Casal Califórnia no Jornal Cruzeiro do Sul: Contratado pelo Google

1

Que bacana ser reconhecido pelas conquistas, não é mesmo? Estamos muito felizes e lisonjeados com a reportagem divulgada pelo Jornal Cruzeiro do Sul, na sua edição de domingo, sobre o Paulo e sobre o Casal Califórnia! Depois de uma jornada de entrevistas e de um processo seletivo rigoroso que demorou quase 3 meses, o Paulo foi contratado pelo Google aqui na Califórnia e virou notícia na sua cidade do coração, Sorocaba, no interior de São Paulo. A cidade possui quase 650 mil habitantes e fica a 1 hora de São Paulo e foi onde o Paulo, embora tenha nascido na capital, passou grande parte de sua vida.

Destaque para o Paulo ter sido contratado pelo Google:

O Jornal Cruzeiro do Sul, que é o segundo maior jornal do interior do estado São Paulo, circula nas cidades de Sorocaba, Alumínio, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Iperó, Itapetininga, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Salto de Pirapora, Sarapuí, São Miguel Arcanjo, São Roque, Tatuí e Votorantim.

A reportagem fala sobre a trajetória do Paulo que estudou em escolas públicas a vida toda, até ser aprovado para cursar o mestrado na Universidade de Stanford, uma das melhores do mundo, e ser contratado pela gigante Google, que foi eleita pela Consultoria Glassdoor a melhor empresa para se trabalhar no planeta!

Além disso, logo abaixo da matéria principal, destaca-se o fato de termos criados no blog Casal Califórnia para falar sobre viagens e sobre nossas vidas morando nos Estados Unidos!

Fotos da edição impressa enviadas pela nossa amiga querida Cristina
Fotos da edição impressa enviadas pela nossa amiga querida Cristina

Uma parte da reportagem pode ser vista neste link, mas para ver a reportagem completa é preciso ser assinante ou comprar a edição do dia. Por este motivo, reproduzimos aqui o site do jornal:

Reportagem do Jornal Cruzeiro do Sul. Figura: Reprodução do site do Jornal
Reportagem do Jornal Cruzeiro do Sul. Figura: Reprodução do site do Jornal

Tanto o Paulo quanto a Ana estudaram praticamente a vida inteira em escolas públicas e um destaque que gostaríamos de dar quanto ao conteúdo da matéria é uma mensagem que o Paulo escreveu em sua conta pessoal do Facebook e acreditamos ser importante reproduzir aqui:

“Sobre Escolas Públicas…

Hoje, saiu uma matéria no jornal de Sorocaba sobre eu ter ido para Stanford e depois para o Google. É muito legal e estou lisonjeado, mas o que eu acho mais relevante na matéria é ter citado que vim de escolas públicas em Sorocaba. Gostaria de falar um pouco sobre o tema.

De fato, estudei em escola pública quase a vida toda: maternal, primário, ginásio, colégio e universidade. Só tive que fazer pré-vestibular para ter chance de passar na Fuvest, pois o colégio técnico mal provia matérias de vestibular.

Tenho muito orgulho e memórias maravilhosas sobre meu tempo de escola, e tive professoras no ginásio que foram fundamentais na minha formação. Para se ter uma ideia, a única vez em que estudei língua portuguesa de verdade foi no ginásio, e foi suficiente. Os professores tinham autonomia e cobravam de verdade. Saíamos da escola com conhecimento.

Na escola pública, havia diversidade: pobres, ricos, brancos, negros – todos misturados e em condições de igualdade.

Hoje, escola pública é terra de ninguém. O professor não tem autoridade e é obrigado a aprovar todo mundo. Para a classe média, escola pública sequer é opção. As crianças crescem em bolhas sociais: a vida orbita em torno do condomínio e da escola particular. Não conhecem o mundo de verdade, nem convivem com as diferenças. Não dá para acreditar num Brasil melhor com essa segregação social.

Devemos prezar pela escola pública e participar da solução. Cobrem dos governantes, participem de conselhos -apoiemos as causas dos professores!

Longe de mim querer ser exemplo, mas se alguma criança em escola pública ficar sabendo do meu caso, e pensar “Sim, também posso trabalhar no Google, na Apple, na Nasa. Posso ser presidente do Brasil!”, ficarei muito mais orgulhoso.”

Leia mais:

1 COMENTÁRIO

  1. Oi Paulo, antes de mais nossos parabéns, sim meu e de toda Etec Fernando Prestes. Você nos encheu de orgulho. Sou o professor Paulo Germano, professor de informática e atualmente na direção da escola. Paulo, você fez informática? Hoje temos aqui um grupo da Google mentoreada por ex alunos também. Puxa, que bom saber de você. Podemos abri um contato? paulo.germano@etec.sp.gov.br
    Os olhinhos de nossos alunos estão brilhando por você. Deus abençoe ricamente, você e seus queridos. Um grande abraço e fique na Paz.
    Prof. Paulo Sérgio Germano

Deixe seu comentário