Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias

0
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Seguros Promo

Confira este roteiro completo recheado de dicas e muitas atrações bacanas em Sydney, a maior cidade da Austrália, e nos seus arredores. Aqui você também vai encontrar dicas de hotéis, restaurantes, passeios, tours e muitas sugestões bacanas. Além de ser uma cidade incrível, Sydney foi a escolhida para celebrar os nossos 10 anos de casamento!

ÍNDICE: CONFIRA O QUE ENCONTRAR NESTE POST

A CIDADE DE SYDNEY

A cidade de Sydney é a capital do estado de New South Wales (Nova Gales do Sul) e a cidade mais importante da Austrália, embora não seja a capital do país (que é Camberra, localizada a quase 300 km ao sul). Há mais de 30 mil anos atrás, Sydney era habitada somente por indígenas australianos (aborígenes), o que faz a região ser um do mais ricos sítios arqueológicos aborígenes da Austrália. O tenente James Cook foi o primeiro europeu a mapear a costa leste do país em 1770. Em 1788, a primeira frota de condenados, liderada por Arthur Phillip, fundou Sydney como uma colônia penal britânica, formando o primeiro assentamento europeu na Austrália. Ou seja, o país começou a ser formado por prisioneiros britânicos que eram enviados para o continente. Phillip nomeou a cidade de Sydney em reconhecimento a Thomas Townshend, 1º visconde de Sydney.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
A Opera House, cartão postal da cidade, vista de cima

> COMO SYDNEY SE TORNOU UMA DAS PRINCIPAIS CIDADES DO MUNDO

Em 1852, uma corrida do ouro ocorreu, e no século seguinte, Sydney transformou-se de um posto avançado colonial em um importante centro cultural e econômico global. Após a Segunda Guerra Mundial, passou pela migração em massa e se tornou uma das cidades mais multiculturais do mundo. Atualmente, Sydney possui mais de 5 milhões de habitantes e mais de 250 idiomas diferentes são falados na cidade. Além disso, mais de 45% da população da cidade nasceu em outros países.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
À esquerda, a Sydney Harbour Bridge e a Opera House, à direita

> SYDNEY NOS DIAS ATUAIS

Embora seja considerada uma das cidades mais caras do mundo, ela é também uma das melhores em termos de qualidade de vida. A área central da cidade é conhecida como CBD (Central Business District) ou simplesmente “the City”. A economia de Sydney se destaca nas finanças, manufatura e turismo. Há uma concentração significativa de bancos estrangeiros e corporações multinacionais em Sydney e a cidade é promovida como um dos principais centros financeiros da Ásia-Pacífico. A moeda utilizada no país é o Dólar Australiano (AUD). Fundada em 1850, a Universidade de Sydney é a primeira universidade da Austrália e é considerada uma das principais universidades do mundo. Sydney já sediou grandes eventos esportivos internacionais, como os Jogos Olímpicos de Verão de 2000. A cidade abriga mais de 1 milhão de hectares de reservas naturais e parques. As atrações famosas Sydney Harbour Bridge e a Sydney Opera House são Patrimônio da Humanidade da UNESCO.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Anoitecer em Sydney

COMO CHEGAR DO AEROPORTO AO CENTRO

O Aeroporto de Sydney fica localizado a cerca de 8 km de distância do centro, na pequena cidade de Mascot, no estado de New South Wales (Nova Gales do Sul). O aeroporto conta com 3 terminais de passageiros (1 para voos internacionais e 2 para voos domésticos). Para chegar do aeroporto ao centro e vice-versa, estas são as principais opções:

  • TREM: Uma das formas mais práticas de chegar até o aeroporto é através de trem. O Aeroporto de Sydney está localizado a apenas 13 minutos de transporte ferroviário do centro da cidade. O Airport Link oferece uma maneira rápida e conveniente de chegar à cidade e aos subúrbios, com trens circulando aproximadamente a cada 10 minutos.
  • ÔNIBUS: Há um serviço de ônibus (Rota 400) que opera entre Bondi Junction e Burwood. O serviço está disponível no Terminal 1 Internacional e no Terminal 3 Doméstico.
  • SHUTTLE: Se você está procurano um serviço de shuttle que leve você do aeroporto até a porta do seu hotel, há diversas opções para todos os bolsos.

  • TÁXI OU UBER: O acesso para táxis e Uber está disponível em todos os terminais. Leva-se cerca de 20 minutos até o centro da cidade e o valor varia entre AUS$ 45 e AUS$ 55. Veja mais informações sobre as empresas que prestam serviços de táxi e tarifas neste link. Trata-se do Taxi2Aiport.com um serviço de táxi especializado em transporte de/para o aeroporto.
  • ALUGUEL DE CARRO: O Aeroporto de Sydney conta com a presença de diversas empresas de aluguel de carro. Os balcões estão localizados no piso de desembarque nos terminais domésticos e internacional. Entre as locadoras disponíveis estão: Avis, Budget, Eurocard, Hertz, Redspot e Thrifty. Faça uma simulação de preços neste link.

Leia mais: Aeroporto de Sydney: Terminais e Como ir ao centro da cidade

Aeroporto de Sydney: Terminais e Como ir ao centro da cidade
Aeroporto de Sydney: Foto: site oficial – © Kurt Ams

COMO SE LOCOMOVER EM SYDNEY

Sydney tem um sistema de transporte possui uma rede extensa que opera trens urbanos, monotrilhos, ônibus e ferries (balsas). Não há metrô em Sydney, mas há estações de trens próximas às principais atrações turísticas do centro cidade, com várias linhas fazendo um “looping” na área central.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Ferries (balsas) são indispensáveis para visitar áreas mais afastadas do centro como Mainly Beach

Para usar o serviço de transporte público, é necessário que você compre, antecipadamente, um Opal Card, o cartão recarregável de transporte público de Sydney. O cartão é inteligente e cobra um valor dependendo da distância que você percorre. Faça simulações da sua rota e veja as tarifas através desse link. Há também um aplicativo para celular em que você cadastra o número do cartão e pode acompanhar o uso para saber quando precisará colocar mais crédito.

Aeroporto de Sydney: Terminais e Como ir ao centro da cidade
Mapa de trens de Sydney. Figura: transportnsw.info

DICA DE ECONOMIA: CARTÕES DE ATIVIDADES

Caso você esteja planejando visitar vários lugares e fazer atividades que são pagas em Sydney, a dica é adquirir um cartão de atividades que permite entrada em uma série de lugares, pagando-se um preço único. Confira algumas das opções disponíveis:

  • SYDNEY EXPLORE PASS: O Sydney Explorer Pass é a melhor escolha para máxima economia e flexibilidade. Economize até 45% na compra de tickets para as atrações. O passe é válido por 30 dias e você pode escolher 3, 4, 5, 7 ou 10 opções entre 20 principais atrações, passeios e cruzeiros, incluindo o zoológico de Taronga e muito mais. Preço: a partir de AUD$ 105
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Sydney Explorer Pass. Foto: divulgação
  • SYDNEY ATTRACTIONS FLEXI PASS: Este é o cartão perfeito para quem quer curtir o melhor de Sydney e tem bastante tempo para desfrutar das opções. Com ele, você pode economizar até 50% nos principais museus, excursões, tours e exposições de Sydney. O cartão tem validade de 3 meses e garante entrada sem filas nas principais atrações. Você pode escolher entre 3, 5 ou 7 atrações diferentes em Sydney, além de receber um kit informativo contendo informações sobre diversas atrações inclusas no passe. Veja a lista completa de atrações inclusas no cartão neste linkPreço: a partir de AUD$ 109
  • SYDNEY UNLIMITED ATTRACTIONS PASS: Não quer ter que escolher entre 3, 5 ou 7 atrações como no passe acima? Então, a melhor solução para você é o iVenture Card limitado! Com ele, você tem de 3 a 7 dias (dependendo da sua escolha) para usar o cartão de forma ilimitada  e ter acesso a mais de 30 das principais atrações (museus, passeios, atividades, tours) na cidade de Sydney. Você pode visitar quantas atrações quiser no tempo de validade do cartão, aproveitando a comodidade não enfrentar filas. Preço: a partir de AUD$ 270
Austrália: O que fazer em Sydney - Roteiro de 5 ou 6 dias
Economize em Sydney com os passes especiais. Foto: divulgação
  • AUSTRALIA MULTI-CITY FLEXI ATTRACTIONS PASS: Esse cartão é ótimo para quem vai fazer um tour pela Austrália, passando por de Sydney, Melbourne, Brisbane, Gold Coast, Cairns e Tasmânia. Ele é válido por 90 dias e você pode escolher 5, 7 ou 10 atrações entre mais de 100 opções disponíveis. Preço: a partir de AUD$ 199

  • SYDNEY MUSEUMS PASS: Com esse passe é possível visitar 11 museus e casas históricas em Sydney pagando apenas por um passe. Conheça a história de Sydney através do acesso aos seguintes locais: Museu de Sydney, Museu da Justiça e da Polícia, Museu Susannah Place, Edifício The Mint, Biblioteca e Coleção de Pesquisas Caroline Simpson, Casa de Elizabeth Bay, Casa de Vaucluse , Casa de Rose Seidler, Fazenda Elizabeth, Casa e Fazenda Rouse Hill e Meroogal. Preço: AUD$ 24

O QUE FAZER EM SYDNEY

Colocamos todas as nossas sugestões de atrações no mapa interativo abaixo. Elas estão separadas por cores para facilitar a organização do seu planejamento de viagem. Além disso, você vai encontrar sugestões de restaurantes, hotéis, passeios e muitas dicas interessantes para facilitar a sua viagem. Abaixo, confira a nossa sugestão de roteiro em Sydney e arredores.

