Ilhas de Veneza: Murano, Burano e Torcello

Quem vai a Veneza não pode deixar de incluir no roteiro dar um pulinho nas outras ilhas que também fazem parte da cidade, as lindíssimas Murano, Burano e Torcello. Cada uma delas tem características particulares e histórias interessantes que fazem valer a pena o passeio. Dá facilmente para conhecer todas eles no mesmo dia. Vem com a gente conhecer as ilhas de Veneza!

ILHAS DE VENEZA: MURANO, BURANO E TORCELLO

De Veneza até Murano leva-se cerca de 30 minutos de barco; de Murano a Burano também cerca de 30 minutos; e de Burano a Torcello, apenas 10 minutinhos. As ilhas são pequenas e, por isso, em meio dia é possível visitar todas elas.

MURANO: A ILHA DO VIDRO

Fundada pelos romanos no século VI, Murano fica a 1,5 km ao norte de Veneza, conta com uma população de aproximadamente 5 mil habitantes e é muito famosa pela indústria do vidro. Por volta do ano 1000, eremitas da Ordem Camaldolese ocuparam o local, em busca de um lugar de solidão para seu modo de vida. Lá eles fundaram o Mosteiro de St. Michael de Murano. Este mosteiro tornou-se um grande centro de aprendizagem e impressão. No entanto, o mosteiro foi suprimido em 1810 por forças francesas sob liderança Napoleão, no curso de sua conquista da península italiana, e os monges foram expulsos em 1814. O local acabou se tornando o maior cemitério de Veneza. Murano se tornou o centro da produção de vidro de Veneza porque, em 1291, todos os fabricantes de vidro em Veneza foram obrigados a mudar-se para Murano devido ao risco de incêndios. Isso fez com que a indústria local se desenvolve-se e Murano chegasse a ser a maior produtora de cristais da Europa!

Lindas taças coloridas produzidas em Murano
Lindas taças coloridas produzidas em Murano

As atrações na ilha incluem a Igreja de Santa Maria e San Donato; a Igreja de San Pietro Martire; e o Palazzo da Mula. Já atrações relacionadas ao vidro, há muitas fábricas de vidro abertas ao público que contam com uma rápida e impressionante apresentação de produção de obras em vidro (tanto soprado quanto escultura) antes de os turistas serem conduzidos à loja para comprar as peças produzidas localmente, e do Museu de Vidro Murano, que conta a história desta indústria, alojado no Palazzo Giustinian (Endereço: Fondamenta Giustinian, 8, 30141 Venezia, Itália / Horários: aberto diariamente de 10h as 18h / Entrada: 10 euros). Foi na ilha que o artista americano Dale Chihuly (aquele mesmo da belíssima galeria de vidro em Seattle e da obra de arte no teto do hall do Hotel Bellagio em Las Vegas) aprendeu as técnicas utilizadas em suas obras.

Igreja de Santa Maria e San Donato
Igreja de Santa Maria e San Donato

BURANO: A ILHA DAS CASAS COLORIDAS

Burano fica localizada a 7 km de Veneza e é famosa por suas casinhas coloridas que criam um visual simplesmente incrível! A ilha também foi fundada pelos romanos no século VI e  tem, atualmente, menos de 3 mil habitantes. Burano é super compacta e muito fácil de ser visitada, não há como se perder por lá. Dizem que as casas começaram a ser pintadas de cores fortes para que os pescadores as identificassem depois que estivessem voltando de um muito tempo de pescaria. Uma curiosidade é que as casinhas coloridas são pintadas de acordo com um sistema específico proveniente do século XVI. Desta forma, se alguém deseja pintar sua casa, deve enviar um pedido ao governo, que irá responder quais são as cores permitidas para esse lote. Incrível, não é mesmo?

A linda Burano e suas casinhas coloridíssimas
A linda Burano e suas casinhas coloridíssimas

Outras atrações incluem a Igreja de San Martino (com seu campanário inclinado); o Oratório de Santa Bárbara; e o Museu e Escola de Fabricação de Renda, o Lace Museum (Endereço: Piazza Baldassarre Galuppi, 187, 30142 Burano, Venezia VE, Itália / Horários: de terça a domingo de 10h às 17h / Entrada: 5 euros). Aliás, a cidade é recheada de pequenas lojinhas que vendem artigos de renda, principalmente maravilhosas toalhas de mesa. Foi, sem dúvida, a ilha de que mais gostamos.

burano-campanario
Burano e o campanário inclinado
rendas-burano
Lojinhas de rendas

TORCELLO: A ILHA MAIS RÚSTICA

Torcello é a ilha habitada mais antiga de Veneza, pois começou a ser povoada logo depois da queda do Império Romano do Ocidente, e foi onde os moradores de Veneza se refugiaram de ataques do rei dos hunos, Átila, durante as Invasões Bárbaras. O perfil é totalmente diferente das demais, com construção bem antigas, ruínas e um visual bastante rústico. Torcello cresceu rapidamente em importância como centro político e comercial, pois se beneficiou de manter estreitos laços culturais e comerciais com Constantinopla. As salinas tornaram-se a base da economia de Torcello, fazendo com que seu porto se desenvolve rapidamente em um importante mercado de rexportação. No entanto, a lagoa em torno da ilha de Torcello gradualmente tornou-se um pântano do século XII em diante, trazendo mosquitos portadores de malária, que causaram uma epidemia que devastou a ilha. Uma curiosidade é que em 1948, um dos moradores famosos de Torcello foi o escritor americano Ernest Hemingway, que se inspirou na ilha para escrever o livro “Na Outra Margem, Entre as Árvores” (1950). A população residente na ilha nos dias de hoje é cerca de 10 pessoas e alguns restaurantes!

Ruínas de Torcello
Ruínas de Torcello

Torcello possui numerosos palácios, 12 paróquias e seus 17 claustros quase desapareceram por completo. Os únicos edifícios medievais remanescentes formam um conjunto de quatro edifícios. A principal atração de hoje é a Catedral de Santa Maria Assunta, fundada em 639, com belos mosaicos bizantinos. Outras atrações incluem a Igreja Santa Fosca, na forma de uma cruz grega, e o Museo Provinciale di Torcello alojados em dois palácios do século XIV, o Palazzo dell’Archivio e o Palazzo del Consiglio, que já foi a sede do governo comunal. Outras atrações são uma cadeira de pedra antiga, conhecida como Trono de Átila e a Ponte do Diabo, sem corrimão ou parapeito.

torcello-igreja
Catedral de Santa Maria Assunta
ponte-diabo-torcello
Ponte do Diabo

COMO VISITAR AS ILHAS DE VENEZA

  • Vaporetto: O transporte mais famoso de Veneza é uma alternativa simples e rápida de visitar as ilhas. Se você comprar o bilhete “Turist Travel Card” de 1 dia, pagará 20 euros e poderá ir de barco para todas as ilhas. Seguindo a ordem de visitas Veneza -> Murano -> Burano -> Torcello, a linha com destino a Murano é a 4.1; a com destino a Burano é a 12; e a com destino a Torcello é a 9. Veja mais informações aqui.
  • Excursões: Caso você não queira se preocupar com transporte, pode escolher excursões que levam até essas ilhas, duram cerca de 4 a 4 horas e meia e que custam o mesmo preço de ir de vaporetto. Durante o passeio de barco, o guia vai dando diversas informações sobre a história das ilhas. O tempo de permanência em cada uma delas é tem torno de 50 minutos (temos que confessar que nós ficaríamos mais tempo em Murano e menos em Torcello). Compre a excursão para visitar Murano, Burano e Torcello neste link.

Leia mais sobre a Itália: