Nevada: Parque Vale do Fogo perto de Las Vegas

6

Procurando atividades para fazer durante o dia em Las Vegas? Nós já fizemos um post super bacana com 15 coisas para fazer durante o dia na cidade! Agora é a vez de acrescentarmos mais uma atração à lista: o Parque Vale do Fogo, perto de Las Vegas, é uma excelente opção para curtir um dia ensolarado! Vamos conhecê-lo?

O PARQUE VALE DO FOGO PERTO DE LAS VEGAS

Fundado em 1935, o Vale do fogo é o maior (141 km²) e mais antigo parque do estado de Nevada. O parque fica de 10 km do Lago Mead e 90 km a nordeste de Las Vegas (aproximadamente 1 hora de carro) via Interstate 15 e saída 75, acessado passando-se pela reserva indígena Moapa. O nome do parque é decorrência das formações de arenito vermelho, formadas a partir de grandes dunas de areia que se deslocaram durante a época dos dinossauros, há 150 milhões de anos atrás. Outras formações rochosas importantes incluem calcários, folhelhos e conglomerados.

Formações rochosas avermelhadas
Formações rochosas avermelhadas
Paredões de pedra
Paredões de pedra
thumb_DSC05750_1024
Estrada cortando pelo meio das rochas

Árvores antigas e desenhos de homens primitivos são representados por todo o parque em áreas de madeira petrificada e petroglifos de 3 mil anos de idade. Moradores pré-históricos do Vale do fogo incluem os povos Anasazi, que foram fazendeiros e agricultores que se fixaram no Vale Moapa. Belos exemplos de arte rupestre deixados por esses povos antigos podem ser encontrados em vários locais dentro do parque.

Petroglifos
Imagens geometrizadas e representações simbólicas gravadas nas rochas das paredes internas e externas de cavernas por populações neolíticas ou calcolíticas e que tem como objetivo registrar fatos e mitos.
Placa indicando os prováveis significados dos petroglifos
Placa indicando os prováveis significados dos petroglifos

No inverno temperaturas variam entre 0ºC e 24ºC. No verão, é comum as temperaturas variarem entre 38ºC e 49ºC. Como o verão é muito quente e o período de chuva é durante o inverno, a primavera e o outono são as melhores estações do ano para visitar o parque. As atividades mais populares praticadas no Vale do Fogo incluem camping, caminhadas, piqueniques e fotografia.

Chegando ao parque
Chegando ao parque que fica em um vale
Pedras de coloração vermelha fazem um belo contraste com o céu azul
Pedras de coloração vermelha fazem um belo contraste com o céu azul

Curiosidades Cinematográficas

O Vale do Fogo serviu como cenário para rodar cenas de diversos filmes, tais como: “Transformers” (2007); “Domino”(2005); “Jornada nas Estrelas: Generations” (1994); “O Vingador do Futuro”(1190); “Os Profissionais” (1966), “Viva Las Vegas” (1963); entre outros.

Linda paisagem que já foi cenário de diversos filmes
Linda paisagem que já foi cenário de diversos filmes
Muralha de pedra
Muralha de pedra

Fazendo o passeio pelo Parque Vale do Fogo, dois outros parques nos vieram na lembrança de viagens anteriores: o Red Rock Canyon, localizado em Las Vegas, devido às pedras de coloração avermelhada; e o Death Valley, o Vale da Morte, localizado na Califórnia, pelo ambiente quente e seco e estradas “infinitas”.

PONTOS DE INTERESSE

Para ajudar a conhecer melhor o parque, destacamos alguns pontos importantes para conhecer no Vale do Fogo. Nós não conhecemos todos os lugares porque em alguns casos é preciso fazer trilhas que levam em torno de 1 hora para chegar. Confira o mapa abaixo os principais destaques do parque:

1. Beehives: As “colmeias” são formações de arenito que não só demonstram o design exclusivo que pode ser criado pela natureza, mas também é uma excelente representação da estratificação geológica cruzada, uma vez que mostram a existência de diversas camadas.

As rochas lembram grandes colméias
As rochas lembram grandes colmeias
Caminhando sobre as pedras
Caminhando sobre as pedras

2. Atlatl Rock: Um atlatl é um dispositivo usado para o lançamento de uma lança. Os antigos índios usavam essas armas e eles são retratados nas pinturas rupestres situadas no Atlatl Rock.

3. Arch Rock: Formado ao longo de muitos milênios por fortes ventos e chuva que lentamente lavou os materiais que prendem seus grãos de areia juntos. A rocha enfraquecida permitiu que se formasse uma espécie de arco na rocha.

4 e 14. Petrified Logs: Estes são pedaços de madeira petrificada, ou seja, pedaços de madeira que se tornaram fóssil. Todo material orgânico foi removido pelo sol, vento, água, e tempo, e foram completamente substituídos por minerais. Eles podem ser encontrados em duas áreas diferentes do parque.

5. Centro de Visitantes: O parque oferece um Centro de Visitantes  com exposições sobre a geologia, ecologia, pré-história, e a história do parque. É recomendado que cada visitante pare neste local logo após entrar no parque. Cartões postais, livros e lembranças estão à venda na lojinha do Centro de Visitantes. Como o parque não tem nenhum restaurante, o Centro de Visitantes é o único lugar em que é possível comprar algum petisco, água e refrigerante.

thumb_DSC05613_1024
Centro de Visitantes
thumb_DSC05629_1024
Rochas que fazem parte da estrutura geológica do parque
thumb_DSC05643_1024
Exemplo de animais que habitam o parque
thumb_DSC05648_1024
O deserto era mar há 500 milhões de anos atrás
thumb_DSC05658_1024
Detalhe sobre os petroglifos encontrados na pedras

6. Mouse’s Tank: Trata-se de uma bacia natural na rocha, onde a água se acumula após cada chuva. O local é acessado através de uma trilha de 2,5 km e é possível ver petroglifos desenhados nas pedras.

Trilha para o Mouse's Thank
Trilha para o Mouse’s Thank

7. Rainbow Vista: Este é um ponto de observação que proporciona uma vista panorâmica incrível para tirar lindas fotos. Aqui a estrada atinge o topo de uma crista revelando uma vasta área de rochas multicoloridos que se estendem por muitas quilômetros ao norte, bastante diferentes dos penhascos vermelhos escuros encontrados mais ao sul.

thumb_DSC05808_1024
Rochas de vários tons diferentes
thumb_DSC05855_1024
Linda paisagem composta de pedras

8. Fire Canyon / Silica Dome: Nesta região, as forças de dentro da terra foram poderosas o suficiente para fazer com que rocha superfície dobrasse, quebrasse e, em algumas áreas, empurrasse a vários quilômetros de sua formação original. Hoje, a erosão tem desgastado o local, expondo a acentuadamente camadas de rocha, criando inúmeros canyons.

9. Fire Wave: Trata-se de uma trilha que leva em torno de 1 hora (não recomenda-se fazê-la durante dias com altas temperaturas) que chega a um terreno com formações que lembram ondas.

10. White Domes: Estas são formações de arenito com cores contrastantes brilhantes que são avistados em uma caminhada de 1,5 km de distância. No local, há uma área para fazer piqueniques.

thumb_DSC05761_1024
A paisagem vai mudando a medida que a estrada leva para perto dos White Domes

11. Seven Sisters: “Sete Irmãs” é como é conhecido um grupo de 7 pedras vermelhas, altas e erodidas no deserto arenoso.

12. The Cabins / Lone Rock: Essa área que é, atualmente, um local para se fazer piqueniques no parque ainda preserva cabines históricas construídas na década de 1930 para viajantes.

13. Clark Memorial: Este memorial, que consiste em uma cruz branca, homenageia o canadense John J. Clark nascido em 1844. Clark se alistou para lutar durante a Guerra Civil. Depois de ser baleado na mão e contrair febre tifóide, ele foi dispensado, emigrando, em seguida para o sul da Califórnia. Durante a viagem de Bakersfield para Salt Lake City, no estado de Utah, ele parou no Vale do Fogo, amarrou seu cavalo e vagou ao redor, possivelmente, à procura de água. Clarke acabou morrendo, provavelmente de sede, sendo seu corpo encontrado muito tempo depois.

15. Elephant Rock: Esta rocha é um belo exemplo de um arco em forma de um elefante. O estacionamento no local é bem limitado e, geralmente, é preciso estacionar em uma outra área a 500 metros de distância.

DICAS

  • Vale lembrar que por conta das altas temperaturas que podem ocorrer no verão e ao clima extremamente seco, é importante se manter bastante hidratado, usar filtro solar e boné ou chapéu para se proteger do sol forte.
  • Dentro do parque não há postos de combustível, por isso, abasteça o tanque antes de entrar para evitar qualquer problema.
  • No parque não há restaurantes. Você poderá levar seu próprio lanche para fazer piquenique no parque (há vários lugares disponíveis).
  • Se for fazer hiking, não saia das trilhas para preservar o meio ambiente e não correr riscos.
Hidrate-se muito dentro do parque
Hidrate-se muito dentro do parque

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Valley of Fire State Park

  • Endereço: 29450 Valley of Fire Road, Moapa Valley, NV 89040
  • Horários: diariamente de 6h às 17h / Vistor Center: 8h30 às 16h30
  • Entrada: US$ 10 por veículo ( é preciso pagar uma taxa adicional para acampar)

Leia mais sobre Nevada e Las Vegas:

6 COMENTÁRIOS

  1. Zion é tudo… Repeteco com certeza!!! Ficarei hospedado em Hurricane, que é mais baratino que Springdale kkk!!!. Represa Hoover já fui… mas sempre vale uma passadinha. Antelope, Monument Valley e Bryce Canyon são sonhos que ficarão para uma próxima vez. Nessa viagem ainda vou fazer California de San Diego até Lake Tahoe… Queria ter uns 3 meses de férias… mas só rola 30 por ano kkk!!! Gente, muito obrigado mesmo pelas matérias… Boa parte das minhas viagens são baseadas nas experiências relatadas nos blogs… Sabe lá Deus o porquê ainda não conhecia o de vcs… Mas agora estão no meu Top 5!!!

    • Flávio, que honra! Ficamos muito felizes em saber que estamos ajudando você!
      Pois é, 30 dias é pouco porque tem tanta coisa linda no mundo para conhecer, né?
      Desejamos uma viagem incrível para você!
      Abraços

  2. Estou indo em setembro com minha esposa. Se tivesse que escolher entre o Red Rock e o Valley of Fire, qual seria a melhor opção? Parabéns pelo Blog… Esta é minha terceira vez passando por California, Arizona e Nevada mas temos conseguido ótimas dicas e alternativas com vocês. Parabéns!!

    • Oi Flávio, que legal recebermos a sua mensagem e sabermos que o blog tem ajudado você a programar a sua viagem! 🙂

      A escolha entre o Red Rock e o Valley of Fire depende de alguns fatores:

      – O Red Rock é uma área de conservação pequena e super próxima a Las Vegas. Dá para fazer praticamente todo o trajeto de carro e ir parando e alguns pontos para tirar fotos. A visita ao parque é ideal para quem tem pouco tempo e não faz questão de fazer caminhadas para chegar aos principais pontos do parque, seja porque não curte fazer trilhas, tem dificuldade de locomoção, ou está viajando com crianças. O Centro de Visitantes conta com uma pequena exibição e banheiros.
      – O Valley of Fire fica em torno de 1 hora de carro de Las Vegas, é um parque bem maior e alguns lugares só são acessíveis por trilha. É ideal para quem tem mais tempo (dá para um dia inteiro no local, mas leve comidinhas para um piquenique porque o parque não tem restaurante, apenas uma pequena lojinha que vende bebidas e poucos petiscos industrializados). A área do parque é bem maior e conta com um pequeno museu. A diversidade geológica do local é incrível.

      Por essas diferenças, é difícil qual parque é melhor. Vai depender do perfil de viagem de cada pessoa.

      Esperamos ter ajudado!

      Abraços

      • Escolha difícil! kkk. Bom, conheço o Grand Canyon pela entrada oeste (Skywalk) e pela entrada sul, no parque. Como estarei em Las Vegas, e a entrada norte (que ainda não conheço) fica muito longe, assim como fazer um repeteco da entrada sul (que achei magnífica!), comecei a pensar em não repetir o Skywalk e ir um dia no Red Rock e outro no Vale do fogo… O que acham?

        • Flávio, já que você já conhece algumas coisas, existem outras opções também que vale a pena considerar:

          -visite a Hoover Dam, a grande represa na divisa entre os estados de Nevada e Arizona

          Zion Park, em Utah: 2h30 de Las Vegas, é um parque incrível

          -você pode ir ao Grand Canyon pela Rota 66, conhecendo pequenas cidadezinhas no caminho

          -aproveite sua ida ao Grand Canyon e siga mais adiante para conhecer a cidade de Page (durma uma noite lá), no Arizona: vale super a pena visitar o imperdível Horseshoe Bend e o Antelope Canyon –> é a nossa opção favorita! 🙂

          -se quiser ir ainda mais longe, uma dica é visitar o Monument Valley, cenário de diversos filmes

Deixe seu comentário