  • DIA 1: THE ROCKS + CIRCULAR QUAY 
  • DIA 2: BOTANIC GARDENS & DOMAIN + CITY CENTER
  • DIA 3: BONDI TO COOGEE WALK
  • DIA 4: DARLING HARBOUR + CHINATOWN
  • DIA 5: MANLY BEACH E ARREDORES
  • DIA 6: ATRAÇÕES MAIS DISTANTES
  • TEM MAIS TEMPO? OUTRAS SUGESTÕES (EM SYDNEY E ARREDORES)

NÃO SE ESQUEÇA DE CONTRATAR O SEGURO VIAGEM!

É super recomendável contratar um seguro viagem antes de embarcar. Alguns lugares do mundo, o seguro é obrigatório, como é o caso da Europa. Não vale a pena fazer um rombo no orçamento caso algo inesperado aconteça. O seguro cobre cancelamentos de voos, malas extraviadas, emergências médicas e muitas coisas que podem dar uma dor de cabeça danada se você não se planejar com antecedência. Nosso parceiro é o Seguros Promo que possui uma ferramenta bem inteligente de comparação de preços de seguros, trazendo as melhores opções disponíveis em cada caso. Faça uma cotação sem compromisso neste link. E não se esqueça de utilizar o código VIAJONARIOS5 para garantir 5% de desconto na compra do seu seguro!


DIA 1: THE ROCKS + CIRCULAR QUAY 

> CIRCULAR QUAY

Você vai ouvir muito sobre a região de Circular Quay e, por isso, nada melhor do que familiarizar com ela. Circular Quay, considerada “a porta de entrada para Sydney”, é um porto que recebe embarcações de todos os tipos, inclusive cruzeiros internacionais. De lá também partem os ferries para ilhas e penínsulas de Sydney e regiões próximas.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Circular Quay e prédios da região central de Sydney ao fundo

A região de Circular Quay é muito popular entre os turistas, com muitas opções de hotéis, restaurantes, lojas, além de muitas linhas de ônibus e uma estação de trem que leva o nome do lugar. Nós ficamos hospedados no local devido à facilidade de transporte e de se chegar à maioria das atrações do centro da cidade apenas caminhando.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Vista da Sydney Harbour Bridge e da Opera House a partir da estação de trem de Circular Quay

1. CUSTOMS HOUSE

Construída em 1845, inicialmente, a Customs House era um edifício que servia como uma alfândega e, posteriormente, foi sede da Agência Departamental do Governo da Austrália até 1990. Desde 1994, o local é um museu, prédio comercial e espaço de arte. Depois de ser reformado em 2003, também se tornou a sede da Biblioteca da Cidade de Sydney. O Piso Térreo do edifício abriga uma maquete da cidade de Sydney no chão que pode ser vista através de um piso de vidro. Confira o calendário de eventos neste link. No último andar do edifício fica um restaurante chamado Café Sydney. Foi lá que nós comemoramos o nosso aniversário de 10 anos de casamento. Além de ter um cardápio caprichado (que conta até com um menu vegano especial) e ambiente confortável, é possível ter vistas incríveis da baía de Sydney e da Harbour Bridge, a ponte que é um cartão postal da cidade. Super recomendamos a visita! Veja todas as opções gastronômicas disponíveis na Customs House aqui.

  • Endereço: 31 Alfred St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: de segunda a sexta de 8h à meia-noite / sábado de 10h à meia-noite / domingo de 11h às 17h | Exibições: de segunda a sexta de 10h às 19h / finais de semana de 11h às 16h
  • Entrada: gratuita

2. JUSTICE & POLICE MUSEUM

O edifício que abriga o Museu da Justiça e Polícia foi anteriormente uma delegacia de polícia, escritórios e tribunais antes de ser o museu que conhecemos hoje. O museu compreende duas áreas principais: os Edifícios do Museu e a Coleção do Museu. Quanto aos edifícios, há 3 deles: um tribunal (na 4 Phillip Street), construído em 1856; uma delegacia de polícia (na 8 Phillip Street), construída em 1858; e, finalmente, um tribunal (na 6 Phillip Street), construído em 1886. A coleção exibida no museu é baseada em conteúdo policial. Seu núcleo é formado a partir da coleção de instrumentos criminais do Museu da Polícia de 1910. Há artefatos históricos, fotografias, documentos, armas de fogo do período colonial e provas forenses de crimes famosos.

  • Endereço: Phillip St &, Albert St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: sábados e domingos de 10h às 17h
  • Entrada: AUD$ 12 – incluso no passe de 11 museus de Sydney

3. WRITERS WALK

Sydney Writers Walk é um trajeto composto por uma série de placas no chão ao longo de todo Terminal Internacional de Passageiros no West Circular Quay, até a passagem entre os cais e a estação de trem e todo o caminho até o lado do pátio da Ópera de Sydney em East Circular Quay. As placas contêm um trecho de uma obra de um escritor, bem como uma breve biografia. Os escritores representados na Writers Walk incluem não apenas australianos, mas também aqueles que viveram ou visitaram a Austrália, como D. H. Lawrence, Rudyard Kipling, Umberto Eco e Mark Twain. Confira a lista de placas aqui.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Placa no chão de Circular Quay indica o Writers Walk
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
A caminho da Opera House pela Writers Walk, contornando Circular Quay

4. SYDNEY OPERA HOUSE

Construída entre 1959 e 1973, a Opera House de Sydney é uma casa de espetáculos localizada na baía de Sydney, que se tornou um dos maiores ícones da Austrália. Ela foi projetada pelo arquiteto dinamarquês Jørn Utzon, após seu projeto ser selecionado em uma competição. O impressionante edifício, em design expressionista moderno, é formado por uma uma série de grandes “conchas” de concreto pré-moldado. Em 2007, a Opera House de Sydney entrou para a seleta lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
A linda Opera House

Atualmente, mais de 8 milhões de pessoas visitam a Opera House anualmente, assistindo a espetáculos variados que incluem apresentações da Opera Australia, da Sydney Theatre Company e da Sydney Symphony Orchestra, além de muitos outros shows e eventos com companhias e artistas nacionais e internacionais. É possível também fazer tours guiados pelos bastidores da Opera House. Nós fizemos e recomendamos a experiência!

  • Endereço: Bennelong Point, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Tickets para Shows: veja tudo o que está rolando no momento acessando este link
  • Tours:
    • Horários: diariamente entre 9h às 17h, a cada 15 ou 30 minutos, com duração de 1 hora
    • Tickets: AUD$ 40 (somente tour) / AUD$ 67 (tour + refeição no restaurante local) – 10% de desconto para compra online

Leia mais: Visitando a Opera House de Sydney: tours e informações

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Detalhes da Opera de Sydney
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Opera House vista da água

> THE ROCKS

The Rocks é uma região histórica de Sydney localizada na margem sul da baía de Sydney. A área foi estabelecida com a formação como colônia britânica em 1788. Os primeiros edifícios construídos no local eram feito de pau-a-pique e palha e, posteriormente, de arenito, surgindo, assim, o nome The Rocks. O assentamento tinha fama de ser uma favela onde habitavam condenados que chegavam da Inglaterra e era muito frequentado por marinheiros visitantes e prostitutas. No início do século XX, muitos dos edifícios históricos da região estavam em decadência. Em 1900, a peste bubônica eclodiu, e o governo do estado retomou áreas ao redor de The Rocks e Darling Harbour, com a intenção de demoli-las e reconstruí-las. Os planos foram interrompidos com o início da Primeira Guerra Mundial. Durante a década de 1920, várias centenas de edifícios foram demolidos durante a construção da Sydney Harbour Bridge. No final da década de 1970, o governo decidiu reformar a área e criar um espaço comercial e turístico.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Região de The Rocks
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Escultura First Impressions, na Playfair Street em The Rocks

5. MUSEUS E PRÉDIOS HISTÓRICOS

  • MUSEUM OF CONTEMPORARY ART AUSTRALIAFundado em 1991, o Museu de Arte Contemporânea da Austrália é um museu dedicado exclusivamente à exibição de arte contemporânea, tanto da Austrália como do mundo topo. Ele está lotado em um edifício de estilo Art Déco que era o antigo prédio da Junta de Serviços Marítimos. (Endereço: 140 George St, The Rocks NSW 2000, Austrália | Horários: diariamente de 10h às 17h (quinta até 21h) | Entrada: gratuita)
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Fachada do Museu de Arte Contemporânea
  • SUSANNAH PLACE MUSEUM: Trata-se de um bloco de casinhas construídas em torno de 1844 por imigrantes irlandeses. Até 100 famílias chegaram a morar nessas pequenas casas. Com minúsculos quintas, cozinhas no subsolo e casas de banho ao ar livre, o lugar volta no tempo e mostra como a classe trabalhadora vivia em The Rocks. As casas eram ocupadas até 1990, quando passaram a ser administradas pelo Historic Houses Trusts para serem visitadas como um museu. Abaixo, veja um dos videos que constam no site oficial sobre a história do local. (Endereço: 58/64 Gloucester St, The Rocks NSW 2000, Austrália | Horários: diariamente de 14h às 17h | Entrada: AUD $ 12 – incluso no passe de 11 museus de Sydney)

  • THE ROCKS DISCOVERY MUSEUMÉ um pequeno museu que conta a história da área de The Rocks desde a época pré-europeia até os dias atuais. O museu fica abrigado em um antigo armazém de 1850, que foi restaurado e oferece uma ótima experiência para quem quer conhecer mais sobre a região. O museu conta com coleções de artefatos, ilustrações e fotografias que contam a história dos antigos proprietários e o estabelecimento da Austrália como uma colônia inglesa. (Endereço: Kendall Ln, The Rocks NSW 2000, Austrália | Horários: diariamente de 10h às 17h | Entrada: gratuita)
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Fachada do The Rocks Discovery Museum. Foto: site oficial
  • CADMANS COTTAGE: É uma pequena casa de arenito que foi o primeiro edifício construído na costa da região de The Rocks. Através dela, é possível ter uma ideia sobre o desenvolvimento inicial da área de Circular Quay. O edifício foi construído em 1816 para uso do governo de timoneiros e suas tripulações. O nome é uma homenagem a John Cadman, Superintendente de Barcos de 1827 a 1845. (Endereço: 110 George St, The Rocks NSW 2000, Austrália)
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Cadman’s Cottage
  • SAILORS’ HOME: No passado, foi uma antiga casa de marinheiros, um teatro e um centro de visitantes. Nos dias de hoje, abriga uma galeria de arte e um restaurante. (Endereço: 106 George St, The Rocks NSW 2000, Austrália)

6. RUELAS EM THE ROCKS

  • SUEZ CANAL: Construída em torno da década de 1840, Suez Canal é uma ruela super estreita que é uma das poucas remanescentes da época da colonização. Ela cruza com a Nursers Walk.
  • NURSERS WALK: Trata-se de uma rede de ruelas e passagens nas ruas secundárias de The Rocks. A ideia era homenagear os enfermeiros condenados que trabalhavam nos hospitais estabelecidos pela Primeira e Segunda Frotas de colonos britâncos que chegaram à Austrália. Há placas e painéis de informações para contar a história do local. Vale a pena gastar um tempinho se perdendo por esses caminhos.
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Placa informativa com o mapa da região da Nurses Walk
  • PLAYFAIR STREET: Nesta rua existem ainda algumas casas coloniais que foram construídas em torno de 1875. Atualmente, abrigam lojas turísticas e alguns Cafés.
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Vista da Playfair Street
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Casarões antigos
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Vista da Harbour Bridge a partir da Playfair Street
  • FOUNDATION PARKEste é um dos segredos mais bem guardados do The Rocks. Nós acabamos passando pelo local meio que por acaso, quando estávamos caminhando pela área. É possível chegar ao local através da Gloucester Walk. No passado, casas coloniais foram construídas no local entre 1874 e 1878. Elas ficam localizadas atrás de lojas da Playfair Street, em diferentes níveis. As casas foram demolidas em 1940. As habitações originais foram trazidas de volta à vida com paredes divisórias baixas e móveis de aço projetados pelo renomado escultor Peter D. Cole. Uma coleção de obras de arte foi colocada nos pequenos espaços, incluindo armários, cadeiras, um banco e uma cômoda antiga e um relógio.

7. IGREJAS

  • THE GARRISON CHURCH (Endereço: 60 Lower Fort St, Millers Point NSW 2000, Austrália | Horários: domingos às 9h30 e às 16h | Entrada: gratuita)
  • CHURCH HILL ANGLICAN (Endereço: 3 York St, Sydney NSW 2000, Austrália | Horários: de segunda a sexta de 9h às 17h / fechada aos sábados / domingo de 8h30 às 13h e de 18h às 20h | Entrada: gratuita)
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
The Garrison Church. Foto: site oficial

8. SYDNEY OBSERVATORY

Construído entre 1857 e 1859, o Observatório de Sydney  é uma estação meteorológica, observatório astronômico, museu de ciências e local de instalações educacionais localizado no Observatory Hill. No passado, o local abriu um forte de defesa, estação meteorológica, e até mesmo moinhos de vento. Atualmente, é um museu aberto boa parte do dia, com atrações tanto durante o dia como também durante à noite, quando é possível observar estrelas e planetas através de um moderno telescópio. Por ficar no alto de uma montanha, o local proporciona lindas vistas da Sydney Harbour Bridge e da baía de Sydney.

  • Endereço: 1003 Upper Fort St, Millers Point NSW 2000, Austrália
  • Horários: diariamente de 10h às 17h
  • Entrada: a partir de AUD$10
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Sydney Observatory. Foto: divulgação

9. SYDNEY HARBOUR BRIDGE E ATRAÇÕES

A Sydney Harbour Bridge é a ponte em arco icônica que fica no Porto de Sydney, pertinho da Sydney Opera House. Ela foi construída entre 1923 e 1932, tem 1,149 km de comprimento, 48,8 metros de largura e fica a 134 metros de altura. Por ela passam transporte sobre trilhos, veículos, bicicletas (somente pelo lado oeste da ponte) e pedestres (somente pelo lado leste da ponte).

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Sydney Harbour Bridge vista da área da Opera House
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
A beleza da estrutura de metal que atravessa a área da baía de Sydney

A ponte é apelidada de “O Cabide” por causa de seu design baseado em arco. Uma curiosidade é que seu design foi influenciado pela Hell Gate Bridge na cidade de Nova York. Ela é a sexta maior ponte de arco estendido do mundo e a mais alta ponte de aço em arco. Em cada extremidade do arco há um par de postes de concreto de 89 m de altura, revestidos com granito. A Harbour Bridge é parte integrante das comemorações de Ano Novo em Sydney, geralmente sendo usada durante a queima de fogos de artifício às 21h e à meia-noite.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Praticamente embaixo da ponte
Atrações na Sydney Harbour Bridge:
1. Dawes Point (Tar-Ra) Park

Trata-se de um parque que fica localizado exatamente embaixo da Sydney Harbour Bridge, com vistas para a Opera House. Dawes Point foi o local da primeira posição fortificada da Austrália, construída em 1788 para proteger a enseada de invasores estrangeiros. Cinco canhões são tudo o que restou da antiga Dawes Point Battery. O forte foi removido durante a construção da Sydney Harbour Bridge, que agora passa por cima do parque. Uma escavação arqueológica foi concluída recentemente no local.

  • Endereço: Hickson Road, The Rocks, NSW, 2000, Austrália
  • Horários: 24 horas por dia
  • Entrada: gratuita
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Parque embaixo da ponte tem várias placas informativas que contam a história do local
2. BridgeClimb Sydney

Para os mais aventureiros, que tal subir até o topo da Sydney Harbour Bridge? Mais de 3,5 milhões de visitantes de 137 nacionalidades já aceitaram o desafio de subir no alto da ponte. Até mesmo celebridades como a cantora Kylie Minogue, os atores Zac Efron, Robert De Niro, Ben Stiller, Nicole Kidman, a apresentadora Oprah Winfrey e o Príncipe Harry já desafiaram o perigo! Há 3 tipos diferentes de passeios:

  • BridgeClimb Sampler Sydney: Tenha um gostinho de subir na ponte nesse passeio de 1 hora e meia de duração em que é possível subir no arco interno para uma vista espetacular no meio do caminho até o topo!
  • BridgeClimb Sydney: Caminhando pelo arco superior, essa escalada de 3 horas e meia parte ao amanhecer, pela manhã, pela tarde, ao anoitecer ou à noite, onde é possível admirar toda a agitação da cidade.
  • BridgeClimb Expresso Sydney: Este é um passeio de 2 horas e 15 minutos pelo arco interno até o topo pela parte de baixo. Você pode partir desde o início da manhã até o final da tarde.
  • Endereço: 3 Cumberland St, The Rocks NSW 2000, Austrália
  • Horários:  variam de acordo com o passeio escolhido
  • Entrada:
    • BridgeClimb Sampler Sydney: AUD$ 168 – compre aqui
    • BridgeClim Sydney: AUD$ 263 – compre aqui
    • BridgeClimb Expresso Sydney: AUD$ 303 – compre aqui
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Recepção da BridgeClimb Sydney
3. Pylon Lookout

É um mirante que proporciona vistas incríveis da cidade, da baía e da Sydney Harbour Bridge. É preciso subir 200 degraus e chegar até a 87 metros acima do nível do mar. Há 3 níveis de exibições onde é possível conhecer mais sobre a história e detalhes da construção da ponte, as pessoas que a construíram e muito mais!

  • Endereços: Caminhando pela Sydney Harbour Bridge, a entrada é pelo pilar sudeste. Acesse o caminho para pedestres da ponte (pedestrian pathway) e utilize as “Bridge Stars” na Cumberland Street. Veja o mapa para mais informações.
  • Horários: diariamente de 10h às 17h
  • Entradas: AUD$ 15
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Caminhe pela ponte até chegar ao local

10. LUNA PARK SYDNEY

Luna Park Sydney é um parque de diversões localizado do outro lado da baía de Sydney, atravessando a Sydney Harbour Bridge. Ele foi inaugurado em 1935 e foi fechado em 1979 devido a um incêndio. A maior parte do parque foi demolida e um novo parque de diversões foi construído. Ele foi fechado novamente em 1988 para reparos e reaberto em 1995. No entanto, as queixas de poluição sonora dos moradores no topo do parque causaram grande restrição nas horas de operação e a consequentemente tornou o parque pouco rentável, sendo fechado 1 ano depois. Em 2004, ele abriu novamente e continua em operação desde então. O parque já foi utilizado como local de gravação para vários filmes e programas de televisão. Confira as atrações disponíveis acessando este link.

