Museu do Banco da Inglaterra em Londres

0

Um passeio interessante para quem se interessa por economia, finanças ou é apenas um curioso quando o assunto é dinheiro é visitar o Museu do Banco da Inglaterra em Londres. Além de informações sobre próprio edifício que abriga o banco, são mostradas informações importantes sobre a origem do dinheiro, a libra esterlina, ouro e muitas informações históricas.

O BANCO DA INGLATERRA

Fundado em 1694, o Banco da Inglaterra é o Banco Central do Reino Unido. Sendo o segundo banco central da história (o primeiro é o Banco Central Sueco), a instituição serviu como modelo para vários outros bancos centrais estabelecidos no mundo posteriormente.

Fachada do Banco da Inglaterra que ocupa um quarteirão na City de Londres
Fachada do Banco da Inglaterra que ocupa um quarteirão na City de Londres

O Banco da Inglaterra tem um papel único na manutenção da estabilidade monetária e financeira, mantendo a inflação sob controle e protegendo a economia de choques. O Banco é um dos oito bancos autorizados a emitir notas no Reino Unido, mas tem um monopólio sobre a emissão de notas na Inglaterra e no País de Gales e regula a emissão de notas de bancos comerciais na Escócia e na Irlanda do Norte.

Curiosidade: A libra esterlina (£) é a primeira moeda do mundo!

Durante o passeio pelo museu, uma das descobertas mais interessantes é que a libra esterlina é a moeda mais antiga do mundo. Ela é usada como unidade de conta desde a época em que o território inglês era dominado pelos Anglo-Saxãos. Na época, 240 moedas de prata pesavam 1 libra (∼454 gramas). Embora a moeda em inglês se chame “Pound Sterling“, o símbolo é um “L” cheio de estilo porque vem do latim “Libra”. O nome “esterlina” vem da pureza da prata utilizada na fabricação das moedas. A palavra é originária de “ster” que em germânico significa “forte, puro, excelente”.

Cédulas e moedas de libra esterlina
Cédulas e moedas de libra esterlina

MUSEU DO BANCO DA INGLATERRA EM LONDRES

Não há tours públicos ao Banco da Inglaterra, mas a entrada no seu museu é totalmente gratuita. Basta chegar no endereço e passar pela segurança antes de começar a explorar as exposições.

À direita, detector de metais e raio-x antes de começar a explorar o museu
À direita, detector de metais e raio-x antes de começar a explorar o museu

O museu é relativamente pequeno, mas a entrada não faz jus ao que encontrará nas portas localizadas ao fundo. Eu, Ana, tenho que confessar que sou particularmente interessada no assunto. Sou economista de formação e trabalhei quase uma década em banco de varejo na área de políticas de crédito para pessoa física. Por isso, meu passeio pelo Museu do Banco da Inglaterra foi mais demorado do que costuma ser o da maioria das pessoas. Há muitas áreas interativas tanto para adultos quanto para crianças (sim, tem muitas atividades para as crianças!) e tudo é apresentado de forma bastante didática. Cada um pode ir a seu ritmo, dando atenção às informações que gostariam de aprender.

Entrada para o museu
Entrada para o museu

Logo na entrada, retirei o guia para ajudar a entender melhor a distribuição das galerias, além de possuir informações interessantes sobre a história do banco. As exposições estão divididas em 9 partes. O mapa do museu é este aqui abaixo:

Mapa do Banco da Inglaterra. Figura: site oficial
Mapa do Banco da Inglaterra. Figura: site oficial

1. O que Banco faz

Trata-se de um jogo interativo em um barco para ensinar como deve ser feita a política monetária para controle da inflação.

Jogo interativo para começar a explorar o museu
Jogo interativo para começar a explorar o museu

2. Navegando pelas crises financeiras

Esta área dá a oportunidade de navegar pelas crises financeiras desde o século XVII até os dias de hoje, mostrando o papel do Banco da Inglaterra como controlador da inflação e estabilidade do sistema financeiro.

Conheça as crises financeiras ao longo da história neste painel interativo
Conheça as crises financeiras ao longo da história neste painel interativo

3. Tour Virtual: Arquitetura do Banco

Esta galeria é uma reconstrução do edifício construído pelo arquiteto Sir John Soane entre 1788 e 1833. Durante os anos 1920, o edifício foi quase que completamente demolido. O banco todo foi reconstruído por Sir Herbert Baker. O edifício que se vê hoje é uma combinação de estilos de diversos arquitetos.

Arquitetura do banco
Arquitetura do banco

Com o objetivo de conhecer a arquitetura do edifício, esta galeria dá a oportunidade de fazer um tour virtual por todo o Banco da Inglaterra, uma vez que não há tours públicos disponíveis. Você passará por salas de reunião, locais onde são guardadas as cédulas de libras, o compartimento do banco onde ficam as barras de ouro e muito mais.

Tour virtual
Tour virtual

4. Carta Régia: a fundação do Banco da Inglaterra

Esta galeria detalha os motivos da fundação do Banco da Inglaterra, estabelecido por uma Carta Régia em 1694. Ele foi fundado, inicialmente, para levantar dinheiro durante a época da guerra com a França. O dinheiro era levantando somente com investidores privados que emprestavam-no para o governo. Somente depois de 40 anos de existência, o Banco deixou prédios alugados e se mudou para o prédio na Threadneedle Street em 1734. A exposição mostra diversos documentos dos primeiros anos do Banco da Inglaterra.

banco-inglaterraitem4-1
Os primórdios do gerenciamento do banco

5. “The Old Lady”: Guerras Napoleônicas e o Período Restritivo

As Guerras Napoleônicas tiveram um efeito muito severo na economia britânica. Em 1797, o Banco foi forçado a restringir o pagamento de ouro por suas notas para poder manter as reservas em níveis suficientes. O Banco ganhou o apelido de “The Old Lady of Threadneedle Street” (A Velha Senhora da Rua Threadneedle) por conta de suas práticas.

banco-inglaterraitem4-2
Um pedaço de papel que valia nada menos que £1 milhão!

6. Segure uma barra de ouro

Esta parte da galeria conta a história do uso do ouro como moeda e mostra barras de ouro, que eram utilizadas antigamente como lastro para o dinheiro impresso. É possível segurar uma barra de ouro com as mãos! Mas tome cuidado porque ela é pesada: 13 kg!

banco-inglaterra6
Para entender porque o ouro tem sido considerado precioso ao longo do tempo

7. Exibições temporárias

Na região da Rotunda, há exposições sobre o papel crescente do Banco durante a Primeira Guerra Mundial, quando os gastos do governo aumentaram dramaticamente. O prédio foi ampliado e foi construída uma Rotunda. Em 1946, o banco assumiu funções de um moderno banco central, tornando-se um banco público. Neste espaço, bem no centro, estão exposições temporárias que são alteradas regularmente.

Exposição temporária no centro da sala
Exposição temporária no centro da sala

8. Galeria de notas de dinheiro

Esta galeria conta a história das notas de dinheiro. O primeiro papel moeda era uma forma de recibo de depósitos deixados por ourives em custódia. Com o tempo, tornou-se mais conveniente trocar esses recibos ao invés de andar com barras de ouro no bolso para serem trocadas. Foi assim que surgiu o papel moeda. Nesta galeria do Banco da Inglaterra, estão expostas notas de dinheiro desde a fundação do banco em 1694. Primeiro, eram notas escritas à mão, posteriormente, impressas. Mas foi somente no século XX que o design das notas começou a mudar e a ficar colorido como conhecemos hoje.

Curiosidades:

  • A “promessa de pagamento” é um atributo das notas do Banco da Inglaterra desde a sua fundação.
  • O retrato de um monarca (Rainha Elizabeth II) apareceu pela primeira vez nas notas do Banco da Inglaterra em 1960.
  • A primeira personalidade a aparecer nas notas de dinheiro do banco foi William Shakespeare em 1970 (£20), em homenagem ao aniversário de 400 anos da morte do escritor
Rainha Elizabeth na frente, Shakespeare atrás
Rainha Elizabeth na frente, Shakespeare atrás

9. Notas de dinheiro atuais

Finalmente, a última parte da exposição é uma galeria que exibe as notas de dinheiro usadas nos dias de hoje. É mostrado em detalhes de que forma o Banco da Inglaterra protege suas notas de serem falsificadas. Tudo é feito devido ao desenvolvimento da tecnologia, que permite criar atributos de segurança praticamente impossíveis de serem copiados.

Notas de dinheiro atuais
Notas de dinheiro atuais

LOJA DE PRESENTES

Ao final da exposição, fica uma pequena lojinha que vende produtos relacionados a dinheiro. Você pode comprar desde um conjunto de moedas, ímãs de geladeira com a fachada do prédio do Banco da Inglaterra e até mesmo chocolates em formato de barra de ouro.

banco-inglaterra-gift1
Moedas colecionáveis e ímãs de geladeira
banco-inglaterra-gift2
Chocolate no formato de barra de ouro

COMO CHEGAR

É super tranquilo chegar o Banco da Inglaterra de metrô. Você pode usar uma das seguintes estações:

  • Bank: Central Line (vermelha), Northern Line (preta), Waterloo & City (verde clara)
  • Monument: Circle Line (amarela), District (verde)
  • Observação: as estações Bank e Monument têm ligação entre si por baixo da terra
  • Outra opção é chegar de DLR (trem de superfície)

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Bank of England Museum

  • Endereço: Bartholomew Ln, London EC2R 8AH
  • Horários: de segunda a sexta de 10h às 17h / fechado aos sábados e domingos
  • Entrada: gratuita


Leia mais sobre museus em Londres:

Deixe seu comentário