Reino Unido: As famosas cabines telefônicas vermelhas

0

Quem não já ouviu falar sobre as famosas cabines telefônicas vermelhas do Reino Unido?  Londres está recheada delas e sempre rendem boas fotos aos turistas! Neste post falamos sobre a origem e algumas curiosidades destes símbolos britânicos.

REINO UNIDO: AS FAMOSAS CABINES TELEFÔNICAS VERMELHAS

As famosas cabines telefônicas vermelhas foram desenvolvidas por Sir Giles Gilbert Scott e estão presentes muitos lugares em todo o Reino Unido, e em atuais e ex-colônias britânicas. A cor “vermelha groselha” foi escolhida para torná-las fáceis de detectar e há uma norma que todas sejam pintadas com a mesma coloração. A partir de 1926, as cabines começaram a ser estampadas com uma coroa de destaque, representando  a monarquia britânica. Embora sejam um símbolo britânico, elas têm sido reduzidas drasticamente nos últimos anos. Isso esta acontecendo porque os telefones públicos vêm caindo em desuso rapidamente devido à popularização dos celulares.

Reino Unido: As famosas cabines telefônicas vermelhas
Cabines vermelhas, um dos símbolos de Londres

O modelo como conhecemos atualmente não é o original, pois ao longo dos anos, as cabines telefônicas vermelhas foram se modificando. Em 1920, o primeiro modelo desenvolvido, conhecido como chamado de K1 (Kiosk Nº 1), foi o primeiro quiosque de telefone público padrão introduzido no Reino Unido pelo General Post Office (serviço que combinava o serviço correios, vendendo inclusive selos, com telecomunicações). Este quiosque era produzido em concreto e pouquíssimos exemplos preservados ainda existem. Um deles está localizado no Trinity Market em Kingston-upon-Hull.

Cabine telefônica vermelha original (modelo K1). Foto: Wikimedia Commons - Josling
Cabine telefônica vermelha original (modelo K1). Foto: Wikimedia Commons – Josling

Em 1924, surgiu o K2, que foi resultado de um concurso organizado pelo Post Office, cujo desenho vencedor foi o de Scott. No entanto, muitas alterações foram feitas do projeto desenvolvido por ele: as cabines foram feitas em ferro fundido (Scott tinha sugerido aço leve) e elas foram pintas de vermelho (Scott tinha sugerido prata, com um interior azul esverdeado), entre outras pequenas alterações.

Cabine telefônica vermelha e a Torre do Big Ben
Cabine telefônica vermelha e a Torre do Big Ben

Em 1935, a K6 (Kiosk Nº 6) foi projetado para comemorar o jubileu de prata do rei George V e ficou conhecido por quiosque “Jubilee”. Ele entrou em produção em 1936, se tornando o primeiro quiosque de telefone vermelho a ser usado extensivamente fora de Londres. Em 1935 havia 19 mil telefones públicos no Reino Unido e, apenas 5 anos depois graças ao K6, havia 35 mil. O desenho foi feito novamente por Scott, e era essencialmente uma versão menor e mais simples do K2, sendo produzido a um custo consideravelmente mais baixo, e ocupando menos espaço da calçada. O K6 desde então se tornou um ícone britânico, mas não foi amado por todos desde o início. Por incrível que pareça, muitas pessoas não gostavam da cor vermelha e havia muitos pedidos por cores mais discretas.

AS CABINES VERDES

Desde outubro de 2014, várias das cabines de telefone K6 que entraram em desuso em Londres foram pintadas de verde e convertidas a carregadores e foram nomeadas Solarboxes, uma vez que são movidas à energia solar. O serviço pode ser utilizado gratuitamente pela população para recarregar celulares, tablets e outros aparelhos eletrônicos. A SolarBox tem um painel solar customizado para o teto da cabine e tem capacidade para recarregar até 100 aparelhos por dia. Legal, né?

Solarbox, a cabine verde. Foto: androidcommunity.com
Solarbox, a cabine verde. Foto: androidcommunity.com

Leia mais:

Deixe seu comentário