  • Endereço: 1 Olympic Dr, Milsons Point NSW 2061, Austrália
  • Horários: variam conforme a época do ano – confira aqui
  • Entrada: AUD$ 55 – compre aqui | ticket + transporte aquático: AUD$ 60 – adquira aqui

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Entrada do Luna Park

DIA 2: BOTANIC GARDEN & DOMAIN + CITY CENTER

> BOTANIC GARDEN & DOMAIN

Tanto a área do Botanic Garden quanto a Domain são regiões de Sydney que são populares para passeios, shows e eventos ao ar livre. Ass área são famosa para prática de esportes e relaxamento. Há, inclusive, reuniões políticas, comícios e manifestações pública que costumam ocupar esta região. Ambas as áreas, que ficam juntinhas uma da outra, foram adicionadas ao Registro de Patrimônio do estado de New South Wales em 1999. Para quem gosta de passeios ao ar livre e muito verde, aproveite para visitar a região em um dia de sol e céu azul.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Vista dos prédios do centro de Sydney a partir do Botanic Garden

1. MUSEUM OF SYDNEY

O Museu de Sydney é um museu histórico construído nas ruínas da casa do primeiro governador de New South Wales, Arthur Phillip. A casa original foi o primeiro local de governo da Austrália e foi construída em 1788, sendo posteriormente abandonada. Um novo edifício foi construído no local em 1995 para abrigar o museu. As exposições exploram a Sydney colonial e contemporânea através de objetos, imagens e novas técnicas de mídia digital. Há também artefatos recusados de mai de 25 escavações arqueológicas.

  • Endereço: Bridge St &, Phillip St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: diariamente de 10h às 17h
  • Entrada: AUD$ 15 – incluso no passe de 11 museus de Sydney
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Museum of Sydney. Foto: site oficial

2. ROYAL BOTANIC GARDEN

O Royal Botanic Garden é um jardim botânico de 30 hectares, localizado em Farm Cove, pertinho da Opera House de Sydney. Ele é um local de eventos e área de recreação pública. O jardim botânico foi inaugurado em 1816, sendo assim, a instituição científica mais antiga da Austrália e uma das instituições botânicas mais importantes do mundo. Sua localização é privilegiada, proporcionando lindas vistas da baía de Sydney, Opera House e Harbour Bridge. O jardim está dividido em 4 grandes áreas: Lower Gardens, Middle Gardens, Palace Gardens e Bennelong. Localizado aproximadamente no meio dos quatro distritos é o Palm Grove Center, que oferece um restaurante, café, centro de visitantes e livraria. Principais destaques de cada área e veja o mapa completo aqui:

  • LOWER GARDENS: Coleções de plantas, incluindo das Ilhas Canárias, Nova Zelândia e Ilhas do Pacífico. Os jardins incluem o Band Lawn, os principais lagos, o HSBC Oriental Garden, o Yurong, o Victoria Lodge, o Henry Lawson Gates e o Maiden Pavilion.
  • MIDDLE GARDENS: Incluem o “Palm Grove“, onde há plantações de pinheiros, araucárias, e carvalhos. Além disso, estão entre os Middle Gardens, o Succulent Garden, o Rare e Threatened Plant Garden, o Herbarium & Plant Sciences Building, o Lion Gate Lodge, o Begonia Garden e o Macquarie Wall and Spring Walk.
  • PALACE GARDENS: Englobam o The Calyx, o Rainforest Walk, o Pioneer Garden, o Morshead Fountain Gate, o Palace Garden Gate, o Rose Garden & Pavilion, o Turf Plots, o Old Mill Garden, o Herb Garden e o Sydney Conservatorium of Music.
  • BENNELONG: O Recinto de Bennelong contém a Casa do Governo, o Parade, o Jardim Botânico Australiano, o gramado de Bennelong e o Portão da Rainha Elizabeth II.

Dica: Não deixe de ir até a Mrs Macquarie’s Chair, uma rocha de arenito cortada na forma de um banco. Ela foi esculpida a mão por condenados em 1810 para Elizabeth Maquire, esposa do major-general Lachlan Macquarie, governado de New South Wales na época. A península em que fica a “cadeira” é chamada de Mrs Macquarie’s Point e proporciona vistas incríveis da Opera House e da Harbour Bridge.

  • Endereço: Mrs Macquaries Rd, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: março de 7h às 18h30 | abril e setembro de 7h às 18h | maio e agosto de 7h às 17h30 | junho e julho de 7h às 17h | outubro de 7h às 19h30 | de novembro a fevereiro de 7h às 20h
  • Entrada: gratuita
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Macquarie’s Point
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
O local rende fotos incrível com a Opera House e a Sydney Harbour Bridge
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Local lindíssimo para registrar uma foto bacana
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Melhor local para tirar fotos da Opera House e da ponte juntas

3. GALERIA DE ARTE DE NEW SOUTH WALLES

Fundada em 1874, a Art Gallery of New South Wales é a mais importante galeria de arte pública da cidade e uma das maiores do continente. Seu nome é devido ao fato de Sydney se localizar no estado que tem o nome de New South Wales. A galeria foi aberta com o objetivo de promover as artes através de seminários, aulas e exibições regulares. Seu acervo conta com obras de arte australianas, europeias e asiáticas.

  • Endereço:  Art Gallery Rd, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: 
    • Galeria: diariamente de 10h às 17h (quarta-feira aberta até as 22h – Art After Hours)
    • Restaurante: de segunda a sexta-feira de 12h às 15h30 | quarta-feira de 12h às 21h | sábado e domingo de 12h às 16h
    • Café: diariamente de 10h às 16h30 (quarta-feira até 21h30)
  • Entrada: gratuita para o acervo permanente | varia para exposições especiais

Leia mais: Galeria de Arte New South Wales: a mais importante de Sydney

Galeria de Arte New South Wales: a mais importante de Sydney
Lindas salas de exposições

4. BIBLIOTECA ESTADUAL DE NEW SOUTH WALLES

Fundada em 1826, a Biblioteca Estadual de Nova Gales do Sul também conhecida como Biblioteca Mitchell, é a biblioteca mais antiga da Austrália! O edifício em que ela está alojada foi construído entre 1905 e 1910, com novas adições ao longo das décadas seguintes. A catalogação por computador das coleções da biblioteca começou nos anos 1980. Ela possui uma coleção abrangente e diversificada de material de pesquisa australiano e internacional. Atualmente, a biblioteca conta com mais de 5 milhões de itens, incluindo mais de 2 milhões de livros, 1,2 milhão de microformas, 1,1 milhão de fotografias, além de jornais, mapas, plantas arquitetônicas, manuscritos e outros itens. Além de ser uma biblioteca de referência e pesquisa de propósito geral, contém muitas coleções historicamente significativas que datam da colonização européia da Austrália.

  • Endereço: Macquarie St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: de segunda a quinta de 9h às 20h / sexta de 9h às 17h / sábado e domingo de 11h às 17h
  • Entrada: gratuita
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Biblioteca de New South Wales. Foto: site oficial

5. PARLAMENTO DE NEW SOUTH WALLES

O Parlamento de New South Wales  é o principal prédio legislativo do estado de Nova Gales do Sul, onde fica a cidade de Sydney. Trata-se de um parlamento bicameral eleito pelo povo do estado durante as eleições que são realizadas a cada 4 anos. O primeiro edifício do Parlamento foi originalmente construído para ser o segundo maior hospital de Sydney. O local agora é conhecido como Sydney Mint, e foi entregue à Casa da Moeda Real em 1851. O segundo edifício, originalmente construído como o quartel-general, foi entregue ao governo em 1829 para os propósitos de uma câmara do Parlamento.

  • Endereço: 6 Macquarie St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: de segunda a sexta de 9h às 17h
  • Entrada: gratuita
  • Tours: gratuitos, de segunda a sexta às 13h30 – veja mais informações aqui
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Parlamento de New South Wales. Foto: sydneylivingmuseums.com.au

6. HYDE PARK BARRACKS MUSEUM

Hyde Park Barracks é um antigo quartel, hospital, presídio, casa da moeda e tribunal originalmente construídos entre 1811 e 1819. O local, que atualmente é um museu, foi erguido em tijolos com objetivo de abrigar condenados. Vale lembrar que a Austrália era uma colônia britânica e muitos dos condenados na Inglaterra eram enviados para povoar a Austrália. Em 1991, o Hyde Park Barracks passou por muitos trabalhos de conservação para que fosse aberto ao público. Os turistas que visitam o prédio tem a oportunidade de aprender mais sobre o cotidiano dos condenados e outros ocupantes através de exposições sobre a força de trabalho masculina, sistema de condenação da Austrália, uma inovadora paisagem sonora, artefatos escavados, camadas expostas de tecidos de construção e salas e espaços do complexo. Desde 2007, o local é listado como Patrimônio Mundial da UNESCO e é um dos locais de condenados mais famosos da Austrália.

