Gustavo Adolfo II que encomendou o navio, que possuía 3 mastros, 10 velas, 69 metros da proa à popa e pesava 1200 toneladas. Aparentemente, a pedido do rei, havia mais canhões do que havia sido planejado inicialmente (64 ao todo). Após seu naufrágio, diversas tentativas de salvar seus valiosos canhões de bronze foram feitas durante o século XVII. Posteriormente, o Vasa ficou esquecido debaixo d’água por nada menos que 333 anos a uma profundidade de 32 metros.

Maquete do Vasa em exposição no museu

O RESGATE DO VASA

Em 1956, o Vasa foi localizado pelo investigador independente Anders Franzén. Começou-se, então, a estudar possibilidades de resgatá-lo, o que acabou ocorrendo em 1961. O Vasa foi resgatado praticamente intacto e um grande projeto de restauração começou a ser feito para poder preservá-lo.

Foram também recuperados mais de 14 mil objetos de madeira soltos, incluindo 700 esculturas. Estas passaram por tratamentos de restauração independentes e foram recolocadas nos lugares de origem no navio. O site oficial informa que as “esculturas representavam leões, heróis bíblicos, imperadores romanos, criaturas marinhas, divindades gregas, entre outros, e tinham por objetivo enaltecer a monarquia sueca e exprimir o seu poder, a sua cultura e as suas ambições políticas.”.

Ao final do projeto de restauração, foi possível manter 98% da estrutura original do Vasa. Visitando o Vasa Museum é possível ver como o trabalho feito foi algo magnífico e não é à toa que o navio acabou se tornando um símbolo da Suécia e uma das atrações mais visitadas do país.

COMO É A VISITA AO MUSEU VASA

O museu é dividido em 6 pisos. Na verdade, pode-se visitar do Piso 2 ao Piso 6, sendo que o Piso 4 é o Piso de Entrada (o Piso 3 não tem exposição, apenas elevador para chegar aos outros pisos). A maior parte dos andares têm uma área pequena, já que há um grande espaço aberto no meio, onde se encontra o navio, o grande e merecido destaque. É bacana porque, além das exposições, é possível ver o navio de ângulos diferentes a medida que você muda de Piso.

Mapa dos Pisos do Museu. Figura: site oficial Vasa Museum

Piso 4

Este é o Piso de Entrada e Principal Piso do Museu. Logo no início você vai dar de cara com o Vasa. Com certeza, vai ficar surpreso com o tamanho imponente dele que domina toda a região central. Neste piso, estão uma linda maquete do vasa em uma escala de 1:10; exposições com história do Vasa desde a sua construção até o resgate dos seus canhões em 1660. Eu começaria a visita indo ao auditório para assistir a um vídeo introdutório sobre o resgate do Vasa e todo o trabalho de restauração que foi feito (confira os horários de cada idioma no final do post).

Primeira visão do Vasa
O navio é imenso
Detalhe da maquete da parte traseira do navio. No passado ele era todo colorido.
Roupa que os mergulhadores usaram para resgatar o Vasa

Piso 5

Exposições com itens que contam como era a vida a bordo do Vasa, objetos que foram levados para sua primeira viagem. Neste piso também há uma exposição sobre guerras no mar durante o século XVII. A ideia é explicar o contexto de construção do Vasa. O que teria acontecido caso o Vasa não tivesse naufragado.

Detalhes do Vasa
Vista incrível do navio
Janelinhas onde eram colocados os canhões

Piso 6

Uma exposição super bonita mostra detalhes sobre os adornos e decorações do Vasa, explicando o que é cada um dos adornos e seus respectivos significados. Outro destaque é mostrar como era manobrado um navio como o Vasa, detalhes sobre as velas e equipamentos de navegação utilizados no século XVII.

Detalhes dos adornos coloridos do Vasa
O trabalho feito em madeira é magnífico
Detalhe da parte traseira do navio
Originalmente, todas essas figuras eram coloridas
Detalhe das cordas
Parte superior do navio lembrou o filme “Piratas do Caribe”

Piso 2

Este piso proporciona uma visão mais baixa, do casco do navio. A ideia é entender o que aconteceu com o Vasa após passar 333 anos debaixo d’água e os trabalhos que foram feitos para sua preservação. Neste piso também destaca-se algumas das pessoas que morreram no naufrágio, com base nos esqueletos encontrados quando o Vasa foi resgatado.

Um dos canhões recuperados
Vasa visto da parte inferior
Ferramentas utilizadas na construção do navio

Nem precisamos falar que consideramos a visita ao Museu Vasa a atração mais interessante e imperdível de Estocolmo! O navio é incrível e recheado de história. Definitivamente, vale a visita.

RESTAURANTE DO MUSEU VASA

Por conta dos horários corridos, acabamos almoçando dentro do museu. O restaurante fica no Piso 1 do museu, meio escondidinho, mas com uma vista linda na área externa. A comida não era um primor, mas dava para fazer uma refeição rápida, que era o nosso objetivo no momento. Há opções de pratos quentes, sanduíches e saladas. Nós acabamos pedindo Kötbullar, um prato típico sueco. São almôndegas suecas acompanhadas de purê de batata com um molho feito de uma plantinha chamada lingon. De sobremesa, uma torta de chocolate que estava muito boa.

Prato sueco típico

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Vasamuseet

  • Endereço: Galärvarvsvägen 14, 115 21 Estocolmo, Suécia
  • Horários:
    • Museu:
      • de janeiro a maio e de setembro a dezembro: de quinta a terça de 10h às 17h / quarta de 10h às 22h
      • de junho a agosto: diariamente de 8h30 às 18h
    • Restaurante:
      • de janeiro a maio e de setembro a dezembro: de 10h às 16h
      • de junho a agosto: de 9h30 às 17h30
    • Video sobre o resgate do navio:
      • Duração: 17 minutos
      • Horários de funcionamento: de junho a agosto de 8h30 às 18h / de setembro a maio diariamente de 10h às 17h (quarta até as 20h)
      • Idiomas do vídeo:
        • Falado em Sueco: 10h20, 12h, 14h, 16h / Legenda em Sueco: 11h, 13h, 14h, 15h, 16h20
        • Falado em Inglês: 11h, 13h, 15h, 16h20 / Legenda em Inglês: 10h20, 10h40, 11h20, 11h40, 12h, 12h20, 12h40, 13h20, 13h40, 14h20, 14h40, 15h20, 15h40, 16h
        • Falado em Alemão: 10h40, 13h40 / Russo: 13h20 / Francês: 15h40 / Italiano: 11h40, 14h20 / Espanhol: 11h20 e 14h40/ Finlandês: 12h40 / Mandarim: 12h20, 15h20
  • Entrada: 130 SEK

Nós visitamos o Vasamuseet utilizando o Stockholm Card, cortesia que recebemos da equipe do Visit Stockholm.


Leia mais sobre Estocolmo:

Deixe seu comentário