República Tcheca: O Castelo de Praga

0
O belíssimo Castelo de Praga, um dos cartões postais da linda cidade

A primeira vez que tivemos contato com Praga foi em 2006, durante o mochilão que o Paulo fez com o irmão dele durante a Copa da Alemanha (já falamos disso no post “Alemanha: O que fazer em Berlim“). Nós fomos conhecer a cidade juntos em 2012 em um dia incrível com muito sol e muito calor. Quem está programando uma viagem para a República Tcheca sabe que a atração principal é o Castelo de Praga. Mas diferente do que muita gente pensa, o Castelo de Praga não é somente um castelo, mas um complexo enorme com muitas atrações e é preciso dedicar um bom tempo do seu cronograma para visitá-lo nos detalhes. Vamos conhecer um pouco mais sobre este local incrível?

O MAIOR CASTELO DO MUNDO

Construído no século IX, em torno do ano 870, o castelo era um lugar de poder para reis da Boemia, imperadores romanos e presidentes da antiga Tchecoslováquia. Ele consiste em uma composição em larga escala de palácios e edifícios eclesiásticos de vários estilos arquitetônicos, dos restos de edifícios românicos do século X e de modificações góticas do século XIV. O famoso arquiteto esloveno Josip Plečnik foi responsável por uma extensa remodelação no tempo da Primeira República (1918-1938). Desde a Revolução de Veludo, Castelo de Praga sofreu reparos e reconstruções significativas e contínuas.

Vista do Castelo de Praga
Vista do Castelo de Praga

Para se ter uma ideia do tamanho deste complexo, o Castelo de Praga (Pražský hrad, na língua tcheca) é considerado o maior castelo do mundo segundo o Guinness Book, o Livro dos Recordes. São inacreditáveis 70 mil m² de área! Além disso, o Castelo é considerado Patrimônio Mundial da UNESCO. Até hoje as jóias da coroa da Boemia são mantidas dentro de um quarto escondido dentro dele. Como o Castelo de Praga fica no alto de uma colina, a partir dele é possível ter uma vista incrível da cidade de Praga, da famosa Ponte Carlos e do Rio Vltava.

thumb_1176289_10200295517021518_1143006011_n_1024
Vistas incríveis do alto do Castelo
thumb_1235322_10200295518061544_2000095195_n_1024
Centro de Praga visto do alto do Castelo
Vista da Ponte Carlos a partir do Castelo
Vista da Ponte Carlos a partir do Castelo

O QUE VISITAR NO CASTELO DE PRAGA

Localizado no bairro Hradčany, o Castelo de Praga inclui a gótica Catedral de São Vito, a românica Basílica de St. George, um mosteiro e vários palácios, jardins e torres de defesa. A maioria das áreas do castelo são abertas aos turistas. Hoje em dia, o castelo abriga vários museus, incluindo uma coleção de arte barroca e arte maneirista da Boemia da Galeria Nacional, uma exposição dedicada à história Tcheca, um Museu do Brinquedo e uma Galeria de fotos de Castelo de Praga. Vamos falar sobre cada uma dessas atrações em seguida. Veja o mapa abaixo do Castelo para entender a localização de cada atração:

Mapa do Castelo de Praga. Figura: reprodução site hrad.cz
Mapa do Castelo de Praga. Figura: reprodução site hrad.cz

I. Antigo Palácio Real

O edifício de residência original, feito em madeira, foi construído no castelo de Praga já na virada do século IX para o X. Restos de que foram preservados no subterrâneo até os tempos atuais. O palácio se juntou em seu lado oriental à “Capela de Todos os Santos”, que foi construída em 1185. A partir do século XVI, o Salão Vladislav foi construído servindo a propósitos reais, sendo palco de festas e banquetes de coroação, torneios e os mercados dos cavaleiros com bens artísticos e de luxo. O Salão Vladislav ainda parcialmente cumpre a função de estado: ele é utilizado na eleição do presidente da República Tcheca e encontros cerimoniais conectados com dias importantes na vida deste país são realizadas lá ainda.

Salão Vladislav. Foto: hrad.cz
Salão Vladislav. Foto: hrad.cz

II. Exibição “A História do Castelo de Praga”

A exposição permanente “A história do Castelo de Praga” oferece uma visão da história do Castelo de Praga de mais de mil anos. A exposição conta a história do Complexo do Castelo e das pessoas ligadas a ele – dos governantes e presidentes para os aristocratas, cortesãos, artistas famosos, construtores, arquitetos, pesquisadores, comerciantes e funcionários. É uma história de um complexo que esconde o mistério do último lugar de descanso dos governantes da Boemia mais importantes e santos e um lugar que abriga as jóias checa da coroa e do Tesouro de São Vito.

Exposição sobre "A História do Castelo de Praga".
Exposição sobre “A História do Castelo de Praga”.

III. Basílica de São Jorge

A Basílica de São Jorge se originou como a segunda igreja no castelo de Praga. Só algumas partes do edifício, fundado em 920 pelo Príncipe Vratislav I foram preservadas. Quando o convento de freiras beneditinas foi fundado em 973, a igreja foi ampliada e reconstruída. O interior da basílica é românica, austera e monumental. Os túmulos de membros da dinastia governante Premyslid estão situados na nave principal. Um deles pertence ao príncipe Vratislav, pai de São Venceslau.

Em frente à Basílica de São Jorge
Em frente à Basílica de São Jorge
Interior da Basílica de São Jorge
Interior da Basílica de São Jorge

IV. Tesouro da Catedral de São Vito

Nesta área afastada da Catedral de São Vito, estão em exibição uma série de peças que fazem parte das Joias da Coroa. Cruzes em ouro e muitos objetos utilizados em cerimônias religiosas produzidos em ouro e pedras preciosas estão na exposição aberta ao público.

Peça em ouro que está em exibição. Foto: hrad.cz
Peça em ouro que está em exibição. Foto: hrad.cz

V. Golden Lane

O Golden Lane originou após a construção de um novo muro ao norte do Castelo. A área do pátio do norte foi usada para a construção de habitações modestas, que são os últimos exemplos de arquitetura em pequena escala no Castelo. Eles eram habitadas pelos defensores do castelo ou servos. O nome do local é derivado de ourives que viviam lá, como pode ser visto na casa nº 15. No século XVI, o nome “Goldsmith Lane” foi documentado e, mais tarde, mudou para o nome atual “Golden Lane”. As pequenas casas foram ocupadas até a Segunda Guerra Mundial, mas já durante o período da Primeira República, foi tomado um cuidado para assegurar que o caráter pitoresco da Golden Lane não fosse alterado. De 1916 a 1917, a casa nº 22 foi habitada pelo famoso escritor Franz Kafka.

Golden Lane. Foto: hrad.cz
Golden Lane. Foto: hrad.cz
Uma das casas da Golden Lane
Uma das casas da Golden Lane
thumb_1240323_10200295509501330_149184610_n_1024
Exposição de armaduras e armas
thumb_547022_10200295510581357_1512855433_n_1024
Trajes antigos

VI. Pinacoteca do Castelo de Praga

Esta área do Castelo de Praga abriga pinturas datadas a partir do século XV até o século XVIII. São centenas de quadros que estão em exposição dos mais de 4 mil que estão abrigados no Castelo. Apesar das perdas artísticas consideráveis artísticas que ocorreram devido à vários acontecimentos históricos, a galeria é uma das principais coleções de arte da Europa. As raízes remontam ao final do século XVI, quando o Imperador Rudolf II acumulou a maior coleção de obras de arte naquela época. Apenas algumas peças sobreviveram daquela época. A nova coleção do século XVII compreende obras significativas de mestres italianos, alemães, holandeses, flamengos e outros.

Quadro exposto na Galeria de Pinturas. Foto: hrad.cz
Quadro exposto na Pinacoteca. Foto: hrad.cz

VII. Torre de Pólvora ou Torre Mihulka

Uma passagem de mão única pela Rua Vikarska dá acesso ao pátio norte do Castelo de Praga até chegar na Torre chamada Mihulka, construída no final do século XV. O nome “Mihulka” se originou no século XIX, pois antes disso a estrutura já foi chamada de diversos nomes diferentes, inclusive Torre da Pólvora.

Torre de Pólvora. Foto: visitpraha.cz
Torre de Pólvora. Foto: visitpraha.cz

VIII. Catedral de São Vito

A Catedral de São Vito é o maior e mais importante templo religioso em Praga. Além de serviços religiosos, também já ocorreram coroações de reis tchecos e rainhas. A catedral é um lugar de enterro de vários santos padroeiros, soberanos, nobres e arcebispos. Por volta do ano 925, o príncipe Venceslau fundou uma rotunda românica, que depois de 1060 foi convertida em uma basílica de três naves e duas torres. Em 1344, Carlos IV começou a construção de uma catedral gótica. Infelizmente, em 1419 a construção da Catedral parou por causa das guerras hussitas. Apesar dos esforços de alguns soberanos para garantir a continuação dos trabalhos de construção, a Catedral permaneceu inacabada por séculos inteiros. A igreja foi consagrada solenemente em 1929. O seu interior foi submetido a adaptações, mesmo em anos posteriores. A Capela de São Venceslau é um centro de culto da Catedral de São Vito. A sua magnífica decoração e os diferentes tipos de arquitetura que foram se somando ao longo dos séculos enfatizam sua singularidade como ponto central da Catedral com a tumba do mais importante patrono tcheco.

thumb_1240246_10200295499421078_1637646905_n_1024
Fachada da Catedral de São Vito
thumb_1234445_10200295500661109_1151033641_n_1024
Dentro da Catedral com o reflexo dos coloridíssimos vitrais

IX. Palácio Rosenberg

O palácio foi construído pela família Rosenberg entre 1545 e 1574 e se tornou propriedade do imperador Rodolfo II em 1600. Ele permaneceu em sua forma original até o século XVIII, quando foi reconstruído radicalmente para abrigar o Instituto de Noblewomen, uma instituição fundada em 1753 como uma casa para mulheres até 30 anos pobres, órfãos e viúvas. As atividades do Instituto foram encerradas em 1919 e o edifício foi utilizado pelo Ministério do Interior. Entre 1996 e 2007, o Palácio foi renovado de volta à sua aparência barroca. Agora abriga uma exposição sobre o Instituto de Noblewomen.

Uma das salas do Palácio de Rosenberg. Foto: hrad.cz
Uma das salas do Palácio de Rosenberg. Foto: hrad.cz

X. Grande Torre Sul da Catedral

Esta torre com cerca de 100 metros de altura oferece uma vista única de Praga. A obra foi iniciada no século XIV e só terminada no século XVIII. A subida de mais de 280 degraus também proporciona uma visão do sino Catedral, o maior da República Tcheca, que pesa nada menos que 15 toneladas.

Torre do Castelo à direita
Torre da Catedral

ÁREAS ABERTAS DURANTE O VERÃO

1. Jardim Real

O jardim renascentista, fundado em 1534, tornou-se um dos poucos lugares tranquilos no centro de Praga. O jardim está localizado no lugar onde ficavam antigas videiras da era medieval.

Jardim Real. Foto: hrad.cz
Jardim Real. Foto: hrad.cz

2. Jardins do Sul

Os Jardins do Sul foram estabelecidas gradualmente sobre a localização de baluartes abaixo do Castelo de Praga. A última renovação, em 2012, restaurou a sua aparência original dos anos 1920.

Jardins do sul. Foto: hrad.cz
Jardins do sul. Foto: hrad.cz

3. Fosso dos Veados

Trata-se de uma ravina natural que tem o seu nome por causa da criação de veados no local ao longo do século XVII. Foi possível ver veados no fosso até o século XVIII. Entre 2001 e 2007, um túnel após o projeto do arquiteto J. Pleskot foi construído. O local é aberto ao público na temporada de verão.

Fosso dos Veados
Fosso dos Veados

O QUE MAIS VER NO CASTELO

Palácio Lobkowicz

Construído no século XVI, o Palácio Lobkowicz, (Lobkowiczký Palác em tcheco) é o único edifício de propriedade privada no complexo do Castelo de Praga. O Museu, aberto em 2007, oferece aos visitantes a oportunidade de explorar a história da Europa através de 22 galerias bem decoradas.

  • Endereço: Jiřská 3, 119 00 Praga 1, República Tcheca
  • Horários: diariamente de 10h às 18h
  • Entrada: 275 CZK / 200 CZK de 7 a 15 anos, estudantes e idosos
Palácio Lobkowicz. Foto: prague-guide.co.uk
Palácio Lobkowicz. Foto: prague-guide.co.uk

Toy Museum

O Museu do Brinquedo de Praga é consideradoo segundo maior museu deste tipo no mundo. Com sete salas de exposição, que ocupa pelo menos dois andares, estão expostos brinquedos de todo o mundo, a partir de tempos antigos gregos e terminando com a maioria dos exemplares Barbie modernos.

  • Endereço: Jiřská 6, 119 00 Praha 1, República Tcheca
  • Horários: diariamente de 9h30 às 17h30
  • Entrada: 60 CZK / gratuito para menores de 15 anos
The Toy Museum. Foto: prague.net
The Toy Museum. Foto: prague.net

Cerimônia de Troca da Guarda

A Cerimônia de Troca da Guarda do Castelo pode ser vista diariamente e conta participação de uma banda.

  • Endereço: em frente ao portão principal do Castelo
  • Horários: diariamente ao meio-dia
Guarda em frente à entrada principal do Castelo
Guarda em frente à entrada principal do Castelo

COMO CHEGAR AO CASTELO DE PRAGA

A melhor forma de chegar ao Castelo é através do tram número 22. Há estações do tram que servem de entrada para o Castelo;  Královský letohrádek; Pražský hrad e Pohořelec. De metrô existem duas opções: as estações Malostranská e Hradčanská, mas é preciso caminhar mais do que se você fore de tram. Para chegar ao castelo é preciso cruzar o Rio Vltava. Nós fizemos todo o trecho a pé, passando pela Ponte Carlos e subindo a imensa ladeira que leva até o Castelo e temos que confessar, é cansativo! Mas foi muito bacana porque as vistas são lindas e a arquitetura da cidade é surpreendente. Fica a dica: use calçados confortáveis, tome muita água e se proteja do sol com protetor solar e chapéu/boné.

Fôlego e muita água para subir a ladeira
Fôlego e muita água para subir a ladeira

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Castelo de Praga

  • Endereço: 119 08 Praga 1, República Tcheca
  • Horários: veja detalhes dos horários neste link
    • Complexo do Castelo de Praga: diariamente de 6h às 22h
    • Prédios históricos: diariamente
      • de abril a outubro: de 9h às 17h
      • de novembro a março: de 9h às 16h
    • Jardins do Castelo: diariamente
      • abril e outubro: de 10h às 18h
      • fechados durante os meses de inverno
  • Entrada: preços em Coroas Tchecas; meia entrada válida para pessoas entre 6 e 16 anos, estudantes e idosos; o ingresso tem validade de 2 dias (dia da compra e o dia seguinte)
    • Circuito A (Catedral de São Vito, Antigo Palácio Real, Exibição “A História do Castelo de Praga”, Basílica de São Jorge, Golden Lane com Torre Daliborka, Torre de Pólvora, Palácio Rosenberg): CZK 350 / CZK 175 meia-entrada
    • Circuito B (Catedral de São Vito, Antigo Palácio Real, Basílica de São Jorge, Golden Lane com Torre Daliborka): CZK 250 / CZK 125 meia-entrada
    • Circuito C (Exibição “O Tesouro da Catedral de São Vito”, Pinacoteca do Castelo de Praga): CZK 350 / CZK 175 meia-entrada
    • Exibição “A História do Castelo de Praga”: CZK 140 / CZK 70 meia-entrada
    • Pinacoteca do Castelo de Praga: CZK 100 / CZK 50 meia-entrada
    • Torre de Pólvora: CZK 70 / CZK 40 meia-entrada
    • Grande Torre Sul da Catedral: CZK 150 (fechado para reforma até maio de 2016)
  • Tours guiados: O tour padrão leva os visitantes à Catedral de São Vito e ao Antigo Palácio Real, estão disponíveis em tcheco, inglês, francês, alemão, italiano, espanhol e russo e tem uma duração de aproximadamente 1 hora e custa CZK 50 por pessoa. Veja mais informações neste link.
  • Audio guide: Super recomendado para ajudar a entender melhor cada parte da visita ao Complexo, pois inclui informações não somente do exterior do local, como também do interior da Catedral de São Vito, da Basílica de São Jorge e do Antigo Palácio Real. Os idiomas disponíveis são: tcheco, inglês, francês, alemão, italiano, espanhol e russo. O custo é de CZK 350 por 3 horas ou CZK por dia.
  • Aplicativos para celular: O aplicativo “Prague Picture Guide” está disponível para IOS e Android e contém informações sobre a Catedral de São Vito, Basílica de São Jorge, Antigo Palácio Real e Golden Lane.

Leia mais sobre a Europa:

Deixe seu comentário