  • Endereço: Queens Square, Macquarie St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: fechado para reformas – reabre no final de 2019
  • Entrada: AUD$ 12
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Hyde Park Barracks Museum

7. THE MINT (CASA DA MOEDA)

O The Mint é o edifício público mais antigo do centro de Sydney. Ele foi construído entre 1811 e 1816 como uma ala do Hospital de Sydney, conhecido como Rum Hospital. Em 1854, uma Casa da Moeda foi estabelecida no local, abrigando também seus funcionários. Na parte traseira do edifício, foi construída uma fábrica de cunhagem. Ambas as estruturas têm um significado excepcional e foram associadas a grandes eventos na história colonial de New South Wales. Algumas partes do edifício estão abertas para visitação pública.

  • Endereço: 10 Macquarie St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: de segunda a sexta de 9h30 às 17h / Caroline Simpston Library & Research Collection: de terça a sexta de 10h às 16h
  • Entrada: gratuita
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Pátio Central do The Mint. Foto: sydneylivingmuseums.com.au

8. MARTIN PLACE

Martin Place é uma calçadão de pedestres no centro de Sydney. O local já foi descrito algumas vezes como o “coração cívico” de Sydney devido à sua localização bem no centro do distrito comercial e financeiro da cidade. Martin Place tornou-se um ícone nacional australiano na cultura popular por atrair produções e atores de cinema e televisão de alto nível para a região. O nome do local é uma homenagem a Sir James Martin, que foi três vezes governador do estado de New South Wales e presidente do Supremo Tribunal do mesmo estado. O local foi fechado para circulação exclusiva de pedestres em 1971 e fica entre a George Street e a Macquerie Street. As ruas transversais incluem a Pitt Street, a Castlereagh Street, a Elizabeth Street e a Phillip Street. Há muitos edifícios e marcos históricos circundando o local, entre eles monumentos em homenagem aos que serviram nas duas Guerras Mundiais e uma fonte de água localizada na Pitt Street.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Fonte de água em Martin Place

> CITY CENTER

City Center é o centro propriamente dito de Sydney. A área é conhecida como Sydney CBD (City Business District), ou seja é o centro comercial e financeiro da cidade. Aqui você vai encontrar muitas opções de shoppings centers, comércio de rua, restaurantes e atrações turísticas. Alguns dos primeiros edifícios construídos na cidade ficam exatamente neste local até os dias de hoje.

9. ST MARY’S CATHEDRAL

A Catedral é uma igreja católica onde fica o arcebispo de Sydney. O edifício foi construído entre os anos de 1866 e 1928. A St Mary’s Cathedral é a maior igreja, em comprimento, da Austrália. A arquitetura é típica do renascimento gótico do século XIX e o plano da catedral é um plano convencional da catedral inglesa, em forma cruciforme, com uma torre sobre o cruzamento da nave e transeptos e torres gêmeas. A vista lateral do edifício do Hyde Park é marcada pela progressão regular de janelas góticas com arcos pontiagudos. No interior, é possível encontrar vitrais coloridos, exibindo 40 janelas que apresentam diversos temas bíblicos. Apesar do desenvolvimento de arranha-céus do centro comercial, a imponente estrutura da catedral e as torres geminadas fazem dela um marco em todas as direções.

  • Endereço: St Marys Rd, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: diariamente de 6h30 às 18h30 | Cripta: de segunda a sexta de 10h às 16h
  • Entrada: gratuita | Cripta: AUD$ 5
  • Tours: gratuitos aos domingos depois da missa de 10h30

10. AUSTRALIAN MUSEUM

Fundado em 1827, o Museu Australiano é o museu mais antigo do país. Inicialmente, era conhecido de Museu Colonial ou Museu de Sydney, mas foi renomeado em 1836. Suas exposições são focadas em história natural e antropologia. Atualmente, ele apresenta coleções de zoologia de vertebrados e invertebrados, bem como mineralogia, paleontologia e antropologia. Além de exposições, o museu também está envolvido em pesquisas de estudos indígenas e programas comunitários.

  • Endereço: 1 William St, Sydney NSW 2010, Austrália
  • Horários: diariamente de 9h30 às 17h
  • Entrada: AUD$ 15 – compre online neste link
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Área interna do Australian Museum. Foto: sydneylivingmuseums.com.au

11. HYDE PARK

Em formato retangular, o Hyde Park é um parque público de mais de 16 hectares localizado no coração do centro comercial de Sydney. Construído entre 1810 a 1927, ele é considerado o parque público mais antigo da Austrália. Hyde Park contém jardins bem cuidados e aproximadamente 580 árvores; uma mistura de figos, coníferas, palmeiras e outras variedades de plantas. Alguns destaques do parque são a Archibald Fountain, um memorial de guerra e o Memorial Pond.

  • Endereço: Elizabeth St, Sydney NSW 2000, Austrália

12. THE GREAT SYNAGOGUE

Finalizada em 1878, a Grande Sinagoga de Sydney fica situada em frente ao Hyde Park e procura combinar elementos de estilo bizantino e características góticas. O edifício é muitas vezes descrito como a “sinagoga catedral” da Austrália. Devido à grandeza, beleza e importância do edifício, a sinagoga está listada como um patrimônio histórico da cidade de Sydney.

  • Endereço: 166 Castlereagh St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Tours: todas as quintas-feiras às 12h e na 1ª e 3ª terça-feira de cada mês às 12h | AUD$ 10
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
A bela sinagoga em Sydney. Foto: sydneylivingmuseums.com.au

13. ST ANDREW’S CATHEDRAL

Construída entre 1837 e 1868, a Catedral de Santo André é um dos melhores exemplos de arquitetura neogótica da cidade. A catedral é a mais antiga da Austrália e até hoje é a sede do arcebispo anglicano de Sydney e bispo metropolitano do estado de New South Wales.  A Catedral abriga uma coleção de móveis, utensílios e acessórios que datam do tempo de sua construção. Ele também abriga uma grande coleção de memoriais, tanto como móveis e acessórios e sob a forma de placas. Seu interior, mesmo que pequeno, consegue conjugar de maneira harmoniosa o estilo gótico. Há muitos vitrais coloridos muito bonitos. A igreja oferece serviços religiosos todos os dias e, aos domingos, ocorrem apresentações de corais.

  • Endereço: Esquina das ruas George e Bathrust, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: de segunda a sexta a partir de 10h e fecha após as missas noturnas; sexta-feira fecha às 15h | domingo a partir de 8h | fechada aos sábados
  • Entrada: gratuita
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
St Andrew’s Cathedral. Foto: site oficial

14. SYDNEY TOWN HALL (PREFEITURA DE SYDNEY)

O prédio da Prefeitura de Sydney data do final do século XIX (construído entre 1869 e 1889) e é onde fica o escritório do prefeito de Sydney, escritórios municipais e locais para reuniões. O edifício foi construído em arenito no estilo vitoriano e inspirado na Prefeitura de Paris. A Torre do Relógio foi concluída em 1873 e o relógio foi instalado em 1884. Seu interior é rico e ornamentado, inspirado na arte francesa da época. Sydney Town Hall ainda serve como uma importante presença e ponto de encontro para a cidade de Sydney até hoje. Recentemente, obras foram feitas visando a sustentabilidade, melhorando a eficiência energética, incluindo sensores de luz inteligentes, iluminação eficiente de energia, isolamento de novas coberturas para moderar a temperatura do edifício, painéis solares e novas infraestruturas hidráulicas e de águas pluviais.

  • Endereço: 483 George St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: de segunda a sexta de 8h às 14h
  • Entrada: gratuita
  • Tours: veja mais informações neste link
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
A prefeitura de Sydney. Foto: sydneylivingmuseums.com.au

15. QUEEN VICTORIA BUILDING

Mesmo que você não pretenda fazer compras, vale a pena conhecer o Queen Victoria Building (QVB), um belo edifício construído em 1898 que teve várias funções diferentes com o passar dos anos. Ele fica pertinho da prefeitura, da St Andrew’s Cathedral e da estação de trem Town Hall. Localizado em um quarteirão inteiro, delimitado pelas ruas George, Market, York e Druitt, o prédio é tombado pelo patrimônio histórico e possui estilo arquitetônico romanesco com bonitas cúpulas verdes. Atualmente, o prédio possui 4 andares que abrigam cerca de 150 lojas, cafés e restaurantes.

No terceiro andar ficam dois relógios famosos: o Royal Clock e o Great Australian Clock. O Royal Clock é um relógio que toca de 9h às 21h e mostra cenas da realeza inglesa, tais como o rei João assinando a Magna Carta até a execução do rei Charles I. O Great Australian Clock inclui 33 cenas da história australiana vistas de perspectivas aborígenes e europeias. Há também tours públicos nos quais é possível conhecer um pouco mais sobre a história do edifício, e um tour especial que inclui um chá da tarde caprichado. Para participar dos tours, entre em contato com o entre em contato com o QVB Concierge localizado no Piso Térreo.

  • Endereço: Queen Victoria Building, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: de segunda à sábado de 9h às 18h (quinta até 19h) / domingos e feriados de 11h às 17h
  • Tours:
    • QVB Guided Tours: 11h30 às terças, quintas e sábados | AUD$ 15 por pessoa | 45 minutos de duração
    • High Tea Tour: 11h30 às quintas-feiras | AUD$ 65 por pessoa | 45 minutos de duração.

16. THE STATE THEATRE

O The State Theatre é um teatro histórico localizado no centro da cidade que foi construído entre 1926 e 1929. Ele sedia exibições de filmes, teatros, performances musicais e, desde 1974, é o lar do Sydney Film Festival, o festival de cinema da cidade que ocorre todos os anos durante o mês de junho. O prédio que abriga o teatro é considerado um marco histórico. Sua arquitetura belíssima, com rotundas foi inspirada em obras francesas. O interior tem temas de design gótico e há toques de Art Déco.

