Exposição da banda Pink Floyd em Londres

0

Que tal conhecer um pouco mais sobre uma das bandas mais icônicas e influentes do mundo? A exposição Pink Floyd em Londres é a primeira retrospectiva internacional da história da banda, celebrando seus 50 anos de existência. Ela foi organizada pelo V&A Museum, pelos membros da banda e pelos Iconic Entertainment Studios.

A BANDA PINK FLOYD

Pink Floyd é uma banda de rock fundada em Londres em 1965. Era formada por Nick Mason, Roger Waters (que deixou a banda posteriormente), Richard Wright (já falecido), Syd Barrett (já falecido) e David Gilmour. A banda ficou conhecida por desenvolver um som totalmente novo, psicodélico. O estilo passou a ser chamado, posteriormente, de rock progressivo. Pink Floyd revolucionou o rock, trazendo uma série de inovações, apresentações modernas e letras de suas canções cheias de atitude e engajamento. Sucessos como “Another Brick in The Wall”, “I Wish You Were Here”, “Money” e muitos outros podem ser ouvidos durante a visita. A banda esteve em atividade entre 1965 e 1995, voltou a se reunir em 2005 e, posteriormente, entre 2012 e 2014. E é toda essa história de sucesso, que conta com mais de 250 milhões de álbuns vendidos, que é contada na exposição Pink Floyd: Their Mortal Remains.

Uma das áreas da exposição é uma homenagem aos discos “The Wall”, à esquerda, e “Animals”, à direita

EXPOSIÇÃO PINK FLOYD EM LONDRES

Instalada no Victoria & Albert Museum até dia 1º de outubro de 2017, a exposição Pink Floyd: Their Mortal Remains procura contar a história da banda de maneira cronológica através de seus principais álbuns. A banda Pink Floyd lançou diversos discos em 5 décadas de carreira: The Piper at the Gates of Dawn (1967), A Saucerful of Secrets (1968), More (1969), Ummagumma (1969), Atom Heart Mother (1970), Meddle (1971), Obscured by Clouds (1972), The Dark Side of the Moon (1973), Wish You Were Here (1975), Animals (1977), The Wall (1979), The Final Cut (1983), A Momentary Lapse of Reason (1987), Delicate Sound Of Thunder (1988), The Division Bell (1994) e The Endless River (2014). Há pouca informação sobre a vida pessoal dos integrantes da banda, nem mesmo a saída de Roger Waters é mencionada. O foco é mesmo sobre a obra do Pink Floyd e a genialidade dos integrantes.

Exposição Pink Floyd: Their Mortal Remains

Para visitar o local é preciso entrar com hora marcada. Novos grupos têm acesso à exposição a cada 15 minutos. Como os ingressos costumam esgotar rapidamente, recomenda-se reservar com antecedência pelo site oficial (mais informações no final do post). No seu horário, dirija-se até a Sala 39 no piso térreo para mostrar o ticket recebido por email e pegar o seu audio guide para iniciar a visita. A exposição conta com manuscritos, itens históricos, videos de entrevistas com membros do Pink Floyd e pessoas responsáveis pela estruturação dos shows, video clipes e produções da banda. São mais de 350 itens expostos, entre instrumentos musicais, itens pessoais, fotografias variadas, e muitas informações detalhadas sobre a produção dos álbuns e grandes apresentações da banda.

DESTAQUES DA EXPOSIÇÃO

OS PRIMÓRDIOS

A exposição começa com a antiga van que transportava os integrantes da banda para suas apresentações. Os primórdios foram marcados por psicodelia, e teve ajuda de Peter Wynne-Willson, que fez vários desenhos coloridos que tinham destaque nas primeiras apresentações da banda. Syd Barrett aparece bem pouco na exposição, já que ele saiu da banda poucos anos depois da fundação, mas é lembrado com carinho pelos integrantes. É possível assistir a uma apresentação feita na cidade italiana de Pompéia, sem ninguém na plateia, que ficou conhecida como anti-Woodstock.

A van preta logo no início da exposição
O estilo psicodélico marcante da banda no início de carreira
Homenagem a Syd Barrett
Itens da banda referentes ao seus primeiros anos
Figurinos e objetos dos primeiros anos do Pink Floyd

ÁLBUM “THE DARK SIDE OF THE MOON”

Um dos grandes divisores de águas para o Pink Floyd foi o lançamento deste disco em 1973. Há uma área dedicada ao álbum, um holograma giratório do prisma que é a capa do disco, além de informações e alguns itens.

Detalhes sobre o disco Dark Side of the Moon
Videos com integrantes da banda que falam sobre o álbum

EQUIPAMENTOS MUSICAIS

Há equipamentos musicais antigos na exposição como guitarras, mesa de som, teclados. Muita coisa bacana e com relatos de membros da banda falando sobre as composições.

Mesa interativa que você pode selecionar os sons da música “Money”
Área repleta de instrumentos musicais da banda

ÁLBUM “I WISH YOU WERE HERE”

Nessa parte da exposição dedicada ao disco “I Wish You Were Here” é possível ver diversas fotografias inovadoras e a revolucionária capa do álbum de um homem pegando fogo enquanto cumprimenta um outro.

A inovadora capa do disco
Adesivo no chão da área de exposição
Visitantes observam as fotos inovadoras do álbum
Manuscrito original

ÁLBUM “THE WALL”

Esse disco foi revolucionário e cheio de atitude, que rendeu inclusive um filme. Foram utilizados objetos infláveis coloridos para divulgação e a montagem bem pensada do palco nas apresentações. Um dos destaques desta parte da exposição é um manuscrito da música Another Brick in The Wall! Muitos videos contam mais sobre o contexto da música, e sua crítica social marcante.

É claro que não iria faltar o muro
Manuscrito original da música “Another Brick in the Wall”
Ideias sobre o filme da música e para os shows
Máscaras utilizadas nas apresentações
Os famosos bonecos da música
A muralha montada no palco para os shows foi inspirada no Motel Tropicana em Los Angeles, onde a banda se hospedou

ÁLBUM “ANIMALS”

O disco Animals (1977) também é um dos destaques e há cartazes e rascunhos propostos para as apresentações. A desativada Usina Termelétrica de Battersea, com um porco inflável que está na capa do disco, também está presente na exposição.

Pôsteres do álbum “Animals”
Processo de criação dos bonecos infláveis de “Animals”
Fotos do porco inflável que divulgou o disco

ÁLBUNS “A MOMENTARY LAPSE OF REASON” & “DELICATE SOUND OF THUNDER”

Mais dois álbuns com destaque na exibição, com a presença de videos, instrumentos musicais e decoração inusitada que é a cara do Pink Floyd, como camas penduradas no teto e a roupa repleta de lâmpadas do “Homem de Luz”.

Com referência ao disco, camas penduradas nas paredes e teto
Guitarra de David Gilmore utilizada nos shows
O “Homem de Luz”

ÁLBUM “THE DIVISION BELL”

Esse disco contou com uma imagem icônica que forma um rosto metálico cheio de estilo. Esta área da exposição conta mais detalhes sobre a elaboração da capa do disco e mais informações sobre este grande último sucesso da banda. Muito do material não usado no disco se tornou o álbum “The Endless River”, 20 anos depois.

Uma das capas mais famosas de álbuns da banda
Desenhos e rascunhos para a capa do álbum
Diversas versões em diferentes materiais
“The Endless River”

FINAL DA EXPOSIÇÃO

A última parte da exposição é em uma área em que há telões por todos os lados e é possível escutar alguns sucessos da banda, mostrando a conexão existente entre o penúltimo e último discos. Aproveite para curtir o video da apresentação “Live 8 In Hyde Park”, o último show do Pink Floyd, realizado em Londres em 2 de julho de 2005.

LOJA COM ITENS DA BANDA

Terminada a exposição, chega-se a uma loja com produtos da banda. São discos de vinil, CDs, camisetas, acessórios, chaveiros, livros e muitos outros acessórios. Até mesmo um porquinho de pelúcia que lembra o porco inflável do disco “Animals” está presente!

Discos de Vinil
Perfeito para tocar guitarra
Itens para presente
Pôster das capas dos álbuns
Até o porquinho voador do álbum “Animals”

COMO CHEGAR

Para acessar o museu de metrô, a maneira mais fácil é descer na estação South Kensington, utilizando as linhas: Piccadilly Line (marinho), District Line (verde), Circle Line (amarela).

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Pink Floyd: Their Mortal Remains

  • Endereço: Cromwell Rd, Knightsbridge, London SW7 2RL – Sala 39
  • Horários: de domingo a quinta de 10h às 16h / variam de sexta e sábado (9h ou 10h até 16h ou 20h) – até 1º de outubro de 2017
  • Entrada: entre £20 e £24 (varia com os horários)

Deixe seu comentário