Itália: Basílica e Piazza de São Marcos em Veneza

0

A Basílica e Piazza de São Marcos em Veneza são o coração da cidade dos canais. Mesmo quem só dá uma passadinha rápida por lá, tem como destino exatamente este local. A Basílica é a principal igreja de Veneza e guarda preciosidades históricas. Saiba como aproveitar melhor a sua visita a este local belíssimo.

ITÁLIA: BASÍLICA E PIAZZA DE SÃO MARCOS EM VENEZA

A Basílica de São Marcos foi construída no mesmo local que uma outra igreja havia sido fundada em 828, como uma extensão do Palazzo Ducale (Palácio dos Doges de Veneza). O objetivo da construção da igreja era guardar as supostas relíquias de São Marcos Evangelista, que mercadores venezianos adquiriram durante viagens a Alexandria, no Egito. O edifício atual foi construído entre os anos de 1084 e 1817.

A belíssima Basilica di San Marco
A belíssima Basilica di San Marco

A Basilica di San Marco é um dos exemplos mais impressionantes da arquitetura bizantina. Isso é bem fácil de perceber mesmo pelas pessoas que não conhecem profundamente sobre arte, já que o tom dourado atrás das imagens santas se destacam em toda a parte interna da igreja. Além disso, as paredes são cobertas por mosaicos belíssimos, formando incríveis imagens. O piso é muito bonito, formando um mosaico de mármore colorido. Muito da decoração original é preservada até hoje. Como a igreja é bastante antiga, sempre estão sendo feitos trabalhos para restaurá-la e preservá-la.

Chão todo feito de mosaicos
Chão todo feito de mosaicos

Na parte inferior da fachada estão cinco portais arredondados, envolvidos por colunas de mármore. O nível superior formado por mosaicos nas lunetas dos arcos ogivais laterais tem cenas da vida de Cristo. Mosaicos com cenas que mostram a história das relíquias de São Marcos da direita para esquerda preenchem as lunetas dos portais laterais. Na fachada também chamam atenção figuras de cavalos. Os Cavalos de São Marcos foram instalados na varanda acima do portal da basílica, aproximadamente, em 1254. Eles datam da Antiguidade Clássica. Eles foram levados para Paris por Napoleão em 1797, mas retornaram a Veneza em 1815, após a derrota do imperador francês na batalha de Waterloo. Depois de uma longa recuperação, desde 1970 os cavalos originais são mantidos no Museu de São Marcos no interior da basílica e os cavalos agora na fachada da catedral são réplicas de bronze. Além da Basílica propriamente dita, a igreja ainda abriga internamente um Museu e uma Câmara do Tesouro que abrigam relicários e peças sagradas belíssimas.

Altar da Basilica di San Marco
Altar da Basilica di San Marco

Ao lado da Basílica fica o Campanário, uma torre de quase 99 metros de altura feita de tijolos vermelhos. No topo da Torre há uma agulha piramidal, em que encontra um cata-vento dourado com a figura do Arcanjo Gabriel. O campanário é aberto ao público que pode acessá-lo até o topo, no entanto, diferente da Basílica cuja entrada é gratuita, é preciso pagar para subir no Campanário (veja informações sobre preços no final do post).

san-marco-veneza
Campanário ao lado da Basílica de São Marco

A história toda não fica completa se não mencionarmos a famosa Piazza di San Marco (Praça de São Marcos), conhecida por ser um reduto de pombos em frente a Basílica e um dos cartões postais da cidade. A piazza é a praça pública principal de Veneza cuja construção foi iniciada no século IX. Diferentemente do que conhecemos hoje, a área da piazza em frente à Basílica de São Marcos era muito menor. A praça foi expandida para a sua forma e tamanho atuais no ano de 1177.

A grandeza da Piazza
A grandeza da Piazza

Ela é considerada o centro de Veneza e onde são realizados os principais eventos da cidade nos últimos séculos. Na praça ficam localizados vários restaurantes, cafés e lojas, a Basílica de São Marcos e o Campanário, além do belíssimo Palácio Ducale a bem decorada torre do Relógio, completada em 1499, que marca inclusive os signos do zodíaco. Vire e mexe acaba saindo nos noticiários que a  Praça de São Marcos ficou debaixo d’água. Esse fenômeno, conhecido como “Acqua Alta” acontece na região porque a piazza fica no lugar mais baixo de Veneza e sempre que o nível do Mar Adriático sobe, a praça acaba sendo inundada. Nem mesmo isso é motivo para os turistas abandonaram o local, pois sempre encontram formas alternativas de se divertir.

relogio-veneza
Torre do Relógio

DICA IMPORTANTE: RESERVE SEU TICKET

Embora a entrada na Basílica seja gratuita, as filas para acessá-la podem ser bem grandes, principalmente em alta temporada. Segundo o próprio site oficial, o tempo médio de espera para entrar na igreja é de 45 minutos! Por isso, vale super a pena não desperdiçar o seu tempo de viagem aguardando para entrar. Para isso, basta fazer uma reserva de dia e horário (selecione um intervalo de 10 minutos) que você pretende visitar a Basílica para poder entrar por um acesso preferencial. No entanto, para usar esse recurso é preciso pagar uma taxa de 2 euros por pessoa. Nós fizemos isso e achamos que valeu cada centavo porque o dia estava muito abafado para ficar esperando do lado de fora e nós acabamos acessando a igreja rapidamente. Para reservar o seu ticket, acesse este link.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Basilica di San Marco & Campanário

  • Endereço: San Marco, 328, 30124 Venezia, Itália
  • Horários: 
    • Basílica:
      • de novembro até a Páscoa: de segunda a sábado de 9h45 às 17h / domingos e feriados de 14h às 16h
      • da Páscoa até novembro: de segunda a sábado de 9h45 às 17h / domingos e feriados de 14h às 17h
    • Museo di San Marco: diariamente de 9h45 às 16h45
    • Pala d’oro / Tesouro: 
      • de novembro até a Páscoa: de segunda a sábado de 9h45 às 16h / domingos e feriados de 14h às 16h
      • da Páscoa até novembro: de segunda a sábado de 9h45 às 17h / domingos e feriados de 14h às 17h
    • Campanário:
      • outubro: diariamente de 9h às 19h
      • de novembro até a Páscoa: diariamente de 9h30 às 15h45
      • da Páscoa até junho: de 9h às 19h
      • de julho a setembro: de 9h às 21h
  • Entrada:
    • Basílica: gratuita
    • Museo di San Marco: 5 euros
    • Pala d’oro: 2 euros
    • Tesouro: 3 euros
    • Campanário: 8 euros
  • Tours guiados: de segunda a sábado durante os meses de abril a outubro às 11h
  • Recomendações: a entrada pode ser barrada se o vestuário não for considerado adequado, por isso, use roupas discretas
  • Fotografia: fotografias e filmagem dentro da igreja estão proibidas


Leia mais sobre Veneza:

Deixe seu comentário