Itália: 10 atrações imperdíveis em Roma

Itália: 10 atrações imperdíveis em Roma

Um dos grandes sonhos que a Ana tinha é que a primeira vez que pisasse na Europa, seria em Roma. E não foi diferente. Embarcamos em setembro de 2011 para, finalmente, conhecer a cidade de Roma! Era a segunda visita do Paulo que já tinha estado na cidade em julho de 2006.  Aquela sensação de estar pisando em história é permanente. Tudo parece tão perfeito, tão fascinante! É muito fácil passar dias e mais dias curtindo as atrações incríveis da cidade. Neste post separamos 10 atrações imperdíveis em Roma! Temos que confessar que não foi fácil listar apenas 10 porque Roma tem tanta coisa bacana para conhecer e é impossível não cometer injustiças, não é mesmo? Mas vamos à nossa listinha imperdível!

ITÁLIA: 10 ATRAÇÕES IMPERDÍVEIS EM ROMA

Para ajudar nesta agradável tarefa de selecionar as 10 atrações imperdíveis em Roma que separamos para este post, colocamos todas elas em um mapinha interativo. Além das 10 atrações, tivemos que acrescentar um bônus importantíssimo!

1. Coliseu

Localizado no coração da área arqueológica de Roma, o Anfiteatro Flaviano, mais conhecido por Coliseu, foi construído entre os anos de 72 a 80 d.C. e é uma estrutura imponente, símbolo do Império Romano e cartão postal de Roma. Com 48 metros de altura, ele foi construído para abrigar 50 mil pessoas (chegou a quase 90 mil posteriormente) para espetáculos variados, inclusive de gladiadores, e foi usado por aproximadamente 400 anos. Mesmo em ruínas, ainda é um passeio encantador e indispensável.

  • Endereço: Piazza del Colosseo, 1, 00184 Roma, Itália
  • Horários: diariamente (última entrada: 1 hora antes do fechamento)
    • do último domingo de outubro até 15 de fevereiro: de 8h30 às 16h30
    • de 16 de fevereiro até 15 de março: de 8h30 às 17h
    • de 16 de março ao último domingo de março: de 8h30 às 17h30
    • do último domingo de março até 31 de agosto: de 8h30 às 19h15
    • setembro: de 8h30 às 19h
    • de 1 de outubro até último domingo de outubro: de 8h30 às 18h30
    • fechado: 1º de janeiro / 1º de maio / 25 de dezembro
  • Entrada: ingresso inclui a visita ao Coliseu + Fórum Romano + Palatino – 12 euros /  online: 12 euros + 2 euros de taxa
Em frente ao Coliseu, em Roma
Em frente ao Coliseu, em Roma

2. Fórum Romano & Palatino

Local magnífico que fica ao lado do Coliseu. Para quem gosta de história, vale a pena ler um pouco mais sobre o local antes de visitá-lo para poder aproveitar bem o passeio. As ruínas são incríveis e é possível imaginar como era a cidade de Roma no passado. O Fórum Romano é onde as eleições romanas aconteciam e onde os membros do senado se reuniam. Os arcos são as estruturas mais bem preservadas e fascinam os visitantes. O Palatino é o monte onde, segundo a tradição, Rômulo fundou Roma em 753 a.C.. A posição elevada e a proximidade com o Rio Tibre fez do Palatino, durante a era republicana, tornar-se um bairro residencial da aristocracia romana.

  • Endereço: Via della Salara Vecchia, 5/6, Roma, Itália
  • Horários: diariamente (última entrada: 1 hora antes do fechamento)
    • do último domingo de outubro até 15 de fevereiro: de 8h30 às 16h30
    • de 16 de fevereiro até 15 de março: de 8h30 às 17h
    • de 16 de março ao último domingo de março: de 8h30 às 17h30
    • do último domingo de março até 31 de agosto: de 8h30 às 19h15
    • setembro: de 8h30 às 19h
    • de 1 de outubro até último domingo de outubro: de 8h30 às 18h30
    • fechado: 1º de janeiro / 1º de maio / 25 de dezembro
  • Entrada: ingresso inclui a visita ao Coliseu + Fórum Romano + Palatino – 12 euros /  online: 12 euros + 2 euros de taxa
Ruínas incríveis em Roma
Ruínas incríveis em Roma

3. Piazza del Campidoglio & Museus Capitolinos

Na Piazza del Campidoglio ficam os Museus Capitolinos, que nada mais são do que vários palácios romanos próximos que abrigam belas coleções de arte. A praça foi  redesenhada por Michelangelo em 1536, e reconstruída ao longo de 400 anos. Os edifícios principais que compõem os Museus Capitólios são:

  1. Palazzo Senatorio: O edifício foi construído entre os séculos XII e XII. Após 1144, passou a ser ocupado como sede da Comuna de Roma e de seus mais altos magistrados, os senadores. Abriga muitas relíquias que foram descobertas durante escavações.
  2. Palazzo dei Conservatori: A construção do palácio data do século XIV. Dentre os principais destaques estão:
    • Pátio interno, com os restos de uma estátua de Constantino, em mármore; as Escadarias, com painéis em alto-relevo representando Marco Aurélio, e painéis de mármore colorido;
    • As Salas dos Hortos Romanos, com um acervo grande de peças achadas nos Hortos (residências de aristocratas romanos com belos jardins decorados por estátuas e fontes);
    • Os Apartamentos dos Conservadores, compostos de várias salas e salões onde os magistrados exerciam suas funções (aqui também está localizada a Sala da Loba (Sala della Lupa), com a famosa estátua da Loba Capitolina);
    • Pinacoteca, com numerosa coleção de pinturas;
    • A Sala das Tapeçarias  com tapeçarias belíssimas e mais de 400 peças de porcelana;
    • Área do Templo de Júpiter Capitolino, com objetos resgatados nas escavações do Jardim Romano;
    • As Salas Castellani, organizadas para exposição da grande coleção com cerca de 700 objetos de cerâmica e bronze encontrados nos sítios arqueológicos da Etrúria, do Lácio e da Magna Grécia entre os séculos VIII a.C. e IV a.C..
  3. Palazzo Nuovo: Como bem diz o nome, este palácio é mais novo e teve sua construção iniciada a partir de 1603, como parte do plano original de Michelangelo, como uma cópia simétrica do Palazzo dei Conservatori, no lado oposto da praça. Foi o primeiro edifício romano a ser construído especificamente para ser um museu público, que conta com uma belíssima galeria de obras de arte, uma coleção egípcia, e lindíssimas salas ricamente decoradas.
  4. Palazzo Clementino-Caffarelli: A construção do palácio teve início em 1538 e foi concluída somente em 1680, foi incorporado aos Museus Capitólios em 2000 com belíssimas estátuas, objetos decorativos, altares e outros objetos da Antiguidade.
  • Endereços:  Piazza del Campidoglio, 1, 00186 Roma, Itália
  • Horários: diariamente de 9h30 às 19h30 (última entrada: 1 hora antes)
  • Entrada: 14 euros
Piazza del Campidoglio rodeada pelos Museus Capitolinos
Piazza del Campidoglio rodeada pelos Museus Capitolinos

4. Piazza Venezia & Monumento a Vittorio Emmanuele II

É em frente à Piazza Venezia que fica localizado o imponente Monumento a Vittorio Emmanuele II, também conhecido como Altare della Patria. Este monumento é uma homenagem a  Vítor Emanuel II, primeiro rei da Itália unificada durante os anos de 1849 e 1861 e considerado o pai da pátria italiana. O monumento foi inaugurado em 1911 e completado em 1935 e é todo feito de mármore branco com majestosa escadaria, colunas, fontes, elementos decorativos e uma enorme estátua equestre de Vítor Emanuel ao centro. Em 2007, um elevador panorâmico foi instalado, permitindo aos visitantes ir ao teto do monumento para ter uma vista incrível de Roma.

  • Endereço: Piazza Venezia, 00186 Roma, Itália
  • Horários: diariamente de 9h30 às 19h30 (última entrada às 18h45)
  • Entrada: 7 euros
O grandioso Monumento a Vittorio Emmanuele II
O grandioso Monumento a Vittorio Emmanuele II

5. Panteão

O Panteão (Pantheon) é um edifício belíssimo que foi encomendado no reinado do imperador Augusto e reconstruído por Adriano por volta de 126 d.C.. É um dos mais bem preservados edifícios da Roma Antiga, em grande parte porque tem sido em uso contínuo ao longo de sua história. Ele tem um formato circular com colunas coríntias. A incrível cúpula do Panteão é a maior cúpula de concreto não reforçado do mundo. Estima-se que a rotunda pesa cerca de 5 toneladas. A cúpula fica a mais de 43 metros do chão e foi desenhada para simbolizar a abóbada celeste.

  • Endereço: Piazza della Rotonda, 00186 Roma, Itália
  • Horários: de segunda a sábado de 8h30 às 21h30 (última entrada às 19h15) / domingo de 9h às 18h (última entrada 17h45) / feriados de 9h às 13h
  • Entrada: gratuita
O belo e histórico Pantheon
O belo e histórico Pantheon

6. Piazza Navona

Uma das mais famosas praças de Roma, é na Piazza Navona que fica localizada a Embaixada Brasileira em Roma. Ela passou de fato a caracterizar-se como praça nos últimos anos do século XV, quando o mercado da cidade foi transferido para o local. Entre os destaques da praça estão duas belas fontes esculpidas por Giacomo della Porta: a Fontana di Nettuno (1574), na área norte da praça, e a Fontana del Moro (1576), na área sul.

