Bélgica: O que fazer em Ghent – Roteiro de 1 dia

0

A poucos quilômetros ao norte da capital belga Bruxelas, fica a cidade de Ghent, facilmente acessada por trem. Neste post, falamos um pouquinho sobre a história da cidade, damos dicas de atrações e sugestões gastronômicas para aproveitar o melhor da cidade em um roteiro de 1 dia, perfeito para um bate-volta de Bruxelas!

A CIDADE DE GHENT

Localizada na região de Flandres, a cidade começou como um assentamento na confluência dos rios Scheldt e Leie, durante a Idade da Pedra. A maior parte dos historiadores acredita que o nome é derivado de “Ganda”, uma palavra celta que significa confluência. No final da Idade Média, a cidade se tornou uma das maiores e mais ricas cidades do norte da Europa.

 

Quando os francos invadiram os territórios romanos entre o final do século IV e século V, trouxeram sua língua, fazendo com que os idiomas celta e latino fossem substituídos pelo holandês antigo. Ghent foi ocupada pelos alemães nas duas Guerras Mundiais, mas escapou da destruição severa. Atualmente, a cidade que também é conhecida como Gent, Gante ou até mesmo Gand, dependendo do idioma, possui cerca de 250 mil habitantes e tem uma grande importância portuária e universitária.

Ruela no centro de Ghent
Ruela no centro de Ghent

Anualmente no mês de julho, a cidade abriga o “Festival de Ghent” (Gentse Feesten, em holandês), com dez dias de duração, recebendo entre 1 milhão e 1,5 milhão de visitantes. Nele ocorrem apresentações teatrais, shows e outros eventos culturais.

Casinhas à beira do rio
Casinhas à beira do rio

DOCE E BEBIDA TÍPICOS DE GHENT

Para as formiguinhas de plantão, Neuzen (ou Cuberdon) são balinhas, geralmente roxas, típicas de Ghent que tem um formato piramidal que lembra um nariz. Os “narizes de Ghent” são extremamente doces, mas são uma das marcas registradas da cidade. Vimos um carrinho vendendo o doce logo na saída da estação de trem da cidade, mas há também em outras localidades espalhadas por Ghent. Outro item característico de Ghent é o roomer, um licor amarelado com pequenas flores servido geladinho.

BÉLGICA: O QUE FAZER EM GHENT – ROTEIRO DE 1 DIA

Para ajudar na programação de uma viagem a Ghent, colocamos todas as atrações que serão sugeridas neste post no mapa interativo abaixo (em azul). Há também sugestões de restaurantes para aproveitar a gastronomia da cidade (em vermelho).

 1. Veldstraat

Veldstraat é a principal rua comercial da cidade de Ghent com 400 metros de comprimento, começando na Koophandelsplein e terminando na Korenmarket. Nos séculos XVIII e XIX esta rua importante devido aos seus vários grandes hotéis, onde se hospedaram figuras importantes, entre elas o rei francês Luís XVIII. Os grandes casarões antigos foram preservados e foram transformados em espaços comerciais que contrastam com a arquitetura dos séculos passados. Desde 1984, a rua está fechada para carros e somente pedestres e bicicletas podem acessá-la. O tram número 1 passa por ela (falamos mais sobre este tram no final deste post).

2. Catedral de São Bavo

A Catedral de São Bavo é uma igreja gótica com uma torre de 89 metros de altura. Ela foi construída no mesmo local onde anteriormente ficava a Capela de São João Bastista, consagrada no ano 942. Entre os séculos XIV e XVI, a capela foi sendo modificada e adquiriu uma arquitetura gótica. Um novo coro, capelas, expansões nos transeptos, corredores da nave e a grande torre foram todos adicionados durante este período. A construção foi concluída em 1569. Uma das peças mais importantes da igreja é a pintura “A Adoração do Cordeiro Místico” de Hubert van Eyck, composta por 12 painéis (medidas: 3,5m x 4,6m). Este trabalho é considerado uma obra-prima de Van Eyck e uma das obras mais importantes do início do Renascimento da região, bem como uma das maiores obras de arte da Bélgica. Partes da pintura foram roubadas durante invasões e guerras e posteriormente devolvidas à cidade. É proibido filmar e fotografar dentro da catedral. A pintura está passando por um processo intenso de 7 anos de restauração (2012-2019). Veja mais informações e fotos da pintura aqui.

