Litoral da Califórnia: Half Moon Bay

0
Half Moon Bay. Foto: site Booking.com
Depois que saímos da maratona de eventos em Stanford, nossas férias continuaram! Começamos a descer pela costa da Califórnia. Temos que confessar que é um passeio inesquecível e que vale a pena cada milha rodada! Recomendadíssimo!
Por conta dos eventos em Stanford, tivemos que reduzir os dias de passeio e acabamos tendo que percorrer de Palo Alto a Los Angeles (aproximadamente 650 km com muitas paradas) em apenas 3 dias. Fo inevitável cortamos alguns itens do roteiro, mas mesmo assim, conseguimos aproveitar bem a viagem.
 
Para o primeiro dia estava programado percorrer cerca de 150 km entre Half Moon Bay e Carmel.
 
Desta forma, nossa viagem começou em Half Moon Bay (30 min ao norte de Palo Alto). O dia começou friozinho e muito nublado. A cidade é bem pequena (12 mil habitantes), mas com casinhas bastante charmosas.
Nosso primeiro contato com a praia naquele dia não foi nada animador: um vento cortante e muito gelado!
 
Céu nublado e vento geladíssimo!
Seguimos pela belíssima Highway 1, a estrada litorânea da Califórnia, até a próxima parada, meia hora depois, o farol Pigeon Point em Pescadero.
 
O céu começava a abrir discretamente
O farol
Imagem do farol ao fundo a partir da Highway 1
O sol começou a surgir ainda timidamente, mas já dava sinal de que um belo dia se aproximava.
Continuamos, então, até a cidade de Santa Cruz, que é um pouco maior (60 mil habitantes). Lá sim o dia estava quente e lindo. 
Aproveitamos para almoçar no local em um restaurante simples, porém com uma comida italiana bem gostosa!

Pizza da Ana
Massa do Paulo

Como a viagem ainda era longa, não conseguimos aproveitar muito a cidade. Passamos rapidamente pela avenida que fica à beira-mar e vimos pessoas caminhando, jogando vôlei de areia. Há também uma montanha russa próxima da praia.

 
Calçadão em Santa Cruz
Montanha russa no centro de Santa Cruz
Nossa viagem ainda era longa naquele dia!
Seguimos, então, para Monterey (28 mil habitantes) que é uma cidade super charmosa. A cidade teve o primeiro teatro, edifício público, biblioteca pública, escola pública, editora e jornal da Califórnia. Monterey e a sua área circundante atraíram artistas desde o final do século XIX, sendo muitos, os pintores e escritores famosos que lá viveram. Até a década de 1950, havia abundante indústria de pesca (a cidade era um importante centro de empresas de sardinha enlatada).
 
Muitos leões marinhos 
Muitos barcos no cais dos pescadores
 
Fábrica de sardinhas enlatadas
O Aquário da cidade é muito famoso, mas não tínhamos tempo hábil para visitá-lo.
Ainda em Monterey, pegamos a 17 Mile Drive, uma rua que começa em Monterey e termina na cidade de Carmel. Foi o nosso ponto alto do dia! Para acessar a estrada, é preciso entrar em um condomínio fechado (Peeble Beach). Deve-se pagar a taxa de US$ 10 para acessar o condomínio e ganhar um mapa do local. O local é cheio de casas de alto padrão e campos de golfe.
E, sim, vale muuuuuito a pena!!! Vistas maravilhosas! E olha que o tempo não estava dos melhores e já estava anoitecendo. Por sorte nossa, a Califórnia está em horário de verão (4 horas a menos que o horário de Brasília) e escurece por volta de 20h.
 
Pose do Paulo nas pedras na 17 Mile Drive
Lone Cypress – Cipreste solitário
Ao final do condomínio, já estamos em Carmel-by-the-Sea, ou simplesmente, Carmel. Uma cidadezinha pequena (4 mil habitantes) e pacata, cheia de galerias de arte. Jantamos em um restaurante gostoso da cidade, com uma lareira que ajudou a nos aquecer naquela noite fria (foi a primeira vez na viagem que usei luvas).
A cidade de Carmel ficou famosa, entre outras coisas porque o grande ator e diretor Clint Eastwood foi prefeito da cidade no final da década de 80! Além disso, ele é proprietário de um restaurante na cidade.

Paulo desenhando na mesa do restaurante. Adoramos
restaurantes que deixam giz de cera e toalha de papel
na mesa para fazermos desenhos!
E olha só o que saiu…
Em frente a uma das inúmeras galerias de arte em
Carmel após o jantar.
Dormimos em Carmel e na manhã seguinte fomos conhecer a praia. Céu azul e dia ensolarado é algo bem comum na Califórnia!
 

 

Saindo do centro da cidade, fomos até o Parque Nacional Point Lobos. Passeio imperdível! O parque é lindo! Infelizmente, não conseguimos passear por todas as suas trilhas, mas já deu para ter um gostinho da beleza impressionante do local! O vento lá também é bem gelado!

Neste local é comum encontrar baleias, mas não
vimos nenhuma por lá desta vez.
A continuação da nossa viagem pelo litoral da Califórnia fica para o próximo post! O segundo dia foi o mais intenso com muitos quilômetros viajados!

Organizando uma viagem? Comece por aqui:

RESERVA DE HOTEL

ALUGUEL DE VEÍCULO

RESERVA DE PASSEIO

PACOTE DE PASSEIOS NOS EUA

CONTRATAÇÃO DE SEGURO VIAGEM

Tem dúvidas de como funcionam nossas parcerias? Consulte todas as informações neste post  explicativo.


GOSTOU DESTE POST?

Ajude-nos a divulgá-lo, compartilhando nas redes sociais nos links abaixo:

 

Deixe seu comentário