Luxemburgo: As incríveis Casemates du Bock

0

Já comentamos no post “O que fazer em Luxemburgo – Roteiro de 1 dia” que a atração que consideramos imperdível na charmosa cidade de Luxemburgo são as incríveis Casemates du Bock. O local proporciona um passeio totalmente diferente do convencional e permite que os visitantes se aprofundem na história da cidade e do país. Não deixe fora do roteiro!

O QUE SÃO CASEMATES (CASAMATAS)

Casamatas eram instalações militares fortificadas. Elas, originalmente, eram possuíam o formato de uma câmara abobadada geralmente construída debaixo das muralhas. O objetivo é que fossem impenetráveis e poderiam ser usadas para abrigar tropas ou fazer estocagens. Há diversos tipos de casamatas construídas dependendo do objetivo. Durante a Segunda Guerra Mundial, o nome casamatas acabou sendo substituído por bunkers, que, de certa forma, acabam tendo objetivos semelhantes.

AS CASEMATES DU BOCK

Na região de Corniche, em Luxemburgo, fica Bock, um promontório que fornece fortificação natural, devido às suas falésias rochosas às margens do Rio Alzette.  As Casemates du Bock compreendem, aproximadamente, 23 km de túneis, cavados na montanha com o objetivo de proteção.

casemates-du-bock11
23 km de túneis formam as Casemates du Bock

Tudo começou em 963, quando o Conde Siegfried estava em busca de um local a partir do qual poderia defender suas propriedades. Ele, então, construiu um castelo fortificado (Castelo Lucilinburhuc) no local que hoje conhecemos como sendo o centro histórico de Luxemburgo. Ao longo dos séculos, o Bock e as defesas circundantes foram reforçadas, atacadas e reconstruídas inúmeras vezes, à medida que os exércitos dos Habsburgos, dos espanhóis, dos prussianos e dos franceses disputavam uma das fortalezas mais estratégicas da Europa.

casemates-du-bock9
Há áreas mais amplas e outras bem apertadas
casemates-du-bock4
Um dos túneis de Bock

Os acidentes geográficos da cidade dificultavam invasões, fazendo com que Luxemburgo ficasse conhecida como “Gibraltar do Norte”. As fortificações foram sendo adaptadas aos novos métodos de guerra baseados em poder de fogo cada vez mais fortes. Durante a década de 1640, o engenheiro suíço Isaac von Treybach reformulou significativamente as defesas. Bock também foi reforçada com três fortes, separados uns dos outros por cortes na rocha e ligados por pontes. Como resultado, pouco sobrou do castelo medieval construído pelo Conde Siegfried no século X.

casemates-du-bock5
Corredores das casamatas

Além dessas estruturas, o Bock também incluiu um sistema de casemates que se originou nas adegas do castelo medieval. Em 1744, durante o período austríaco, estas passagens subterrâneas foram ampliadas consideravelmente pelo General Neipperg. As fortificações foram finalmente demolidas sob os termos do Tratado de Londres em 1867. A demolição levou 16 anos e as ruínas do antigo castelo e os túneis e as galerias subterrâneas (casemates) tornaram-se uma das mais importantes atrações turísticas da cidade.

casemates-du-bock7
Uma das novas áreas das casamatas

COMO VISITAR AS CASEMATES DU BOCK

Existem duas entradas, em ambos os lados da rua. Para quem está indo para as Casemates a partir do centro da cidade, a entrada principal fica do lado esquerdo, junto a uma placa que indica que as Casemates du Bock são Patrimônio Mundial da UNESCO, desde 1994. A atração recebe mais de 100 mil visitantes todos os anos.

A entrada pode ser feita pelos dois lados da rua. Ao fundo, a entrada principal, com a placa da UNESCO e, em primeiro plano, a entrada subterrânea
A entrada pode ser feita pelos dois lados da rua. Ao fundo, a entrada principal, com a placa da UNESCO e, em primeiro plano, a entrada subterrânea

Desça as escadas para chegar até a bilheteria. Lá, compre seu ticket que terá um código de barras. Você também receberá um panfleto sobre o local, mas ele poderia ser mais informativo. Logo em frente à bilheteria fica a entrada para as casamatas. Basta passar pelo portão preto após colocar o código de barras do ticket no leitor óptico. Inicialmente, há uma apresentação com algumas informações sobre as casamatas. No entanto, temos que confessar que é bem difícil de ler. O ambiente é bem escuro e os textos estão escritos em francês e alemão. Há também um video sobre a cidade de Luxemburgo sendo exibido.

casemates-du-bock1
Ticket e folheto explicativo
casemates-du-bock2
Mapa dos túneis
casemates-du-bock3
Exposição inicial conta um pouco da história do lugar

Siga em frente e você chegará as casamatas propriamente ditas. São muitos corredores construídos nas pedras. O passeio não é recomendado para quem sofre de claustrofobia porque há labirintos bem apertadinhos. E algumas vezes fomos “enganados”, descendo escadas de pedra que dão em cômodos vazios, sendo necessário subir por outra escada extremamente íngrime tudo de novo…

luxemburgo16
Corredores lembram cenas de cinema
luxemburgo21
As “janelas” que proporcionam lindas vistas
casemates-du-bock12
Um verdadeiro labirinto de túneis

Nos corredores, há várias “janelas” que proporcionam lindas vistas da região de Corniche e da parte baixa da cidade de ambos os lados. Não cansávamos de olhar em uma por uma das janelinhas, tirando fotos da cidade de diferentes ângulos. Esse é o passeio mais interessante de Luxemburgo e vale a pena ser feito sem pressa, admirando a vista com tranquilidade.

casemates-du-bock8
Parte externa da fortificação – é possível ver algumas “janelas”
casemates-du-bock10
O paredão de pedra protegeu a região de ataques
casemates-du-bock6
Vista da igreja de São João, Abadia Neumünster e região de Grund, parte baixa da cidade
Vista da horta da região de Grund e ruínas da antiga fortificação
Vista da horta da região de Grund e ruínas da antiga fortificação
casemates-du-bock13
Vista do lado oposto do rio, a ponte Grand Duchess Charlotte

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Casemates du Bock

  • Endereço: 10 Montée de Clausen, Luxemburgo
  • Horários: diariamente de abril a setembro de 10h às 20h30 / outubro a março de 10h às 17h
  • Entrada: 4 euros


Leia mais sobre Luxemburgo:

Deixe seu comentário