  • Endereço: 49 Market St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • EventosConfira a lista completa neste link
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Área interna do The State Theatre. Foto: site oficial

17. SYDNEY TOWER EYE

Concluída em 1981, a Sydney Tower é uma torre de 309 metros de altura no centro da de Sydney. Ela é o edifício mais alto da cidade e o segundo mais alto do hemisfério sul. Por este motivo, pode ser vista de diversos pontos diferentes da cidade. Na verdade, ela possui 279 metros, mas passou para 309 metros com a adição de uma antena. Em 2009, o edifício base foi fechado para uma grande reforma. Isso envolveu a conexão do shopping center a todas as áreas, inclusive o acesso a torre. O shopping center foi reaberto em 2010 e passou a se chamar Westfield Sydney. São 4 andares da torre que estão abertos ao público, sendo que 3 deles são ocupados por restaurantes. Em várias ocasiões, a torre é usada para lançar fogos de artifício ou é iluminada com luzes coloridas, como parte de várias celebrações em Sydney, como a de Ano Novo.

  • Endereço: Level 5, Westfield Sydney, 100 Market St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: diariamente de 9h às 20h (entre início de julho e início de setembro até 21h)
  • Entrada:Ticket Padrão: A$28 – compre online neste link e evite filas
    • Almoço ou Jantar no restaurante buffet: A$60 – compre online neste link
    • Almoço ou Jantar a la carte (3 pratos) no restaurante giratório 360 Bar & Dining: A$60 – compre online neste link
    • Ticket combinado de atrações (escolha até 4 entre Sydney Aquarium, Wild Life Sydney, Sydney Tower Eye, Manly Sea Life e Madame Tussauds): A$50 – compre online neste link

Leia mais: Sydney Tower: vistas panorâmicas e restaurante giratório

Sydney Tower: vistas panorâmicas e restaurante giratório
Lindas vistas de Sydney do alto
Sydney Tower: vistas panorâmicas e restaurante giratório
Área do Sydney Tower Eye

18. ST JAMES’ CHURCH

Construída em 1824, a Igreja de St James é a igreja mais antiga do centro de Sydney. A igreja faz parte do recinto histórico da Macquarie Street, que inclui outros prédios da era colonial, como o Hyde Park Barracks, considerado Patrimônio da Humanidade. O estilo dos cultos religiosos é um pouco diferente das demais igrejas anglicanas da cidade. A a igreja tem um órgão excelente e nós hospeda muitos concertos ao longo do ano. Há uma série de concertos no horário do almoço às quartas-feiras às 13h15. Confira no site oficial a programação.

  • Endereço: 173 King St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: de segunda a sexta de 10h às 16h | sábado de 9h às 13h | domingo de 7h30 às 16h
  • Entrada: gratuita

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
A bonita St James’ Church. Foto: site oficial

DIA 3: BONDI TO COOGEE WALK

Um dos passeios mais tradicionais pelo litoral de Sydney é o Bondi to Coogee Walk. Trata-se de uma caminhada que se estende por 6 km, oferecendo vistas deslumbrantes.  Além disso, o passeio conta com a presença de praias, parques, falésias, baías e piscinas naturais. Há diversas atividades que podem ser realizadas ao longo do caminho, entre uma praia e outra. Há mesas de piquenique, áreas de lazer e churrasqueiras elétricas gratuitas que podem ser utilizadas pelos visitantes.

Leia mais: Austrália: As 10 melhores praias de Sydney

Bondi to Coogee Walk: roteiro a pé pelo litoral e praias de Sydney
Paisagem incrível e águas claras no litoral de Sydney

A caminhada exige um esforço médio com áreas fáceis de circular e outras mais difíceis e íngremes. Em geral, costuma-se levar de 2,5 a 3 horas para percorrer o percurso sem grandes paradas. Para curtir o melhor desse passeio, não se esqueça de usar calçados e roupas confortáveis, óculos de sol, protetor solar e levar água para se hidratar durante o delicioso trajeto pelo litoral australiano. Como o trajeto merece ser olhado no detalhe, escrevemos um post dedicado para mostrar o passo-a-passo de todo o trajeto, com sugestões e muitas dicas.

PASSEIOS A PÉ E DE ÔNIBUS

Leia mais: Bondi to Coogee Walk: roteiro a pé pelo litoral e praias de Sydney

Bondi to Coogee Walk: roteiro a pé pelo litoral e praias de Sydney
Águas azuis e muitas pedras no litoral australiano
AULAS DE SURF

COMBOS DE PASSEIOS

DIA 4: DARLING HARBOUR + CHINATOWN

Darling Harbour é um porto localizado em Sydney que se tornou um local de lazer e entretenimento com grandes áreas voltadas para pedestres. O nome do local é uma homenagem ao antigo tenente-general Ralph Darling, que foi governador do estado de New South Wales no início do século XIX. Confira o que encontrar na região:

SUPER DICA DE ECONOMIA EM DARLING HARBOUR

Caso você queira visitar todas as atrações da área de Darling Harbour (Aquário de Sydney + WILD LIFE Sydney Zoo + Museu de Cera Madame Tussauds + Sydney Tower Eye + Captain Cook – Hop-On Hop-Off e jantar no Nick Bar and Grill Restaurant), adquira um ticket promocional neste link.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

1. KING STREET WHARF

Este local que servia como uma área industrial marítima no início do século XX e foi renovado após uma série de projetos que foram colocados em prática nos anos 1980 e 1990. Atualmente, podemos encontrar na área:

>> WILD LIFE SYDNEY ZOO

É um parque de vida selvagem localizado no coração de Sydney. Ele foi aberto em 2006 e possui 10 áreas de exposições que incluem: borboletas dos trópicos, diabo da Tasmânia, coalas, wallabies, cangurus e crocodilos. É a melhor maneira de entrar em contato com os animais típicos do continente sem precisar sair da maior cidade australiana.

  • Endereço: 1-5 Wheat Rd, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: diariamente de 10h às 17h
  • Entrada: a partir de AUD$ 44 – compre online neste link | Combo de Ingressos (Museu de Cera Madame Tussauds, Sydney Aquarium, Wild Life Sydney e Sydney Tower Eye) a partir de AUD$ 50 – compre aqui
  • Atividades especiais:
    • Café da manhã com os coalas AUD$ 55 – compre online aqui
    • Ticket do zoológico + cruzeiro Hop-On Hop-Off – AUD$75  – compre aqui
    • Ticket  do zoológico + passeio de barco – AUD$ 109 – compre neste link
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Mapa das atrações do parque. Figura: site oficial
>> MADAME TUSSAUDS SYDNEY

Esta filial do museu de cera foi aberta em 2012 e é a única do tipo na Austrália. Entre as atrações estão personalidades famosas no contexto australiano, desde o Captain Cook, até ídolos da música como Adele e Justin Bieber, super-heróis como Homem Aranha, Homem de Ferro, Mulher Maravilha, Super Homem, Aquaman e celebridades como Marilyn Monrou, Chris Hemsworth e Johnny Depp. Abaixo veja um video oficial sobre a exposição da Marvel no museu.

  • Endereço: 1-5 Wheat Rd, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: diariamente de 10h às 18h
  • Entrada: a partir de AUD$ 44 – compre online | Combo de Ingressos (Museu de Cera Madame Tussauds, Sydney Aquarium, Wild Life Sydney e Sydney Tower Eye) a partir de AUD$ 50 – compre aqui
  • Atividades especiais:
    • Passe de 2 dias: Ticket Museu + ônibus Hop-on Hop-off – AUD$ 75 – adquira aqui
    • Ticket Museu + Passeio barco a jato – a partir de AUD$124 – compre aqui
    • Combo com 4 atrações + cruzeiro – a partir de AUD$100 – compre neste link
>> SEA LIFE SYDNEY AQUARIUM

Fundado em 1988, o aquário de Sydney possui mais de 700 espécies de vida marinha, compreendendo 13 mil peixes e outras criaturas do mar. A maior parte delas vive somente em habitats australianos. O aquário é dividido em 14 zonas temáticas que exibem peixes tropicais, tubarões, arraias, pinguins, entre outros.

  • Endereço: 1-5 Wheat Rd, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: diariamente de 10h às 18h
  • Entrada: a partir de AUD$ 46 – compre aqui | Combo de Ingressos (Museu de Cera Madame Tussauds, Sydney Aquarium, Wild Life Sydney e Sydney Tower Eye) a partir de AUD$ 50 – compre aqui
  • Atividades especiais:
    • Ticket aquário + Cruzeiro Hop-on Hop-off: a partir de AUD$ 75 – adquira aqui
    • Ticket aquário + Passeio barco a jato – a partir de AUD$129 – compre aqui
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Sea Life Aquarium. Foto: GYG

2. PYRMONT BRIDGE

A Ponte Pyrmont é uma ponte de 369 metros de comprimento que foi inaugurada em 1902. Inicialmente, era utilizada para o tráfego de veículos motorizados, ligando o CBD até a região de Pyrmont. No entanto, em 1981, a ponte foi convertida para acesso exclusivo de pedestres e bicicletas. Curiosamente, há uma linha de monotrilho que passa por cima da Pyrmont Bridge. Caminhar pela ponte é uma delícia e proporciona lindas vistas da região de Darling Harbour. Vale a pena cruzá-la com calma e aproveitar para tirar lindas fotos!