A bela Fontana del Nettuno na Piazza Navona
A bela Fontana del Nettuno na Piazza Navona

7. Fontana di Trevi

A Fontana di Trevi é um daqueles lugares que você olha e fala “UAU”! Construída entre 1732 e 1762 em estilo barroco e com 26 metros de altura e 20 metros de largura ela impressiona bela beleza e riqueza de detalhes em estilo rococó. A fonte, em forma de um arco triunfal, com um nicho profundo, desce para a ampla bacia com um grande penhasco, animada pela representação escultórica de muitas plantas e uma lâmina de água espetacular. É uma tradição jogar uma moeda na fonte e fazer um pedido. Uma curiosidade é que a Fontana di Trevi foi o maravilhoso cenário de uma cena do famoso filme de Fellini “La Dolce Vita” (1960). Ela assou por uma restauração, iniciada em julho de 2014 e foi reaberta, depois de 17 meses de trabalho, em novembro de 2015.

  • Endereço: Piazza di Trevi, 00187 Roma, Itália
A obra de arte em forma de fonte mais fantástica de Roma
A obra de arte em forma de fonte mais fantástica de Roma

8. Piazza di Spagna

Uma das mais famosas praças de Roma, a Piazza di Spagna possui uma famosa escadaria de 135 degraus que leva até a igreja Trinità dei Monti que foi inaugurada pelo papa Bento XIII em 1725. Do lado direito da escadaria está a antiga casa do poeta inglês John Keats, que morreu no local em 1821. Atualmente, há um museu dedicado à sua memória. No centro da praça está a famosa Fontana della Barcaccia, esculpida por Pedro Bernini e seu filho, o famoso Gian Lorenzo Bernini. O nome da praça se deve à presença do Palazzo di Spagna, edifício da sede da Embaixada da Espanha.

A famosa escadaria da Piazza di Spagna
A famosa escadaria da Piazza di Spagna

9. Jardins e Galleria Borghese

Aproveite a ida para este lado da cidade para passear pela Piazza del Popolo, uma linda praça aberta à circulação de pedestres que leva até o segundo maior parque de Roma, os a Villa Borghese, com 80 hectares de jardins incríveis. Dentro dos jardins estão muitos edifícios, museus e atrações interessantes. Visite a Galleria Borghese, um belo palácio construído entre 1613 e 1616, que foi convertido em museu e, atualmente, abriga belíssimas coleções de obras de arte.

  • Endereço: Piazzale del Museo Borghese, 5, 00197 Roma, Itália
  • Horários: de terça a domingo de 9h às 19h
  • Entrada: 11 euros (online: compre ingressos neste link)
Fachada da excelente Galleria Borghese
Fachada da excelente Galleria Borghese

10. Castelo Sant’Angelo

Construído entre 123 a 139 d.C., o Castelo Sant’Angelo foi encomendado pelo Imperador Adriano para seu um mausoléu para ele e sua família. Os papas começaram a converter a estrutura do mausoléu em castelo no século XIV, construindo capelas e quartos. O Castelo é, atualmente, um museu cujo nome oficial é Museo Nazionale di Castel Sant’Angelo (Museu Nacional do Castelo Sant’Angelo).

  • Endereço: Lungotevere Castello, 50, 00193 Roma, Itália
  • Horários: de terça a domingo de 9h às 19h30 (bilheteria fecha às 18h30)
  • Entrada: 10 euros

Leia mais: Itália: Castelo Sant’Angelo em Roma

Atravessando a Ponte Sant'Angelo para chegar ao Castelo
Atravessando a Ponte Sant’Angelo para chegar ao Castelo

SUPER BÔNUS: Basílica de São Pedro & Museus do Vaticano

Não tem como deixar o Vaticano fora desta lista de lugares imperdíveis em Roma. Embora o Vaticano seja uma cidade independente, todo mundo que vai à Roma, aproveita para dar um pulinho no Vaticano. A Basílica de São Pedro é a mais famosa obra de arquitetura renascentista e uma das maiores igrejas do mundo. Os católicos afirmam que a Basílica é o local em que foi enterrado São Pedro, um dos apóstolos de Cristo e também o primeiro Papa. A riqueza da decoração e adornos da Basílica é impressionante. A parte interna é toda revista em mármore e abriga diversas obras de arte belíssimas. Os Museus do Vaticano são os museus que exibem obras da imensa coleção construída pelos papas ao longo dos séculos, incluindo algumas das esculturas clássicas mais famosas e mais importantes obras de arte do Renascimento no mundo. Lá ficam a famosa Capela Sistina,  inspirada no Templo de Salomão do Antigo Testamento, com afrescos pintados com uma riqueza de detalhes impressionantes por Michelângelo e outros grandes artistas entre os anos de 1473 e 1481.

Leia mais: Vaticano: A incrível Basílica de São Pedro

  • Endereços:
    • Basílica de São Pedro: Piazza San Pietro, 00120 Cidade do Vaticano
    • Museus do Vaticano: Viale Vaticano, 00165 Roma, Itália
  • Horários: 
    • Basílica de São Pedro: diariamente
      • de abril a setembro: de 7h às 19h
      • de outubro a março: de 7h às 18h
    • Museus do Vaticano: de segunda a sábado de 9h às 18h (bilheteria fecha às 16h)
  • Entrada:
    • Basílica de São Pedro: gratuita
    • Museus do Vaticano: 16 euros (compre ingressos online neste link)
A bela Basílica vista da Praça de São Pedro

Leia mais sobre a Itália: