Morando Fora: Alugando apartamento na Califórnia

4

E lá vamos nós para mais um post da seção do blog “Morando Fora“, na qual compartilhamos nossas experiências de morar fora do Brasil. Há tempos estamos para escrever sobre nossa experiência alugando apartamento na Califórnia, já que foi bem diferente do que estávamos acostumados a experimentar no Brasil. Vamos conferir?

MORANDO FORA: ALUGANDO APARTAMENTO NA CALIFÓRNIA

Rotina no Brasil para alugar um apartamento: a gente procura prédios na região que gosta, conversa com o porteiro para pegar alguma informação, marca com um representante da imobiliária que está responsável pelo aluguel do apartamento (ou com o próprio dono do imóvel). Mais recentemente começaram a surgir os sites de imóveis de compra ou aluguéis de imóveis, cujos anúncios podem ser feitos pelo próprio proprietário ou também pela imobiliária (ou imobiliárias) responsáveis, certo? Pois é, existem algumas semelhanças com o modelo brasileiro e, é claro, mas não vamos focar nelas e vamos contar o passo-a-passo que fizemos dando foco nas diferenças com o modelo brasileiro, certo? Vale lembrar que o que relatamos aqui é a NOSSA experiência alugando um imóvel e ela pode ser diferente com outras pessoas, outros tipos de imóvel e outros lugares. Quem tiver algum relato diferente e quiser compartilhar conosco, será muito bem vindo!

TERMOS MAIS USADOS

Vale a pena fazermos um parênteses para falar sobre os termos mais usados no segmento imobiliário para quem ainda não está familiarizado.

  • Real Estate: refere-se aos bens imobiliários
  • Leasing: é utilizado para se referir ao contrato de aluguel de um imóvel
  • Leasing Office: escritório que faz leasing, comumente chamado de imobiliária no caso de imóveis
  • Townhouse: imóvel de 2 andares, sobrado
  • Condos: condomínios (não necessariamente são fechados)
  • Mortgage: financiamento imobiliário (no caso de compra do imóvel)
  • Penthouse: utilizado para se referir ao apartamento que fica no último andar de um prédio (cobertura)
  • Agent: corretor imobiliário

1. Procurar um apartamento na internet pelos sites de imóveis

Ok, falamos que iríamos focar nas diferenças e já começamos com o site de imóveis, né? Mas é só para falar que esse é um bom começo para quem está procurando imóveis nos EUA. O site que mais utilizamos foi o Zillow e foi bem interessante. Você seleciona a cidade ou região e ele monta em um mapa interativo as opções disponíveis naquele local. Você pode filtrar por faixa de preço, número de quartos, de banheiros, tamanho, tipo de negócio (compra ou venda).

Figura: Reprodução site de imóveis Zillow
Figura: Reprodução site de imóveis Zillow

2. Visitando o apartamento

Essa é a maior diferença em relação ao que conhecemos no Brasil. Legal, encontramos algumas opções através do Zillow, entramos em contato através do formulário disponível no próprio site e marcamos um horário para conhecer o imóvel. Como funciona? Nos condomínios mais novos há um Leasing Office, que é um escritório em que você vai encontrar o responsável pelos apartamentos. Quem trabalha no Leasing Office do prédio é um funcionário terceiro que presta serviços para o condomínio. Esses serviços incluem tanto prestar serviços para os futuros moradores como para os próprios moradores. Ou seja, o mesmo funcionário que vai mostrar o apartamento para você é aquele que estará no escritório caso você precise retirar um pacote que foi entregue pelos Correios, tirar dúvidas, etc. Esses profissionais ficam, em horário comercial, o tempo todo no prédio. Não fica aquele entra e sai de corretores de imóveis como estamos acostumados no Brasil. São empresas que administram o condomínio que fazem todo esse trabalho.

Nossa pasta com informações de mais de uma dúzia de apartamentos que visitamos
Nossa pasta com informações de mais de uma dúzia de apartamentos que visitamos

3. Formalização do contrato

Vai depender de cada condomínio como é feita a formalização. No nosso caso, tudo foi feito digitalmente pelo site da empresa que administra nosso condomínio. Alguns casos é preciso pagar vários meses aluguéis com antecendência (no caso de estrangeiros, principalmente). Nós não precisamos pagar porque informamos o SSN (Social Security Number), que é uma espécie de Número de Seguridade Social aqui dos EUA e o condomínio rodou um modelo de crédito que eles possuem para falar do risco que tinha em alugar o apartamento para a gente. Em geral, é preciso entregar um comprovante de renda, carta do empregador, documento de identidade (no nosso caso, passaporte com visto) e algum outro documento solicitado que passe confiança de que você irá arcar com as despesas do aluguel.

Passaporte é um dos documentos que pode ser exigido na hora de fechar o contrato. Foto: site da Polícia Federal

4. O que inclui o aluguel

Nós já falamos no post “Quanto custa morar na Califórnia” que o custo no estado é elevado e no Vale do Silício é assustador. O estabelecido no contrato de aluguel, no nosso caso, inclui:

  • valor do aluguel + valor do condomínio (que no Brasil pagamos separadamente)
  • luz, água e gás encanado
  • serviço de manutenção do apartamento (troca de lâmpadas, conserto de triturador, encanamento, aquecedor, etc.)
  • Appliances: termo utilizado para se referir à eletrodomésticos. No nosso caso, o apartamento veio com geladeira, fogão, microondas, lava-louças, máquina de lavar roupa e secadora de roupa.
Appliances já estão inclusos no apartamento alugado

5. As diferenças entre as casas americanas e brasileiras

Parece estranho, mas as casas americanas e brasileiras são bem diferentes por dentro! No post “10 diferenças entre as casas americanas e brasileiras” contamos um pouquinho sobre como as diferenças de morar fora começam dentro de casa com banheiros e cozinhas sem janela; banheiras nos banheiros; material que a casa é feita, etc. Vale a pena dar uma conferida para ver como os hábitos são bem distintos e nos causam estranheza em um primeiro momento.


Continue lendo mais posts da seção “Morando Fora”:

4 COMENTÁRIOS

  1. Olá! Meu marido pretende passar um mês em San Diego para estudar inglês e eu e meu filho de 3 anos iremos acompanhá-lo na viagem. Estou procurando um flat ou apê para alugar. Tirando o Airbnb vc tem um outro site ou aplicativo p indicar p procurarmos algo par alugar p um mês. Esse site zillow aluga p um mês?
    Obrigada, Fabiola

    • Olá Fabiola! Que legal que vocês vão passar 1 mês na Califórnia!
      O Zillow não tem essa finalidade que você está procurando. Um site que você pode procurar é o SubLet, mas nós nunca usamos o serviço e, por isso, não sabemos dizer se é bom.
      Abraços

  2. O blog de vcs e excelente!! Eu to querendo passar uns 3 meses pra viver essa experiência sendo que quero trabalhar, como e o trabalho para turista? Sera que consigo alguma coisa?
    Obrigada

    • Oi Camilla! Agradecemos imensamente o seu comentário e ficamos muito felizes em saber que o blog tem ajudado você! É chato te desanimar, mas é proibido trabalhar nos EUA como turista. Até mesmo como estudante é proibido. E os EUA são muito restritos na questão de visto de trabalho. Por isso, não conte com essa alternativa durante esses 3 meses.
      Abraços e boa sorte!

Deixe seu comentário