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Pyrmont Bridge com vista para o centro comercial de Sydney

3. AUSTRALIAN NATIONAL MARITIME MUSEUM

O Museu Marítimo Nacional Australiano (ANMM) é um museu federal fundado em 1991, como um dos projetos de revitalização da região de Darling Harbour. O museu está estruturado em torno de 7 galerias principais, concentrando-se na descoberta da Austrália, nas relações entre os aborígines australianos e a água, viajando para a Austrália por mar, o oceano como um recurso, relaxamento e entretenimento à base de água, a defesa naval da nação e a relação entre os Estados Unidos e Austrália. Há também 4 espaços de galeria adicionais são usados para exposições temporárias. Além disso,  3 navios-museu (a réplica HM Bark Endeavor, o HMAS Vampire e o submarino HMAS Onslow) estão abertos ao público, enquanto embarcações históricas menores ancoradas do lado de fora podem ser vistas, mas não visitadas por dentro.

  • Endereço: 2 Murray St, Sydney NSW 2000, Austrália
  • Horários: diariamente de 9h30 às 17h (até as 18h no verão)
  • Entrada: gratuita para as galerias permanentes | AUD$ 32 para acesso completo a todas as atividades do museu, navios e cinema 3D – compre online neste link
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Museu Marítimo Nacional

4. CHINATOWN

A Chinatown de Sydney que conhecemos hoje começou a ser estabelecida no local em torno de 1920. Ela é centrada na Dixon Street, um calçadão de rua com muitos restaurantes chineses, e com um Paifang (portão decorado) em cada extremidade. Outras ruas e ruas da Chinatown de Sydney incluem a Factory Street, a Goulburn Street, a Little Hay Street, a Kimber Lane e a Thomas Street. Confira algumas atrações para conhecer na região:

  • CHINESE GARDEN OF FRIENDSHIP: Trata-se de um Jardim Chinês murado que procura recriar a filosofia e harmonia de um legítimo jardim chinês. O local possui cachoeiras, lagos, plantas exóticas, pavilhões e trilhas escondidas. (Endereço: Pier Street, Cnr Harbour St, Darling Harbour NSW 2000, Austrália | Horários: de abril a setembro diariamente de 9h30 às 17h / de outubro a março diariamente de 9h30 às 17h30 | Entrada: AUD$ 6)
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Chinese Garden of Friendship. Foto: divulgação
  • SYDNEY’S PADDY’S HAYMARKET: Funciona no local um mercado de pulgas e feira livre de frutas e vegetais frescos. (Endereço: 9-13 Hay St, Sydney NSW 2000, Austrália | Horários: de quarta a domingo de 10h às 18h)
  • MARKET CITY: Complexo com um moderno centro comercial com restaurantes, lojas e centro de entretimento. (Endereço: 9-13 Hay St, Haymarket NSW 2000, Austrália | Horários: de sexta a quarta de 10h às 19h / quinta de 10h às 20h)
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Market City em Chinatown. Foto: haymarketchamber.org.au
  • POWERHOUSE MUSEUM: Fundada em 1879, esta é a principal unidade do Museu de Artes Aplicadas e Ciências de Sydney. O Powerhouse Museum é um museu de ciência com uma coleção diversa de todo tipo de tecnologia, incluindo artes decorativas, ciências, comunicação, transporte, vestuário, móveis, mídia, computação, tecnologia espacial e motores a vapor. (Endereço: 500 Harris St, Ultimo NSW 2007, Austrália | Horários: diariamente de 10h às 17h | Entrada: AUD$ 15 – compre online)

5. SYDNEY FISH MARKET

Fundado em 1945, o Mercado de Peixe de Sydney é o maior mercado do gênero do Hemisfério Sul e o terceiro maior mercado de frutos do mar em termos de variedade no mundo. Privatizado pelo governo australiano em 1994, o mercado é composto por um porto de pesca, mercado de peixe no atacado, mercado de frutos do mar frescos, uma delicatessen, um sushi bar, uma padaria, uma loja de presentes, um mercado de frutas e vegetais, uma floricultura, um mercado de carnes, uma escola de culinária de frutos do mar, mesas internas e uma avenida ao ar livre para os visitantes. Além disso, mais de 50 toneladas de frutos do mar frescos são leiloadas diariamente através de um sistema computadorizado para aproximadamente 160 compradores. A incrível variedade de frutos do mar é proveniente de pescadores individuais, cooperativas, empresas de pesca e fazendas de aquicultura na Austrália, Nova Zelândia e região da Ásia-Pacífico. Mais de 100 espécies estão disponíveis para compradores diariamente.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Área do Sydney Fish Market. Foto: sydney.com

DIA 5: MANLY BEACH E ARREDORES

Manly Beach é uma das mais famosas praias ao norte de Sydney, localizada em Manly, um subúrbio localizado a cerca de 16 km de Sydney. A região de Mainly é famosa por suas lindas praias. Manly Beach é a maior delas e apresenta um longo trecho de areia no lado do oceano. A praia é seguida por piscinas naturais e outras praias de areia chamadas Fairy Bower e Shelly Beach, que formam a Cabbage Tree Bay Aquatic Reserve. Para chegar até a praia, basta pegar um ferry na região de Circular Quay. Para facilitar a programação do seu passeio na área, nós escrevemos um roteiro detalhado para conhecer a região com informações de como chegar, o que conhecer, sugestões de restaurantes, tours e hospedagem na área.

Leia mais: Manly Beach: uma das melhores praias de Sydney

Manly Beach: uma das melhores praias de Sydney
A graciosa Mainly Beach

DIA 6: ATRAÇÕES MAIS DISTANTES

Nos arredores de Sydney há muita coisa bacana para conhecer. Como tínhamos pouco tempo na cidade, decidimos fazer a  “Blue Mountains: Tour com cruzeiro e Featherdale de Sydney“ que incluía uma visita às Blue Mountains, ao parque Featherdale Wildlife Park e uma visita ao Parque Olímpico de Sydney. Confira o que conhecer em cada um desses lugares.

1. PARQUE OLÍMPICO DE SYDNEY

O Parque Olímpico de Sydney é o complexo esportivo que fica localizado a oeste da cidade, a cerca de 14 km do Sydney Central Business District (CBD). Ele foi construído para abrigar os Jogos Olímpicos de Verão no ano 2000. Atualmente, o local continua sendo usado para eventos esportivos, lazer para crianças e outros, como shows e eventos variados de entretenimento (confira o que fazer neste link). Na área também se encontra escritórios do Commonwealth Bank e do hotel 5 estrelas Pullman e do econômico Formule 1. Para chegar ao local, basta pegar a linha T7 do trem ou participar de um tour guiado até o local.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Sydney Olympic Park. Foto: site oficial

2. BLUE MOUNTAINS

Blue Mountains é uma região montanhosa que se estende por 96 km localizada no estado de New South Wales a cerca de 50 km de Sydney. O Blue Mountains National Park consiste em montanhas são um planalto dissecado esculpido em rocha arenítica e é repleto de cânions, cachoeiras, trilhas e lindas paisagens. O ponto mais alto possui 1.189 metros de altitude. O nome Blue Mountains (Montanhas Azuis) é derivado do tom azul que o local assume quando visto à distância. Isso ocorre devido devido à existência de terpenóides, uma substância que quando liberada em grandes quantidades pelos eucaliptos das florestas nos seus arredores, cria uma onda azul acinzentada.

Belezas naturais das Blue Mountains

No ano 2000, a área que compreende as Blue Mountains, juntamente com sete parques nacionais e uma reserva de conservação entraram para a lista de Patrimônio da Humanidade da UNESCO. As Blue Mountains são um destino muito procurado por aqueles que querem fazer escalada, mountain biking, caminhadas, canoagem, rapel, críquete e outros esportes de aventura. O Scenic World Blue Mountains é uma atração turística localizada na cidade de Katoomba, dentro da área das Blue Mountains. É uma alternativa incrível para complementar o passeio. Confira nosso post dedicado com todas as dicas para conhecer esta linda região.

Leia mais: Blue Mountains e atrações do Scenic World a partir de Sydney

 Blue Mountains e atrações do Scenic World a partir de Sydney
Three Sisters, um dos cartões postais das Blue Mountains

3. FEATHERDALE WILDLIFE PARK

O Featherdale Wildlife Park (Parque de Vida Selvagem Featherdale) foi fundado em 1953 em uma área de 7 acres que evolui de uma fazenda de aves para um importante parque de vida selvagem na Austrália, ressaltando a beleza da vida selvagem australiana. Atualmente, o Featherdale é considerado uma das melhores atrações turísticas da Austrália e desempenhou um papel importante no crescimento do turismo não só na zona metropolitana de Sydney, mas como no estado de New South Wales, onde se encontra o parque.

Featherdale Wildlife: Parque de Cangurus e Coalas na Austrália
Coalas no parque

O Featherdale Wildlife Park desempenha um papel vital em muitos esforços de conservação em todo o país. Fornecendo acesso para o estudo de espécies-chave por universidades e outras instituições zoológicas, o parque faz uma valiosa contribuição para os muitos desafios enfrentados pela vida selvagem. Escrevemos um post detalhado contando toda a nossa experiência e dando dicas sobre como visitar e o que encontrar por lá.

