Itália: O que fazer em Roma – Roteiro de 4 dias

0

Roma é uma das cidade mais incríveis do mundo e merece que você aproveite bem sua estadia, conhecendo os principais locais históricos romanos. Neste post, você vai encontrar um roteiro de 4 dias na cidade (com mapa!).

A CIDADE DE ROMA

Roma é uma cidade que dispensa apresentações, estando presente na maioria dos roteiros de brasileiros que vão pela primeira para a Europa. Segundo uma lenda, Roma teria sido fundada no ano de 753 a.C. pelos gêmeos Rômulo e Remo, que foram colocados ainda bebês dentro de um cesto e jogados no Rio Tibre. O cesto acabou parando aos pés dos Montes Palatino e Capitolino, onde os irmãos foram encontrados por uma loba que os amamentou. A história de Roma, que se estende por mais de 2,5 mil anos, deixou incontestáveis legados na cultura, ciência e arte. O local é considerado um dos mais antigos habitados pela humanidade e um dos lugares de nascimento da civilização ocidental. Roma já foi chamada de “A Cidade Eterna” e “Capital do Mundo” por poetas.

Rômulo e Remo sendo amamentados pela loba

Após a queda do Império Romano do Ocidente, que marcou o início da Idade Média, Roma caiu lentamente sob o controle político do Papado, que se instalou na cidade desde o século I d.C. até 1870. A Cidade-Estado do Vaticano que, desde 1929, com o Tratado de Latrão, se tornou independente do Reino da Itália, ocupa 0.44 kmdo antigo território de Roma. Atualmente, a capital da Itália tem quase 3 milhões de habitantes e é a quarta maior, em população, da União Europeia.

Vista incrível da Praça de São Pedro

O QUE FAZER EM ROMA

Para ajudar você a se localizar na cidade, colocamos todas as atrações citadas neste post no mapa interativo abaixo. Elas estão separadas por cores, indicando as atrações que deverão ser vistas no mesmo dia. Nossa sugestão é a seguinte:

  • DIA 1: Roma Antiga (azul)
  • DIA 2: Centro de Roma (laranja)
  • DIA 3: Cidade do Vaticano (em roxo)
  • DIA 4: Villa Borghese (em verde)

Você pode organizar a ordem dos dias da maneira que preferir. Colocamos também no mapa as principais estações de metrô para facilitar a sua circulação pela cidade, ficando mais fácil saber qual é a estação mais próxima de determinada atração. Em seguida, vamos dar detalhes sobre cada atração sugerida.

DIA 1

1. COLISEU

Localizado no coração da área arqueológica de Roma, o Anfiteatro Flaviano, mais conhecido por Coliseu, foi construído entre os anos de 72 a 80 d.C. e é uma estrutura imponente, símbolo do Império Romano e cartão postal de Roma. Com 48 metros de altura, ele foi construído para abrigar 50 mil pessoas (chegou a quase 90 mil posteriormente) para espetáculos variados, inclusive de gladiadores, e foi usado por aproximadamente 400 anos. Mesmo em ruínas, ainda é um passeio encantador e indispensável.

  • Endereço: Piazza del Colosseo, 1, 00184 Roma, Itália
  • Horários: diariamente (última entrada: 1 hora antes do fechamento)
    • do último domingo de outubro até 15 de fevereiro: de 8h30 às 16h30
    • de 16 de fevereiro até 15 de março: de 8h30 às 17h
    • de 16 de março ao último domingo de março: de 8h30 às 17h30
    • do último domingo de março até 31 de agosto: de 8h30 às 19h15
    • setembro: de 8h30 às 19h
    • de 1 de outubro até último domingo de outubro: de 8h30 às 18h30
    • fechado: 1º de janeiro / 1º de maio / 25 de dezembro
  • Entrada: ingresso inclui a visita ao Coliseu + Fórum Romano + Palatino – 12 euros /  online: 12 euros + 2 euros de taxa
Em frente ao Coliseu, em Roma
Em frente ao Coliseu a partir do Foro Romano
Área interna do Coliseu

2. ARCO DE CONSTANTINO

Ao lado do Coliseu está localizado o Arco de Constantino, inaugurado em 315 d.C. em homenagem à vitória do imperador romano Constantino I na Batalha da Ponte Mílvio, três anos antes. O arco tem 21 m de altura, 25,9 m de largura e 7,4 m de profundidade. Ele é formado por três arcos, sendo o central de 11,5 m de altura e 6,5 m de largura e os arcos laterais de 7,4 m por 3,4 m cada. Ele possui painéis esculpidos em mármore com diversas esculturas, com o objetivo de mostrar o louvor do imperador, tanto na batalha como em seus deveres civis. Uma curiosidade é que o arco serviu como a linha de chegada para a prova da maratona dos Jogos Olímpicos de Verão de 1960.

Arco de Constantino visto do Coliseu

3. FÓRUM ROMANO & PALATINO

Local magnífico que fica ao lado do Coliseu. Para quem gosta de história, vale a pena ler um pouco mais sobre o local antes de visitá-lo para poder aproveitar bem o passeio. As ruínas são incríveis e é possível imaginar como era a cidade de Roma no passado. O Fórum Romano é onde as eleições romanas aconteciam e onde os membros do senado se reuniam. Os arcos são as estruturas mais bem preservadas e fascinam os visitantes. O Palatino é o monte onde, segundo a tradição, Rômulo fundou Roma em 753 a.C.. A posição elevada e a proximidade com o Rio Tibre fez do Palatino, durante a era republicana, tornar-se um bairro residencial da aristocracia romana.

  • Endereço: Via della Salara Vecchia, 5/6, Roma, Itália
  • Horários: diariamente (última entrada: 1 hora antes do fechamento)
    • do último domingo de outubro até 15 de fevereiro: de 8h30 às 16h30
    • de 16 de fevereiro até 15 de março: de 8h30 às 17h
    • de 16 de março ao último domingo de março: de 8h30 às 17h30
    • do último domingo de março até 31 de agosto: de 8h30 às 19h15
    • setembro: de 8h30 às 19h
    • de 1 de outubro até último domingo de outubro: de 8h30 às 18h30
    • fechado: 1º de janeiro / 1º de maio / 25 de dezembro
  • Entrada: ingresso inclui a visita ao Coliseu + Fórum Romano + Palatino – 12 euros /  online: 12 euros + 2 euros de taxa
Ruínas incríveis em Roma
Ruínas incríveis no Foro Romano

4. IL BURACO DELLA SERRATURA (O BURACO DA FECHADURA)

Parece estranho, mas os turistas se enfileiram para ver um buraquinho da fechadura de uma porta na Piazza dei Cavalieri di Malta, devido a sua vista privilegiada de Roma, já que é possível ver o imenso domo do Vaticano circundado por jardins.

  • Endereço: Piazza dei Cavalieri di Malta, 3, 00153 Roma, Itália

5. IGREJA SANTA MARIA IN COSMEDIN

A igreja foi construída no século VIII sob um antigo templo. Por causa de sua beleza, a igreja recebeu o título de “cosmedin”, palavra derivada do grego que significa “ornado”. É nesta igreja que fica a famosa “La Bocca della Verità” (“Boca da Verdade”), uma antiga escultura em mármore, que mede 1,75 m x 1,75 m x 19 cm, que representa a máscara de um Tritão com a boca aberta. Segundo uma lenda medieval, a escultura morde os dedos da mão dos mentirosos.

  • Endereço: Piazza della Bocca della Verità, 18, 00186 Roma, Itália
  • Horários: de novembro a março de 9h30 às 17h / de abril a outubro de 9h30 às 18h
  • Entrada: gratuita
A “Boca da Verdade”

DIA 2

6. BASÍLICA DE SANTA MARIA MAGGIORE

A Basílica de Santa Maria Maior, na tradução para o português, foi a primeira igreja do Ocidente dedicada ao culto de Maria, sendo construída a partir do século V. Há muitos itens feitos de mosaico em sua decoração, sendo que representam algumas das mais antigas representações da Virgem Maria na Antiguidade Tardia cristã. O seu teto é belíssimo, todo ornamentado com detalhes em ouro. A torre da basílica possui 75 metros de altura. Sob o altar-mor, encontra-se a Cripta da Natividade ou Cripta de Belém, com um relicário de cristal desenhado por Giuseppe Valadier, que dizem conter a madeira do Santuário Sagrado do nascimento de Jesus Cristo.

  • Endereço: Piazza di S. Maria Maggiore, 42, 00100 Roma, Itália
  • Horários: diariamente de 7h às 18h45
  • Entrada: gratuita
A belíssima Santa Maria Maggiore

7. PIAZZA VENEZIA & MONUMENTO A VITTORIO EMMANUELE II

É em frente à Piazza Venezia que fica localizado o imponente Monumento a Vittorio Emmanuele II, também conhecido como Altare della Patria. Este monumento é uma homenagem a  Vítor Emanuel II, primeiro rei da Itália unificada durante os anos de 1849 e 1861 e considerado o pai da pátria italiana. O monumento foi inaugurado em 1911 e completado em 1935 e é todo feito de mármore branco com majestosa escadaria, colunas, fontes, elementos decorativos e uma enorme estátua equestre de Vítor Emanuel ao centro. Em 2007, um elevador panorâmico foi instalado, permitindo aos visitantes ir ao teto do monumento para ter uma vista incrível de Roma.

  • Endereço: Piazza Venezia, 00186 Roma, Itália
  • Horários: diariamente de 9h30 às 19h30 (última entrada às 18h45)
  • Entrada: 7 euros
O grandioso Monumento a Vittorio Emmanuele II
O grandioso Monumento a Vittorio Emmanuele II

8. PIAZZA DEL CAMPIDOGLIO & MUSEUS CAPITOLINOS

Na Piazza del Campidoglio ficam os Museus Capitolinos, que nada mais são do que vários palácios romanos próximos que abrigam belas coleções de arte. A praça foi  redesenhada por Michelangelo em 1536, e reconstruída ao longo de 400 anos. Os edifícios principais que compõem os Museus Capitólios são:

  1. Palazzo Senatorio: O edifício foi construído entre os séculos XII e XII. Após 1144, passou a ser ocupado como sede da Comuna de Roma e de seus mais altos magistrados, os senadores. Abriga muitas relíquias que foram descobertas durante escavações.
  2. Palazzo dei Conservatori: A construção do palácio data do século XIV. Dentre os principais destaques estão:
    • Pátio interno, com os restos de uma estátua de Constantino, em mármore; as Escadarias, com painéis em alto-relevo representando Marco Aurélio, e painéis de mármore colorido;
    • As Salas dos Hortos Romanos, com um acervo grande de peças achadas nos Hortos (residências de aristocratas romanos com belos jardins decorados por estátuas e fontes);
    • Os Apartamentos dos Conservadores, compostos de várias salas e salões onde os magistrados exerciam suas funções (aqui também está localizada a Sala da Loba (Sala della Lupa), com a famosa estátua da Loba Capitolina);
    • Pinacoteca, com numerosa coleção de pinturas;
    • A Sala das Tapeçarias  com tapeçarias belíssimas e mais de 400 peças de porcelana;
    • Área do Templo de Júpiter Capitolino, com objetos resgatados nas escavações do Jardim Romano;
    • As Salas Castellani, organizadas para exposição da grande coleção com cerca de 700 objetos de cerâmica e bronze encontrados nos sítios arqueológicos da Etrúria, do Lácio e da Magna Grécia entre os séculos VIII a.C. e IV a.C..
  3. Palazzo Nuovo: Como bem diz o nome, este palácio é mais novo e teve sua construção iniciada a partir de 1603, como parte do plano original de Michelangelo, como uma cópia simétrica do Palazzo dei Conservatori, no lado oposto da praça. Foi o primeiro edifício romano a ser construído especificamente para ser um museu público, que conta com uma belíssima galeria de obras de arte, uma coleção egípcia, e lindíssimas salas ricamente decoradas.
  4. Palazzo Clementino-Caffarelli: A construção do palácio teve início em 1538 e foi concluída somente em 1680, foi incorporado aos Museus Capitólios em 2000 com belíssimas estátuas, objetos decorativos, altares e outros objetos da Antiguidade.
  • Endereços:  Piazza del Campidoglio, 1, 00186 Roma, Itália
  • Horários: diariamente de 9h30 às 19h30 (última entrada: 1 hora antes)
  • Entrada: 14 euros
Piazza del Campidoglio rodeada pelos Museus Capitolinos
Piazza del Campidoglio rodeada pelos Museus Capitolinos

9. PIAZZA CAMPO DE ‘FIORI

A Piazza Campo de’Fiori é uma praça retangular ao sul da Piazza Navona que significa “campo de flores”, uma vez que na Idade Média a área era um prado. No centro da praça fica a estátua de Giordano Bruno, filósofo que foi condenado por heresia e queimado pela Igreja Católica exatamente neste local. Diariamente pelo período da manhã até 13h acontece uma feira na praça que vende alimentos, flores e comidinhas. Ao redor da praça ficam diversos restaurantes deliciosos.

10. PIAZZA NAVONA

Uma das mais famosas praças de Roma, é na Piazza Navona que fica localizada a Embaixada Brasileira em Roma. Ela passou de fato a caracterizar-se como praça nos últimos anos do século XV, quando o mercado da cidade foi transferido para o local. Entre os destaques da praça estão duas belas fontes esculpidas por Giacomo della Porta: a Fontana di Nettuno (1574), na área norte da praça, e a Fontana del Moro (1576), na área sul.

A bela Fontana del Nettuno na Piazza Navona
A bela Fontana del Nettuno na Piazza Navona

11. PANTEÃO

O Panteão (Pantheon) é um edifício belíssimo que foi encomendado no reinado do imperador Augusto e reconstruído por Adriano por volta de 126 d.C.. É um dos mais bem preservados edifícios da Roma Antiga, em grande parte porque tem sido em uso contínuo ao longo de sua história. Ele tem um formato circular com colunas coríntias. A incrível cúpula do Panteão é a maior cúpula de concreto não reforçado do mundo. Estima-se que a rotunda pesa cerca de 5 toneladas. A cúpula fica a mais de 43 metros do chão e foi desenhada para simbolizar a abóbada celeste.

  • Endereço: Piazza della Rotonda, 00186 Roma, Itália
  • Horários: de segunda a sábado de 8h30 às 21h30 (última entrada às 19h15) / domingo de 9h às 18h (última entrada 17h45) / feriados de 9h às 13h
  • Entrada: gratuita
O belo e histórico Pantheon
O belo e histórico Pantheon

12. TEMPLO DE ADRIANO

Trata-se de um templo construído em 145 d.C. que foi dedicado ao imperador Adriano. A fachada imponente impressiona por possuir 11 colunas coríntias de mármore com 15 metros de altura. Infelizmente, são apenas essas ruínas que sobraram do templo e o local não pode ser visitado. Ele fica localizado em uma praça com livre circulação para pedestres e, logo atrás do templo é, atualmente, a Bolsa de Valores de Roma.

  • Endereço: Piazza di Pietra, 00186 Roma, Itália

13. FONTANA DI TREVI

A Fontana di Trevi é um daqueles lugares que você olha e fala “UAU”! Construída entre 1732 e 1762 em estilo barroco e com 26 metros de altura e 20 metros de largura ela impressiona bela beleza e riqueza de detalhes em estilo rococó. A fonte, em forma de um arco triunfal, com um nicho profundo, desce para a ampla bacia com um grande penhasco, animada pela representação escultórica de muitas plantas e uma lâmina de água espetacular. É uma tradição jogar uma moeda na fonte e fazer um pedido. Uma curiosidade é que a Fontana di Trevi foi o maravilhoso cenário de uma cena do famoso filme de Fellini “La Dolce Vita” (1960). Ela assou por uma restauração, iniciada em julho de 2014 e foi reaberta, depois de 17 meses de trabalho, em novembro de 2015.

  • Endereço: Piazza di Trevi, 00187 Roma, Itália
A obra de arte em forma de fonte mais fantástica de Roma
A obra de arte em forma de fonte mais fantástica de Roma

DIA 3

14. BASÍLICA DE SÃO PEDRO

Basílica de São Pedro é a mais famosa obra de arquitetura renascentista e uma das maiores igrejas do mundo. Os católicos afirmam que a Basílica é o local em que foi enterrado São Pedro, um dos apóstolos de Cristo e também o primeiro Papa. A riqueza da decoração e adornos da Basílica é impressionante. A parte interna é toda revista em mármore e abriga diversas obras de arte belíssimas.

  • Endereço: Piazza San Pietro, 00120 Cidade do Vaticano
  • Horários: diariamente de abril a setembro: de 7h às 19h / de outubro a março: de 7h às 18h
  • Entrada: gratuita

Leia mais: Vaticano: A incrível Basílica de São Pedro

A bela Basílica vista da Praça de São Pedro
Cúpula da Basílica de São Pedro

15. MUSEUS DO VATICANO

Os Museus do Vaticano são os museus que exibem obras da imensa coleção construída pelos papas ao longo dos séculos, incluindo algumas das esculturas clássicas mais famosas e mais importantes obras de arte do Renascimento no mundo. Lá ficam a famosa Capela Sistina,  inspirada no Templo de Salomão do Antigo Testamento, com afrescos pintados com uma riqueza de detalhes impressionantes por Michelângelo e outros grandes artistas entre os anos de 1473 e 1481. Dica: Compre os ingressos antecipadamente no site oficial para evitar longas horas de fila, principalmente, na alta temporada (verão europeu).

  • Endereço: Viale Vaticano, 00165 Roma, Itália
  • Horários: de segunda a sábado de 9h às 18h (bilheteria fecha às 16h)
  • Entrada: 16 euros (compre ingressos online neste link)
Decoração incrível do teto dos Museus do Vaticano
Famosa rampa em espiral na saída dos Museus do Vaticano

16. CASTELO SANT’ANGELO

Construído entre 123 a 139 d.C., o Castelo Sant’Angelo foi encomendado pelo Imperador Adriano para seu um mausoléu para ele e sua família. Os papas começaram a converter a estrutura do mausoléu em castelo no século XIV, construindo capelas e quartos. O Castelo é, atualmente, um museu cujo nome oficial é Museo Nazionale di Castel Sant’Angelo (Museu Nacional do Castelo Sant’Angelo).

  • Endereço: Lungotevere Castello, 50, 00193 Roma, Itália
  • Horários: de terça a domingo de 9h às 19h30 (bilheteria fecha às 18h30)
  • Entrada: 10 euros

Leia mais: Itália: Castelo Sant’Angelo em Roma

Atravessando a Ponte Sant'Angelo para chegar ao Castelo
Atravessando a Ponte Sant’Angelo para chegar ao Castelo

DIA 4

17. PIAZZA DI SPAGNA

Uma das mais famosas praças de Roma, a Piazza di Spagna possui uma famosa escadaria de 135 degraus que leva até a igreja Trinità dei Monti que foi inaugurada pelo papa Bento XIII em 1725. Do lado direito da escadaria está a antiga casa do poeta inglês John Keats, que morreu no local em 1821. Atualmente, há um museu dedicado à sua memória. No centro da praça está a famosa Fontana della Barcaccia, esculpida por Pedro Bernini e seu filho, o famoso Gian Lorenzo Bernini. O nome da praça se deve à presença do Palazzo di Spagna, edifício da sede da Embaixada da Espanha.

A famosa escadaria da Piazza di Spagna
A famosa escadaria da Piazza di Spagna

18. VILLA MEDICI

Villa Medici é um palácio de 1544, construído por Ferdinando I de Medici, Grão Duque da Toscana. Desde 1803, funciona no edifício a Academia Francesa de Roma. O local abriga diversos eventos culturais como exposições e concertos (confira a lista completa de eventos neste link). Além dos eventos, é possível também fazer tours guiados de 1 hora e meia (disponíveis em francês, inglês e italiano) pelas salas históricas e belíssimos jardins do palácio.

  • Endereço: Viale della Trinità dei Monti, 1, 00187 Roma, Itália
  • Horários: de terça a domingo de 9h30 às 17h30 (18h30 se houver uma exposição) – veja mais informações neste link
  • Entrada: 12 euros
Villa Medici. Foto: divulgação

19. PIAZZA DEL POPOLO

Aproveite a ida para este lado da cidade para passear pela Piazza del Popolo, uma linda praça aberta à circulação de pedestres. Ao centro, um obelisco egípcio de Ramsés II de 36 metros de altura. Durante séculos, a “Praça do Povo” foi um local utilizado para execuções públicas. A praça também conta com a presença de Netuno, segurando um tridente, acima de uma fonte. Outra estátua importante da Piazza del Popolo está em uma fonte, representando a deusa de Roma. Aos seus pés, a loba capitolina alimentando Rômulo e Remo.

Piazza del Popolo

20. JARDINS E GALLERIA BORGHESE

A Villa Borghese é o segundo maior parque de Roma, com 80 hectares de jardins incríveis. Dentro dos jardins estão muitos edifícios, museus e atrações interessantes. Visite a Galleria Borghese, um belo palácio construído entre 1613 e 1616, que foi convertido em museu e, atualmente, abriga belíssimas coleções de obras de arte.

  • Endereço: Piazzale del Museo Borghese, 5, 00197 Roma, Itália
  • Horários: de terça a domingo de 9h às 19h
  • Entrada: 11 euros (online: compre ingressos neste link)
Fachada da excelente Galleria Borghese
Fachada da excelente Galleria Borghese

Veja mais dicas de destinos na Itália:

Deixe seu comentário