Banqueting House: o que sobrou do Palácio de Whitehall em Londres

0

Na famosa região de Westminster fica o pouco conhecido Banqueting House, a única estrutura remanescente do antigo Palácio de Whitehall, um dos mais importantes da história de Londres. Para explicar o que foi essa palácio, temos que dar todo um cenário histórico de sua construção. Vem conferir o que aconteceu!

MUDANÇA DA SEDE DO GOVERNO DO PALÁCIO DE WESTMINSTER PARA O PALÁCIO DE WHITEHALL

Até o século XIII, o Palácio de Westminster era o centro do governo na Inglaterra, e era a principal residência londrina dos monarcas desde 1049. O arcebispo de York comprou uma propriedade nas proximidades, que se tornou sua residência em Londres, chamando-a de York Place.

Vista do Palácio de Westminster a partir da London Eye
O Palácio de Westminster era sede do governo inglês até o século XIII

Com o rompimento com a Igreja Católica e consequente fundação da Igreja Anglicana, Henrique VIII adquiriu a propriedade e, em 1530, teve a ideia de construir o Palácio de Whitehall através da expansão desta propriedade. Seu objetivo era criar o que seria o “maior palácio da Cristandade”, condizente com sua posição de chefe supremo da sua recém fundada igreja. Henrique VIII se casou com duas de suas esposas no palácio: Ana Bolena, em 1533, e Jane Seymour, em 1536. Seu falecimento ocorreu no palácio em 1547.

REINADO DE JAMES I: A CONSTRUÇÃO DA BANQUETING HOUSE

Foi James I (reinado de 1603 a 1625) que fez uma série de modificações no palácio, construindo uma sala de banquetes (Banqueting House, em inglês). No entanto, a sala foi destruída pelo fogo em 1619, após as festividades de Ano Novo. Assim, foi feita uma encomenda para o arquiteto Inigo Jones para refazer a sala de banquetes. Como Jones tinha passado um tempo na Itália e estudado os estilos em vigor na época, voltou para a Inglaterra cheio de influências da arquitetura italiana renascentista.

Fachada do edifício da Banqueting House
Fachada do edifício da Banqueting House

E, assim, ele criou a sala de banquetes do Palácio de Whitehall, em 1622. Naquela época, o Palácio era o maior da Europa, com mais de 1.500 quartos, ultrapassando o Vaticano e o Palácio de Versalhes. James I morreu em 1625 e foi substituído por Charles I.

REINADO DE CHARLES I: O REI QUE FOI EXECUTADO POR TRAIÇÃO

Após sua acessão ao poder, Charles I entrou com uma briga ferrenha com o parlamento inglês que tentava limitar suas atribuições como rei. Ele não concordava com isso e afirmava que, como rei, ele tinha o direito divino sobre as decisões. As políticas religiosas de Charles I, junto com seu casamento com uma católica, geraram antipatia e desconfiança entre grupos reformistas (calvinistas e puritanos). O rei se recusava a aceitar a monarquia constitucional e fugiu em 1647. Charles I foi capturado, julgado e condenado por traição.

Na porta de entrada do edifício está uma placa e um busto do Rei Charles I, no local em que foi executado
Acima da porta de entrada do edifício está uma placa e um busto do Rei Charles I, no local em que foi executado

Sua execução foi realizada em 1649, em frente ao Banqueting House, encerrando a monarquia na Inglaterra (o país voltou a ser monarquia com o filho dele, Charles II em 1660). Todos os anos no mês de janeiro, a execução de Charles I é lembrada com uma recepção no Banqueting House.

REINADO DE CHARLES II: A DESTRUIÇÃO DO PALÁCIO DE WHITEHALL

Sob o reinado de Carlos II, em 1698, o Palácio de Whitehall pegou fogo novamente, destruindo a maior parte das estruturas. A única sala sobrevivente deste incêndio foi justamente a Banqueting House. O Palácio nunca mais foi reconstruído. Várias outras partes dele ainda existem, mas foram incorporadas a novos edifícios de um complexo de prédios que pertence ao governo.

COMO É A VISITA A BANQUETING HOUSE

Contamos toda essa história até agora para explicar o contexto em que a Banqueting House está inserida. Tudo isso que falamos é contado no audio guide recebido no início do passeio, que está incluso no preço do ticket de entrada. Além de todo o cenário histórico, o audio guide passa informações detalhadas sobre a arquitetura e o interior ricamente decorado da Banqueting House.

O enorme salão com um teto impressionante
O enorme salão com um teto impressionante

Finalizada em 1622, a Banqueting House é um exemplo esplendoroso e exuberante de beleza arquitetônica. Inspirado na Renascença Italiana, o estilo da Banqueting House é o primeiro do tipo a ser realizado na Inglaterra. O edifício possui três andares: o piso térreo, um labirinto de porões e armazéns. Embora tenha o nome de Salão de Banquetes, ele não era usado apenas para banquetes, mas também recepções reais, cerimônias, e bailes.

Vista da entrada do sala
Vista da entrada do sala

O teto da Banqueting House foi todo pintado pelo famoso pintor flamengo Sir Peter Paul Rubens (falamos sobre ele no Roteiro de 1 dia em Antuérpia, na Bélgica) e é de tirar o fôlego. A figura central é chamada de “A Apoteose do Rei James I”, o rei que mandou construir o salão. No fundo da sala, fica o trono do rei. Há locais para se sentar ao redor de todo o salão e também sofazinhos (tipo puffs) no meio para ficar apreciando as obras com bastante carinho.

Detalhe para a "Apoteose de James I"
Detalhe para a “Apoteose de James I”

A Banqueting House é considerada um marco na arquitetura inglesa. Até o início do século XVII, os ingleses ainda estavam muito presos a exemplos arquitetônicos da Idade Média. Foi o arquiteto Inigo Jones que trouxe o frescor das novidades vindas diretamente da Itália, transformando o estilo arquitetônico da Inglaterra. O estilo clássico da Banqueting House passou a ser muito copiado.

Detalhe do trono no final do salão
Detalhe do trono no final do salão

Para quem gosta de história, no final do salão, à direita, há uma televisão contando mais sobre o contexto histórico da construção da Banqueting House. Vale a pena dar uma conferida e aprender mais sobre esse período importante da história inglesa.

COMO CHEGAR

É muito fácil chegar de metrô até a Banqueting House através das estações:

  • Westminster: atendida pela Circle Line (amarela), District Line (verde), Jubilee Line (cinza)
  • Embankment: atendida pela Northern Line (preta), Bakerloo Line (marrom), Circle Line (amarela), District Line (verde)

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Banqueting House

  • Endereço: The Banqueting House Whitehall London, SW1A 2ER
  • Horários: diariamente de 10h às 17h
  • Entrada: £6 (bilheteria) / £5,50 (online) – audio guide incluso (não tem em português)
  • Informações: veja a página de informações em português

Leia mais sobre Londres:

Deixe seu comentário