  • Endereço: Sint-Baafsplein, 9000 Ghent, Bélgica
  • Horário:
    • Igreja:
      • de abril a outubro: de segunda a sábado de 8h30 às 18h / domingo de 10h às 18h (visitas aos domingos a partir de 13h devido à missa)
      • de novembro a março: de segunda a sábado de 8h30 às 17h / domingo de 10h às 17h (visitas aos domingos a partir de 13h devido à missa)
    • Pintura “A Adoração do Cordeiro Místico”:
      • de abril a outubro: diariamente de 9h30 às 17h (domingo abre às 13h)
      • de novembro a março: diariamente de segunda a sábado 19h30 às 16h (domingo abre às 13h)
  • Entrada: gratuita para a igreja / € 4 para ver “A Adoração do Cordeiro Místico (audio guide incluso – em holandês, francês, inglês, alemão, espanhol e japonês)
ghent-belgica15
Entrada da Catedral (em reforma quando visitamos)
Os 12 painéis que compõem a pintura "A Adoração do Cordeiro Místico" de Van Eyck
Os 12 painéis que compõem a pintura “A Adoração do Cordeiro Místico” de Van Eyck
ghent-belgica17
Parte traseira da Catedral

3. Belfort / Belfry

Este campanário é o símbolo da autonomia e independência da cidade de Ghent. Sua construção teve início em 1313 com as seguintes funções: manutenção dos privilégios municipais; torre de vigia desde 1442; toque de sinos com funções de caráter religioso e para relugar o cotidiano da cidade, tocando a cada hora. Atualmente, o campanário abriga 53 sinos. É possível entrar no Belfort para conhecer um pouco mais sobre sua história e ter uma linda vista da cidade do topo. Faça um tour virtual para conhecer as partes mais importantes do Belfort clicando neste link.

  • Endereço: Sint-Baafsplein, 9000 Ghent, Bélgica
  • Horários: diariamente de 10h às 18h
  • Entrada: € 8
  • Tours: diariamente em holandês e inglês às 15h30 ao custo de € 3,50
ghent-belgica16
O Belfort fica localizado na praça Sint-Baafsplein, entre a Igreja de São Nicolau e a Catedral de São Bavo
Belfort
Detalhe do Belfort

4. Igreja de São Nicolau

Essa igreja é um dos melhores exemplos do estilo gótico na região. Ela data do século XIII e possui uma bonita torre no cruzamento dos transeptos. Ela foi usada como torre de observação entre os séculos XIV e XV até o Belfort ser construído e assumir essa função. Um dos tesouros da igreja é o seu belíssimo órgão, produzido pelo famoso construtor de órgãos francês Aristide Cavaillé-Coll.

  • Endereço: Cataloniëstraat, 9000 Ghent, Bélgica
  • Horários: segunda de 14h às 17h / de terça a domingo de 10h às 17h
  • Entrada: gratuita
Igreja de São Nicolau
Igreja de São Nicolau
ghent-belgica14
Altar da Igreja de São Nicolau

5. Ponte St. Michael (São Miguel)

Este é um dos lugares mais bacanas para admirar uma linda vista de Ghent em várias direções. É possível observar lugares importantes como o Old Fish Market, a Igreja de São Miguel, o Gravensteen (Castelo dos Condes) e vários prédios do centro histórico de Ghent.

Ponte St. Michael ao fundo
Ponte St. Michael ao fundo, ao lado da Igreja de São Miguel

6. Graslei e Korenlei

Esse dois lugares que fica às margens direita e esquerda do Rio Leie são considerados os mais belos de Ghent e o coração da cidade. Atualmente, a região de Graslei, um antigo porto medieval, permite observar uma série de edifícios históricos que refletem ao longo do rio. Esta área é um ponto de encontro de moradores e turistas, que se reúnem em um dos muitos cafés. A área abrigava casas de diversas guildas, que tiveram um papel de extrema importância durante a Idade Média. Do outro lado fica Korenlei. Tudo o que resta de alguns dos edifícios originais são as paredes exteriores. Atrás dessas ruínas fica um hotel.

ghent-belgica1
Uma das regiões mais bonitas da cidade com casinhas de belíssima arquitetura
ghent-belgica2
Detalhes arquitetônicos das casinhas

7. Grasbrug

Grasbrug é uma outra ponte que corta o Rio Leie. Daqui é possível admirar a bifurcação do Rio, assim como admirar tanto Graslei como Korenlei. Nos dias mais quentes, muita gente aproveita para fazer um passeio de barco pelo rio com direito a um guia dando dicas e falando um pouco mais sobre a história da cidade. Há várias empresas que oferecem o serviço a partir de €7. Veja mais informações neste link. Mesmo que você não faça o passeio, admire a passagem dos barcos lotados de turistas a partir desta ponte.

ghent-belgica8
Ponte Grasbrug e as casinhas bonitas ao fundo

8. Werregarensteeg (Rua dos Grafites)

Dá para acreditar que em uma cidade super medieval há uma ruela inteirinha recheada de paredes grafitadas multi coloridas? A cidade tem uma política de tolerância em relação a esta ruazinha. As paredes, chão e até mesmo o teto é de graffiti. Todos os artistas que participam trabalham juntos para criar e terminar o trabalho uns dos outros. Quem ama arte e criatividade não vai se arrepender em dar uma passadinha por aqui.

Rua dos grafites
Rua dos grafites

9. Sint-Veerleplein

Sint-Veerplein é uma pracinha super simpática que fica localizada em frente ao Gravensteen, o castelo de Ghent. Localizada em uma área privilegiada, à beira do Rio Leie, ela é cercada por lojinhas e opções gastronômicas variadas. Além disso, o Centro de Visitantes de Ghent também fica localizado nesta praça (Endereço: Sint-Veerleplein 5, 9000 Ghent, Bélgica).

Vista da praça a partir do alto do Castelo Gravensteen
Vista da praça a partir do alto do Castelo Gravensteen

10. Gravensteen (Castelo dos Condes)

O Castelo dos Condes é um castelo medieval construído em 1180 pelo Conde Philip da Alsácia. O castelo serviu como sede dos Condes de Flandres até o século XIV. Ele foi, então, usado como um tribunal, uma prisão e até mesmo uma fábrica. Em 1885, foi comprado  pela cidade de Ghent. No interior, há um museu com vários itens históricos como armaduras, armas e espadas e, inclusive, uma sala com vários instrumentos de tortura (e uma guilhotina) que foram utilizados durante a Idade Média.

  • Endereço: Sint-Veerleplein 11, 9000 Ghent, Bélgica
  • Horários: diariamente
    • de abril a outubro: de 10h às 18h
    • de novembro a março: de 10h às 17h
  • Entrada: € 10

Leia mais: Bélgica: Gravensteen – Castelo dos Condes em Ghent

ONDE COMER EM GHENT

  • Batata Frita: 
    • Frituur Jozef: carrinho de batata frita famoso na cidade (Endereço: Vrijdagmarkt)
  • Waffle:
    • Mokabon (Endereço: Donkersteeg 35)
    • Brasserie Agrea: pratos variados e waffles deliciosos (Endereço: Sint-Baafsplein 44)

COMO CHEGAR À CIDADE E AO CENTRO

A forma mais fácil de chegar a Ghent é de trem. Se você estiver na Bélgica, a empresa de trem belga (Belgium Rail) faz promoções de passagem aos finais de semana. Há diversos trens saindo da estação central de Bruxelas com destino a Ghent e as viagens duram pouco mais de 30 minutos. Desembarcando na estação Gent-Sint-Pieters, você poderá caminhar até o centro por meia hora ou pegar um transporte público até o centro da cidade. No caso de transporte público, saindo da estação, vá até o ponto de tram (há várias placas indicando). Compre o ticket em uma das máquinas amarelas (tarifa básica: €3 / passe de 1 dia: €6) e pegue o tram número 1. Você deverá descer no ponto Korenmarkt para estar próximo das principais atrações da cidade e de um grande número de restaurantes e Cafés. Veja mais informações neste link.


Leia mais sobre a Bélgica:

Deixe seu comentário