Universidade de Stanford: O Stanford Dish

2

Esse é um daqueles posts que aproveitamos para contar um pouquinho mais sobre a vida aqui nos EUA. A nossa vida atual é morar dentro do campus da Universidade de Stanford, na Califórnia e é impressionante a quantidade de coisas que existem para fazer/conhecer neste lugar.

O STANFORD DISH

E foi em uma manhã ensolarada de sexta-feira que a Ana foi conhecer “Stanford Dish”. O Stanford Dish está localizado em uma área de 1.500 acres que pertence à Universidade de Stanford. Não é um parque público, mas é uma grande área verde com uma trilha pavimentada em que muitas pessoas vão praticar exercícios físicos. Há pessoas de todas as idades que vão para o local até mesmo idosos e mulheres com carrinhos de bebê. Estima-se que entre 1.500 e 1.800 pessoas passem por lá diariamente. O tempo na Califórnia costuma ajudar sempre e o local proporciona lindas vistas da região do Vale do Silício.

Cópia 2 de DSC05301
Placa na entrada com algumas informações sobre o local
DSC05304
Começo da trilha…uma subidinha

Nessa área são realizadas uma série de pesquisas da universidade envolvendo programas acadêmicos, restauração ambiental, conservação do habitat, além do fim recreativo, é claro. O “dish” é um rádiotelescópio que existe em cima das colinas desta área verde e possui 46 metros de diâmetro. Foi construído em 1966 pelo Stanford Research Institute (Instituto de Pesquisa de Stanford) e financiado pela Força Aérea Americana com o propósito de estudar a composição química da atmosfera.

DSC05381
Stanford Dish, um grande radiotelescópio

O Dish já foi utilizado no passado para comunicação com satélites e naves espaciais, auxiliando em missões da NASA. Atualmente, ele está dedicado para fiz acadêmicos e para pesquisas, sendo propriedade do governo americano. É usado para comandar e calibrar aparelhos espaciais, e para medições de radioastronomia.

Cópia de DSC05374
Pertinho do Stanford Dish

DSC05343

DSC05344
Vista da Hoover Tower, símbolo da Universidade de Stanford, a partir do Stanford Dish

Vimos muitos esquilos correndo pela área, mas aparecem por lá também onças-pardas e, por isso, é bom ficar de olho (felizmente, neste dia não havia nenhuma, mas o ano passado uma onça-parda foi vista caminhando tranquilamente dentro do campus).

DSC05384

DSC05324
Foto panorâmica do alto da colina

A rota para caminhada é do formato aproximado de um retângulo, totalizando algo em torno de 5,5 quilômetros de trilha. Como fomos conversando sem pressa, levou um pouco mais de 1 hora e meia para completá-lo. E a Ana garante que o passeio é muito bacana, a vista é belíssima e a vegetação é bem bonita, há muitas árvores diferentes e troncos retorcidos. Passeio mais que aprovado!

Endereço: A entrada fica no cruzamento da Junipero Serra Boulevard com a Stanford Ave


Leia mais sobre a Universidade de Stanford:

2 COMENTÁRIOS

  1. Olá, vamos visitar a Universidade de Stanford em Dez/15. Como temos um bebê, fica complicado andar a pé por 5km. É possível ir de carro até lá? Obrigada, Marcia.

Deixe seu comentário