Suécia: Museu do Prêmio Nobel em Estocolmo

0

O Prêmio Nobel é considerado o mais prestigioso prêmio dado a alguns segmentos da ciência e cultura. Mas por que ele tem esse nome? Por que a premiação é feita na Suécia? Tudo isso e muito mais no Museu Nobel em Estocolmo!

O NOME POR TRÁS DO PRÊMIO NOBEL

O Prêmio Nobel tem esse nome devido ao sueco Alfred Nobel (1833–1896), um químico, engenheiro, inventor, empresário e filantropo. Conhecido por ter inventado a dinamite, Nobel detinha 355 patentes diferentes, sendo a dinamite a mais famosa. Além de suas invenções, ele também buscava constantemente soluções para diferentes problemas. Uma curiosidade é que o elemento químico Nobelium, descoberto em 1966, é assim denominado em sua homenagem.

Alfred Nobel, o “pai” dos prêmios Nobel

VIDA DE ALFRED NOBEL

Nascido em Estocolmo, Alfred Nobel foi o terceiro de oito filhos. A sua família era pobre e apenas Alfred e três irmãos sobreviveram após a infância. Seu pai, Immanuel Nobel, era engenheiro e inventor. Foi através dele que Alfred começou a se interessar por engenheira e tecnologia. Nobel acabou morando na Rússia, Suécia, Estados Unidos e França e falava fluentemente o idioma de todos esses países, além do alemão. Acusado de alta traição contra a França por vender explosivos à Itália, o Nobel mudou-se de Paris para Sanremo, Itália, em 1891. Em 1896, Nobel sucumbiu a uma doença do coração, sofreu um acidente vascular cerebral e faleceu.

Testamento de Alfred Nobel em exposição do museu

Sem o conhecimento de sua família, amigos ou colegas, ele havia deixado um testamento destinando a maior parte de sua riqueza para financiar os prêmios que seriam conhecidos como Prêmios Nobel. Seu desejo era reconhecer as pessoas por trás das grandes descobertas e contribuições no desenvolvimento da humanidade.

O PRÊMIO NOBEL

No ano 1900, foi criada a Fundação Nobel que passou a reconhecer as grandes contribuições em 5 áreas: física, química, medicina, literatura e paz mundial (que diferente dos demais, é selecionado por uma comissão do parlamento norueguês). Os primeiros prêmios foram entregues no ano seguinte, 1901. Em 1968, o Nobel de Economia em Memória a Alfred Nobel foi criado. Este prêmio é financiado pelo Banco da Suécia, mas os vencedores também são escolhidos pela Academia Real de Ciências da Suécia. A cerimônia de entrega dos prêmios acontece, anualmente, no mês de dezembro, na prefeitura de Estocolmo. A única exceção é o Nobel da Paz que é entregue no belo salão da Prefeitura de Oslo, capital da Noruega. Os vencedores recebem uma medalha em ouro, um certificado e uma premiação em dinheiro. Mais de 900 pessoas já foram laureadas com o prêmio. Para conferir os vencedores em cada categoria, acesse este link.

Salão Dourado da prefeitura de Estocolmo, com seus 18 milhões de azulejos de mosaico em ouro

MUSEU NOBEL EM ESTOCOLMO

Aberto em 2001, o Nobel Museum (ou Nobelmuseet, em sueco) está situado na capital sueca, no bairro histórico de Gamla Stam, em um bonito casarão do século XIII. O objetivo do museu é difundir o conhecimento, bem como criar interesse e discussão em torno das ciências naturais e cultura através de técnicas criativas de aprendizagem e exibição, tecnologia moderna e design elegante.

Mapa do Museu do Prêmio Nobel em Estocolmo. Figura: site oficial

O museu presta uma homenagem a alguns dos vencedores em mais de mais de um centenário se história do prêmio. Há exposições interativas bem interessantes e muitas informações sobre todas as áreas que o Nobel premia. Em destaque, logo na entrada, estão os premiados no último ano em todas as categorias do prêmio.

Edifício que abriga o Museu do Prêmio Nobel
Exposição mostra os últimos ganhadores do prêmio
Bob Dylan está lá, após receber o Nobel de Literatura em 2016

Em seguida, uma linha do tempo logo no início da exibição, mostrando grandes descobertas que marcaram a história da humanidade. No teto, as fotos dos vencedores do prêmio em todas as categorias ficam “passeando”.

Linha do tempo (embaixo) e vencedores “passeando” no teto
Linha do tempo do Nobel

À direita de quem entra, há uma exposição que mostra itens pessoais de Alfred Nobel e seus esforços criativos. Para quem quer saber mais detalhes sobre a história da vida dele, seus descobrimentos, o testamento que fez com que os prêmios fossem criados, pode visitar essa área do museu para mais informações. Há também uma pequena exposição sobre a cerimônia de entrega do prêmio, realizada na prefeitura de Estocolmo.

Itens pessoais de Alfred Nobel e a história da sua vida
Detalhes da cerimônia de entrega dos prêmios

Alguns nomes importantes que receberam o prêmio são lembrados na exposição com objetos pessoais:

Mario Vargas Llosa – Nobel de Literatura em 2010
Albert Einstein – Nobel de Física em 1921
Linus Pauling – Nobel de Química em 1954 e Nobel da Paz em 1962

No fundo do museu, uma exposição mostra grandes descobertas como o processo de fotossíntese das plantas, do efeito fotoelétrico, da metodologia do Carbono-14, e do Bóson de Higgs, a “partícula de Deus” (leia mais em: CERN: Acelerador de Partículas e Pesquisas Nucleares na Suíça).

Área com uma série de descobertas incríveis que revolucionaram o mundo
Bóson de Higgs (2013), conhecida como a “Partícula de Deus”, foi uma das maiores descobertas da física na história

Além das exposições, existem duas salas que exibem filmes para reflexão, mostrando grandes personalidades e descobertas. É possível ver o laboratório de Marie Curie ou conhecer Nelson Mandela quando sai da prisão. Ficamos encantados assistindo as filmes porque acabamos descobrindo personalidades que até então eram totalmente desconhecidas para a gente. É impressionante como existe gente interessante, fazendo descobertas que transformam as nossas vidas e, muitas vezes, não as conhecemos. Os videos são uma grande oportunidade para estar mais perto destas pessoas que prestaram um enorme serviço à sociedade como um todo.

RESTAURANTE BISTRO NOBEL

Dentro do museu fica o Bistro Nobel, um restaurante moderno inspirado pela cultura dos Cafés de Viena, Berlim e Paris. Um dos destaques do menu é o sorvete Nobel, servido como sobremesa nos banquetes de entrega do prêmio entre os anos de 1976 e 1998. O Bistro funciona diariamente de 11h às 19h. Confira o menu neste link.

LOJA DO MUSEU NOBEL

Para quem gosta de levar lembrancinhas de viagem, a Loja do Museu Nobel é caprichada, com muitos itens para presente e um ótimo acervo de livros sobre o Prêmio Nobel e as áreas do prêmio, a vida e os tempos de Alfred Nobel, as instituições de premiação e, claro, livros escritos por vencedores do Prêmio Nobel e sobre eles.

COMO CHEGAR

O Museu do Prêmio Nobel fica localizado no centro histórico de Gamla Stam. A estação de metrô mais próxima é a Gamla Stan. Você também pode chegar de ônibus (Linhas 53, 55, 57 e 76 (parada Slottsbacken) / Linhas 3 e 59 (parada Riddarhustorget)).

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Nobel Museum / Nobelmuseet

  • Endereço: Stortorget 2, 103 16 Estocolmo, Suécia
  • Horários: 
    • de junho a agosto: diariamente de 9h às 20h
    • de setembro a maio: terças de 11h às 20h / quartas às sextas de 11h às 17h / sábados e domingos de 10h às 18h / fechado às segundas-feiras
  • Entrada: SEK 120 / gratuita às terças-feiras de 17h às 20h / gratuita com Stockholm Pass
  • Tours guiados em inglês:
    • Horários: de junho a agosto diariamente às 10h15, 11h15, 13h15, 15h15, 16h15 e 18h15 / de setembro a maio diariamente às 11h15, 13h15, 15h15; nos finais de semana também às 10h15 e 16h15
    • Preço: sem custos adicionais

Agradecemos à Visit Stockholm por ter nos concedido como cortesia o Stockholm Pass, que nos permitiu visitar o Nobel Museum gratuitamente.


Leia mais sobre a Escandinávia:

  • Leia tudo o que já foi publicado sobre a Dinamarca
  • Leia tudo o que já foi publicado sobre a Finlândia
  • Leia tudo o que já foi publicado sobre a Noruega
  • Leia tudo o que já foi publicado sobre a Suécia

Deixe seu comentário