Leia mais: Featherdale Wildlife: Parque de Cangurus e Coalas na Austrália

Featherdale Wildlife: Parque de Cangurus e Coalas na Austrália
Marsupiais no Featherdale Wildlife Park

TEM MAIS TEMPO? OUTRAS SUGESTÕES

Se você está planejando ficar mais do que 6 dias em Sydney, opções interessantes para conhecer na cidade e nos seus arredores não faltam! Separamos 7 lugares interessantes para que você considere como opção para visitar!

1. FORT DENISON

O Fort Denison faz parte do Sydney Harbour National Park, um parque nacional protegido em que instalações de defesa ocupam seu pequeno território. Ele fica localizado a cerca de 1 km da Opera House. A ilha possui instrumentos de navegação e instalações de medição de maré. O local é, atualmente, usado como um parque nacional, reserva natural e instalação turística. Como chegar? Utilize o serviço público de ferry, o serviço privado de hop-on hop-off de barco ou participe de um passeio de barco que inclui uma passagem pelo local. Confira algumas sugestões:

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Fort Denison. Foto: nationalparks.nsw.gov.au

2. GARDEN ISLAND

Garden Island é uma área de Sydney que é usada para fins governamentais e navais desde os primórdios da fundação da cidade. Originalmente, era uma ilha, mas acabou se unindo ao resto do continente devido a um trabalho de recuperação das terra da região durante a Segunda Guerra Mundial. A ponta norte de Garden Island fica, desde 2005, o museu Royal Australian Navy Heritage Centre, o museu oficial da Marinha Real Australiana. A entrada para todas as exposição é gratuita. Como chegar? Utilize o serviço público de ferry ou o serviço privado de hop-on hop-off de barco.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Garden Island. Foto: mgnsw.org.au

3. SHARK ISLAND

Shark Island é uma pequeníssima ilha de 1,5 hectare que era conhecida pela presença do povo aborígene Boambilly. O nome atual se deve pelo seu formato que lembra um tubarão, não pelo fato de haver tubarões nas proximidades. Atualmente, é utilizada exclusivamente como uma reserva de recreação sendo um excelente local para um piquenique. No entanto, não existe nenhum tipo de comércio no localLogo ao norte da ponta norte da ilha está o Shark Island Light, um farol pintado de branco que foi construído em 1913.  Como chegar? Utilize o serviço público de ferry ou o serviço privado de hop-on hop-off de barco.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Praia em Shark Island. Foto: nationalparks.nsw.gov.au

4. TARONGA ZOO SYDNEY

O Taronga Zoo Sydney é um zoológico localizado na região de Mosman, do outro lado da baía de Sydney. Fundado em 1916, o zoológico está instalado em uma área de 28 hectares e conta com a presença de mais de 4 mil animais de 350 espécies diferentes. O zoológico abriga muitos animais típicos da fauna australiana. O complexo ainda reúne uma loja com artigos variados, um centro de informações e um Café. Para chegar até o zoológico é preciso utilizar o serviço de ferry (apenas 12 minutos a partir do centro de Sydney) ou participar de um tour que inclui o zoológico (veja opções abaixo).

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Coala no Taronga Zoo

5. WATSONS BAY

Watsons Bay é uma área a leste de Sydney que fica localizada a cerca de 11 km do centro da cidade. Ela fica no final da península South Head e proporciona vistas do porto até a Ponte da Baía de Sydney. Watsons Bay é uma área predominantemente residencial com algumas áreas de lazer e praias, incluindo Camp Cove e uma praia legal de nudismo localizada em Lady Bay.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
A linda região de Watsons Bay

6. HUNTER VALLEY

Hunter Valley é uma região localizada a norte de Sydney e compreende cerca de 200 km. Nela fica o rio Hunter e seus afluentes com montanhas por toda região. A área é famosa pela indústria do carvão e, principalmente, pelas suas deliciosas vinícolas, as quais são uma das mais importantes de toda a Austrália. A região tem um papel fundamental na história do vinho australiano como uma das primeiras áreas vinícolas do início do século XIX. Cerca de 3% da produção total de vinho da Austrália é proveniente de Hunter Valley. Pela proximidade com Sydney, a área se tornou um destino turístico muito famoso e há vários tours e excursões que partem de Sydney e levam os visitantes para deliciosas degustações nas vinícolas de Hunter Valley. Separe pelo menos 1 dia inteiro do seu roteiro para visitação da região.

Dicas de degustação e refeições:
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Degustação de vinhos em Hunter Valley. Foto: GetYourGuide
 Passeios de helicóptero e balão:
Outros:

7. JENOLAN CAVES

As Jenolan Caves são cavernas calcárias localizadas dentro da Reserva de Conservação Jenolan Karst, a oeste da Blue Mountains, a cerca de 175 km de Sydney. Elas são as cavernas de pedra calcária mais visitadas do país. As Jenolan Caves contam com a presença de vários fósseis marinhos e belas formações de calcário. Além disso, possuem mais de 40 km de passagens de múltiplos níveis e mais de 300 entradas! Onze das cavernas estão iluminadas e abertas para visitação pública.

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Jenolan Caves. Foto: divulgação

TOURS E EXCURSÕES EM SYDNEY E ARREDORES

Confira abaixo algumas sugestões bacanas de tours e excursões tanto pela cidade de Sydney quanto para os seus arredores. Há opções para todos os gostos e bolsos, desde de city tours, atrações esportivas, culturais, gastronômicas e muito mais!

ONDE COMER EM SYDNEY

Sydney é uma cidade cosmopolita recheada de opções bacanas de restaurantes de culinárias do mundo inteiro! Nós escrevemos um post sobre 10 experiências gastronômicas que tivemos na cidade. Infelizmente, não conseguimos ir a todos os restaurantes que pesquisamos antes da viagem. No entanto, deixamos aqui uma lista completa de sugestões interessantes para agradar a todos os paladares e bolsos.

Leia mais: Austrália: 10 lugares para comer em Sydney (com mapa!)

Bruschetta de entrada no restaurante Eastbank
Sobremesa do Café Sydney para celebrar nosso aniversário de casamento
Comida vegana deliciosa no Bodhi
Penne ao molho de tomate do Vapiano
Buckleys com opções de hambúrgueres vegetais e pizzas

Pizza com vegetais no Eastbank

ONDE COMPRAR EM SYDNEY

Se você quiser aproveitar sua passagem pela cidade para fazer umas comprinhas, aqui estão algumas sugestões dos principais centros de compras da cidade de Sydney:

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
O lindo The Strand Arcade

Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Ambiente colorido e descontraído no The Rocks Centre

ONDE SE HOSPEDAR EM SYDNEY

Sydney não é uma cidade barata e a hospedagem segue esta mesma linha. Nós celebramos na cidade o nosso aniversário de 10 anos de casamento e, por isso, nos permitimos nos hospedar em um hotel muito bem localizado na região de Circular Quay, com vista para a Ópera de Sydney.

Leia mais: Hospedagem em Sydney: Hotel Marriott at Circular Quay

Hospedagem em Sydney: Hotel Marriott at Circular Quay
Foto: divulgação

Como analisamos diversas opções antes de batermos o martelo sobre o hotel em que nos hospedaríamos, deixamos aqui uma seleção de hotéis na cidade, de acordo com a classificação de estrelas. Todos eles estão muito bem avaliados por quem já se hospedou e estão em boas localidades. Confira algumas sugestões:

RESERVE AGORA seu hotel e economize até 50%. Leitores do Viajonários estão com um SUPER DESCONTO! E o melhor, com CANCELAMENTO GRÁTIS*!



Booking.com

*confira os hotéis com cancelamento grátis no site

4 ESTRELAS
5 ESTRELAS
Austrália: O que fazer em Sydney – Roteiro de 5 ou 6 dias
Vista noturna do nosso quarto no Hotel Marriott

Guarde estas dicas no Pinterest!

ustrália: O que fazer em Sydney - Roteiro de 5 dias ou 6 dias - Viajonários - Viajonários | https://www.viajonarios.com.br/sydney/ | #viajonarios #australia #oceania #sydney #australiano #roteiro #therocks #circularquay #darlinghabour #vondi #manlybeach #bluemountains #featherdalewildpark #operadesydney #sydneyopera #sydneyharbour

VAI VIAJAR? PROGRAME AQUI SUA VIAGEM!
 RESERVA DE HOTELUtilize o Booking.com para reservar sua hospedagem!
  ALUGUEL DE CARRO: Faça uma cotação na RentalCars  e confira o preço nas principais locadoras do mundo!
  INGRESSOS, TOURS & EXCURSÕESCompre online ingressos para as principais atrações no mundo com Get Your Guide!
 PASSAGENS DE AVIÃO: Compre passagens de avião e pacotes de viagem na Passagens Promo!
  SHOWS DA BROADWAY: Compre tickets para os principais musicais da Broadway na WePlann!
  SEGURO VIAGEMCote com a Seguros Promo para diversos planos e destinos. Use o código "VIAJONARIOS5" para garantir 5% de desconto!
 TRANSFER DE TÁXI DE/PARA AEROPORTOSReserve seu transfer com a Taxi2Airport e faça seu traslado com comodidade.
 TREM NA EUROPACompre seus bilhetes de trem com os melhores preços na Trainline!
  CHIP INTERNACIONAL DE CELULAR com a Viaje Conectado e saia com o chip funcionando antes de viajar!
 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por gentileza, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui