Nova York: Como visitar a Estátua da Liberdade

7

New York! New York! Lá do outro lado do país, está a maior e mais vibrante cidade americana! São 8,5 milhões de habitantes (17 milhões na área metropolitana) com o seu símbolo maior, a Estátua da Liberdade!

Para nós, é a melhor cidade do mundo! São tantos prédios, tanto concreto, tanta gente, tantas luzes, tantas coisas e pessoas diferentes! Nós, definitivamente, amamos essa cidade! A primeira vez que viemos para os Estados Unidos, NYC foi o destino. Já fomos algumas vezes para lá, mas temos certeza de que iremos muitas mais. Não nos entendam mal, a Califórnia é nosso estado preferido, sem dúvida nenhuma! Aquele mais completo, com muitas opções bacanas de lazer. Mas em termos de cidade, NYC é “the best” na nossa lista!

Foi em 2010, no dia 11 de setembro, quando se completavam 9 anos dos atentados, que decidimos conhecer a famosa Estátua da Liberdade! A cidade estava com um policiamento acima do normal, ruas fechadas, protestos, um clima tenso, pesado. O World Trade Center ainda era um grande canteiro de obras em reconstrução (em 2013 voltamos ao local para ir ao Memorial). E o Paulo preocupado com a nossa visita à Estátua da Liberdade chamando a Ana de doida! “Vai que ocorre um atentado lá, no símbolo da democracia americana!” Embora o clima fosse tenso, o dia estava ensolarado, maravilhoso e muito quente. E proporcionou uma vista perfeita do sol se refletindo nas águas da Baía de Nova York. Uma das visões mais bonitas que já presenciamos.

UM POUCO DE HISTÓRIA DA ESTÁTUA

Então, antes de mais nada, vale conhecermos um pouquinho sobre a história da Estátua da Liberdade. Para quem não sabe, a origem da Estátua da Liberdade é francesa. Inaugurada em 28 de outubro de 1886 (mesmo dia do aniversário da Ana!), o nome oficial da estátua é  “A Liberdade Iluminando o Mundo” (em inglês: Liberty Enlightening the World; e em francês: La liberté éclairant le monde). Ela fica localizada na Liberty Island (Ilha da Liberdade).

O monumento comemora o centenário da assinatura da Declaração da Independência dos EUA, sendo um um gesto de amizade da França para com o governo americano. A estátua foi um presente dado por Napoleão III, como uma forma de homenagear os EUA pela vitória na batalha travada contra a Inglaterra.A estátua foi montada em solo francês e ficou pronta em 1884, sendo então desmontada e enviada para os Estados Unidos em navios, para ser remontada em seu lugar definitivo. Os americanos foram os responsáveis pela construção do pedestal que serve como base do monumento.
A altura total da estátua é de 92,9m, sendo 46,9m correspondendo à altura da base e 46m à altura apenas da estátua. A Estátua da Liberdade foi fechada à visitação em 2001, por conta dos atentados ao World Trade Center. Ela foi reaberta posteriormente, fechou novamente em decorrência dos estragos provocados pelo furacão Sandy e, em julho de 2013, foi reaberta para celebrar o feriado da Independência Americana. Para se chegar à estátua, é preciso fazer um passeio de barco a partir do sul da ilha de Manhattan (próximo da região de Wall Street) no Battery Park. Prepare-se porque a segurança é MUITO rigorosa! E, claro, como é um dos locais mais turísticos da cidade, as filas são corriqueiras.

COMO VISITAR A ESTÁTUA DA LIBERDADE

Você precisa comprar um ticket para visitar a ilha em que se encontra o monumento. É possível comprar no local em um dos guichês ou pela internet. A visita também está inclusa no CityPass de NY.
Há dois tipos de tickets que você pode adquirir para entrar na estátua:
  • Crown Ticket: dá acesso a toda a Liberty Island, pedestal e coroa (não abre todos os dias, informe-se antes) ($21*)
  • Pedestal Access: dá acesso a toda a Liberty Island e ao pedestal da estátua, mas não é permitido subir até a coroa ($18*)

*preços: fev/2015

Ambos os tickets permitem que você, após visitar a Liberty Island, pare na Ellis Island, uma outra ilha ao sul do Manhattan que é famosa por ser o ponto de chegada de imigrantes nos EUA. (Parênteses: a Ellis Island aparece no filme Hitch – Conselheiro Amoroso, que aliás mostra vários cenários de NYC. Não estamos recomendando o filme, pois comédia romântica não é a nossa praia, mas é uma forma ilustrativa de conhecer um pouco mais da cidade.)
Há também duas outras opções mais simples de ticket: (1) opção gratuita de pegar uma balsa e avistar a estátua de longe, mas você não vai poder descer na ilha ou (2) comprar um ticket que você pode visitar a ilha, chegar perto da estátua, mas não poderá entrar nela. Aqui estão os horários dos ferry boats que vão para a Liberty Island e voltam dela. É preciso se programar!

RUMO À LIBERTY ISLAND

Chegando no local do embarque, no Battery Park, há uma fila para o raio-X / detector de metais (igual ao de aeroportos). Há uma série de restrições para entrar no barco que leva até a Liberty Island: nada de malas grandes, carrinhos de bebê, comidas e bebidas. E daí é só esperar a vez para entrar no barco e aproveitar o passeio!
DSC01159-e1424850658675
No caminho para a Liberty Island
Nossa condução até a ilha
Nossa condução até a ilha
Foto que tiramos de dentro do barco
Foto que tiramos de dentro do barco
DSC01164
Indo para atrás da estátua, local do embarque/desembarque dos barcos.
Ao desembarcar, você pode explorar a ilha a pé. Ela é bem pequena e não tem muita coisa. O que vale a pena é curtir a vista do sul de Manhattan. Infelizmente, as Torres Gêmeas não estão mais lá.
Vista do sul de Manhattan
Vista do sul de Manhattan, o vento forte não deu sossego na hora da foto!
168341_1529736574308_3591521_n
Aos pés da estátua

PROCEDIMENTOS PARA SUBIR NA ESTÁTUA

Você já está lá na ilha e quer subir na estátua. O que deve fazer?Primeira coisa, terá que alugar um dos lockers (armários) para deixar as suas coisas lá. Na época que fomos o aluguel era $1. Não há chaves, os lockers são com senha. Nada de tentar entrar com bolsas, mochilas, água, etc. Você só pode subir com câmera e carteira.Em segundo lugar, após deixar todas as suas coisas no locker, você terá que passar por um novo raio-X/detector de metais! Sim, você já passou para embarcar no ferry boat e terá que passar de novo pela segurança para subir na estátua.E a vista lá de cima? Tivemos uma sorte absurda de o dia estar sem nuvens, um céu azul maravilhoso, muito sol e calor. Lá em cima venta bastante, mas a vista compensa!

DSC01182 2 Vista da parte de trás da ilha. Detalhe para a bandeira a meio mastro, já que era 11 de setembro.
Vista da parte de trás da ilha. Detalhe para a bandeira a meio mastro, já que era 11 de setembro)
DSC01183
Em cima da estátua!

DENTRO DA ESTÁTUA DA LIBERDADE

Dentro da estátua há um museu. Há videos detalhados que explicam como foi construída, mostram os materiais que foram utilizados, que tipo de tratamento foi feito para que ela não rache com o calor, etc. Além disso, há várias réplicas de partes da estátua, fotos, artefatos, dados e muitos painéis explicativos. É bem interessante.

Réplica da Tocha
Réplica da Tocha
IMG_0016
Paulo observando a réplica de um dos pés da estátua
IMG_0017
Imagens explicando a montagem da estátua
IMG_0022
Peças que contam a história do monumento

CONHECENDO A ELLIS ISLAND

Após pegar o barco de volta, a opção é desembarcar na Ellis Island antes de voltar para Manhattan, como falamos anteriormente. Nesta ilha há um Museu Americano da Imigração. Há muitos documentos, histórias e pertences de imigrantes que chegavam da Europa em navios a vapor. Quase 12 milhões de imigrantes chegaram à América através desta ilha.

Entrada do Museu da Imigração na Ellis Island
Entrada do Museu da Imigração na Ellis Island
No salão principal do museu
No salão principal do museu

É bem interessante conhecer a história dos povos que vieram a formar a América. Há muitos documentos, exposições, artigos pessoais dos imigrantes. Se quiser visitar com detalhes, reserve um bom tempo.

Para voltar à Manhattan, basta pegar o ferry boat e desembarcar novamente no Battery Park. Não deu uma vontade de ir para Nova York? Nós estamos precisando matar as saudades dessa cidade encantadora!

VAI VIAJAR? PROGRAME AQUI SUA VIAGEM!

=> RESERVA DE HOTEL: Há anos utilizamos o Booking.com para escolhermos nossa hospedagem!

=> ALUGUEL DE CARRO: Nossa dica é fazer uma cotação pela RentalCars e consultar o preço nas principais locadoras do mundo!

=> ENVIO DE BAGAGEM: Para quem está de mudança para outro país ou precisa viajar com muitas malas, confira as opções oferecidas pelo Send My Bag, um serviço incrível de envio de bagagens.

=> INGRESSOS: Não perca seu precioso tempo na fila para comprar tickets. Compre online ingressos para as principais atrações no mundo com Get Your Guide!

=> TOURS E EXCURSÕES PELO MUNDO: Para tours, excursões e passeios variados, a melhor opção é a Viator, uma empresa do grupo do TripAdvisor. Há várias opções bacanas para quem quer dispensar o carro!

=> DESCONTO NAS MELHORES ATRAÇÕES DOS EUA: Com CityPass você conhece as melhores atrações por um preço único de 12 cidades incríveis (11 nos EUA e 1 no Canadá)!

=> SEGURO VIAGEM: Não deixe de contratar um seguro viagem antes de viajar!  Na Europa, o seguro viagem é obrigatório! Com a Real Seguro Viagem você pode fazer cotações para diversos planos e destinos.

=> CHIP INTERNACIONAL DE CELULAR: Não dá para imaginar ficar sem celular e plano de dados! Com a TravelMobile, você terá o chip funcionando e seu novo número antes de viajar!

7 COMENTÁRIOS

    • Olá Rodrigo!
      Você não precisa do passaporte não. Você só vai precisar para entrar nos Estados Unidos, mas não é preciso dele para o passeio.
      Abraços e uma ótima viagem para você! 🙂

  1. ola vou a NY agora em maio , pretendo comprar o tiket na hora , é muito complicado compra lo la mesmo , e onde compro ele ´la?

    • Olá, Karina!
      Que legal que você está indo para Nova York em maio! Com certeza, vai amar a cidade! É fácil comprar porque há um ponto de venda em frente ao porto de onde partem os barcos. No entanto, você pode enfrentar filas e, por isso, a conveniência de comprar online.
      Desejamos uma viagem inesquecível para você!
      Abraços

  2. Boa tarde!

    Por favor, quanto tempo vocês ficaram na fila? Quanto tempo vocês recomendam chegar com antecedência?

    É que neste dia, planejei de ir ao Museu de História Natural pela manhã e gostaria de me programar.

    Acabei de comprar meu ticket graças as dicas de vocês!

    Muito obrigada!
    Parabéns pelo blog!

    • Olá, Patrícia!
      Que legal seu comentário! Muito bom saber que estamos ajudando você!
      Nós estivemos lá no mês de setembro, que é fora de temporada. Para entrar no barco (após passar pela segurança), foram entre 10 a 15 minutos de espera. Provavelmente, nos meses de alta temporada (entre final de junho e agosto) é mais cheio e pode demorar mais.
      Se fôssemos dar uma dica, por que você não aproveita que estará no sul da ilha de Manhattan para conhecer a região? Dá para conhecer o Memorial de 11 de setembro, subir no observatório do One World Trade Center, passear pelas ruas do centro financeiro, atravessar a ponte do Brooklyn…assim você otimiza o seu tempo com deslocamentos, já que o Museu de História Natural fica do outro lado da cidade.
      Temos um post no blog que tem uma mapa interativo das principais atrações, separado por cores. Fica fácil ver o que fica perto do que você quer visitar no dia e aproveitar para conhecer outras atrações próximas.

      Uma ótima viagem para você! 🙂

Deixe seu comentário