Alemanha: o incrível Residenz de Munique

0

O Residenz de Munique é um daqueles lugares que já havíamos visto fotos e ficamos muito ansiosos para conhecer. Chegando ao local, a surpresa: tudo era ainda melhor do que imaginávamos. Vamos mergulhar na incrível história alemã e conhecer um pouco mais deste lugar magnífico?

O QUE É O RESIDENZ DE MUNIQUE

A palavra Residenz, que significa residência em alemão, é um palácio em serviu como sede do governo e residência dos duques da Baviera e reis entre os anos de 1508 e 1918. O que começou em 1385 como um castelo no canto nordeste da cidade, foi sendo transformado pelos governantes ao longo dos séculos em um magnífico palácio, com belíssimos edifícios e jardins. Os quartos e coleções de arte que abrangem um período que começa com o Renascimento, e se estende através do barroco e rococó até Neoclassicismo. Grande parte da residência foi destruída durante a Segunda Guerra Mundial, e desde 1945, foi gradualmente sendo reconstruída. O local é, atualmente, um dos maiores complexos de museus na Baviera.

079a_fassade_m-j-platz500
Pátio central do Residenz. Foto: site oficial residenz-muenchen.de
Mapa do piso térreo do Residenz
Mapa do piso térreo do Residenz. Fonte: site oficial residenz-muechen.de

O QUE VISITAR NO RESIDENZ DE MUNIQUE

Use roupas e calçados confortáveis e prepare-se para andar muito! O complexo de edifícios do Residenz é imenso e é formado por um grande museu, que antigamente eram os cômodos do palácio real; uma área com relíquias e tesouros da monarquia, um belo teatro, capelas e jardins.

Chegando para comprar nossos tickets na bilheteria
Chegando para comprar nossos tickets na bilheteria
Iniciando o passeio pelo Residenz
Iniciando o passeio pelo Residenz

1. Residenz Museum

O museu do Residenz foi aberto ao público nos anos 1920 e é, atualmente, um dos mais importantes museus palácios da Europa. A função do Residenz como a residência principal e sede da monarquia da Baviera ainda se reflete em sua arquitetura e mobiliário. O palácio conta com uma decoração requintada dos quartos – móveis e pinturas, tapeçarias, tesouros e itens de devoção religiosa que possuem uma relevante importância artística e histórica. Os principais pontos de interesse no museu são:

  • Antiquarium

O lugar mais incrível de todo o palácio é este imenso e luxuoso salão com 66 metros de comprimento todo decorado com mármore, obras de arte, pinturas lindíssimas no teto e luz natural entrando pelas janelas laterais. O Antiquarium é a área mais antiga do Residenz, sendo construído a mando do Duque Albrecht V, entre os anos de 1568 e 1571, para a sua coleção de esculturas antigas, daí o nome “Antiquarium”. De 1581 a 1600, os sucessores de Albrecht V, duque Wilhelm V e seu filho Maximilian I, transformaram as Antiquarium em um salão para festas e banquetes. O lugar é tão lindo que a Ana não queria sair de lá depois de uns 15 minutos admirando cada detalhe!

thumb_P1090829_1024
O indescritível Residenz
thumb_P1090810_1024
Janelas laterais do Antiquarium
Belíssimas estátuas de mármore no Antiquarium
Belíssimas estátuas de mármore no Antiquarium
  • Galeria dos Ancestrais

Outra sala de cair o queixo de tão maravilhosa. Toda ornamentada, esta Galeria dos Ancestrais possui mais de mais de 100 retratos de membros da família Wittelsbach e chega a reluzir de tantos adornos dourados. O lado da galeria fica uma exposição de porcelanas.

Galeria dos Ancestrais
Galeria dos Ancestrais
  • Hofkapelle

Esta belíssima capela do início do século XVII foi construída em homenagem à Virgem da Imaculada Conceição e não está acessível para os visitantes. É possível somente ver uma parte dela a partir de um dos corredores do Residenz.

thumb_P1090920_1024
A charmosa capela
  • Salão Imperial

Construído por Maximilian I no início do século XVII foi na época, o maior e mais importante salão do Residenz para festas e um lugar de importância cerimonial enorme.

Belíssimo salão ricamente decorado com mármore, tapeçaria e um teto dourado deslumbrante
Belíssimo salão ricamente decorado com mármore, tapeçaria e um teto dourado deslumbrante
  • Reiche Kapelle

Esta pequena capela era de uso privado do Duque Maximilian I e de sua esposa. No local, ainda há muitas relíquias.

A belíssima capela privativa
A belíssima capela privativa
  • Quartos de Charlotte

Maximilian I tinha um corredor antigo que liga às salas mais antigas do Residenz a áreas mais novas transformadas em apartamentos para visita de governantes e outros convidados. Duzentos anos mais tarde, em 1814, a princesa Charlotte Auguste, a filha do rei Max I Joseph da Baviera, reformou os quartos para seu próprio uso, batizando os quartos com seu nome.

thumb_P1090870_1024
Sala de música e jogos
Quarto
Quarto
  • Palácio Real (Quartos Reais)

Imediatamente depois que assumiu o poder em 1825, o rei Ludwig I começou a construir um novo palácio residencial, na parte sul do complexo do Residenz. Seu amor pela Itália determinou o estilo da extensão, projetada usando elementos derivados do Palazzo Pitti eo Palazzo Rucellai em Florença. O novo edifício foi concluído em 1835.

Nas dependências do rei e da rainha
Nas dependências do rei e da rainha
Quartos Reais
Quartos Reais
  • Coleções

Não faltam artigos decorativos, porcelanas, vasos e pratarias que eram utilizadas nas festas e recepções da realeza.

thumb_P1090911_1024
Exposição de pratarias

2. Treasury

Uma coleção riquíssima de joias reais das dinastias dos reis da Baviera.

thumb_P1090783_1024
Coroa real
thumb_P1090787_1024
Joias de ouro e pedras preciosas da realeza

3. Cuvilliés Theatre

O que hoje é chamado de Teatro Cuvilliés, em homenagem ao seu arquiteto, François Cuvilliés, consiste no auditório de um teatro que Maximilian Joseph III construiu entre os anos de 1751 e 1755 como a sua “nova casa de ópera”. Muitas produções de ópera foram montadas no local, incluindo as primeiras apresentações de Idomeneo, ópera de Mozart, em 1781.

O belíssimo Teatro Curvilliés. Foto: site oficial residenz-muenchen.de
O belíssimo Teatro Curvilliés. Foto: site oficial residenz-muenchen.de

4. Court Church of All Saints

A Igreja de Todos os Santos foi construída entre 1826 e 1837 a mando do Rei Ludwig I. A igreja foi severamente destruída durante a Segunda Guerra Mundial, não sendo reaberto ao público até o ano de 2003. Há fotos de como a igreja ficou depois da guerra nas paredes do local. Partes sobreviventes do edifício original foram restauradas e partes que faltavam foram cuidadosamente substituídas. O interior foi então remodelado em estilo moderno, simples como um local para concertos e outros eventos.

A Igreja de Todos os Santos
A Igreja de Todos os Santos

5.Courtyards

Existem 10 jardins internos no Residenz de Munique. Para ver todos eles, acesse este link.

Detalhe da Fonte no Jardim do Grotto
Detalhe da Fonte no Jardim do Grotto

6.Court Garden

Para acessar este jardim, não é preciso pagar nada nem adquirir nenhum ticket, pois ele fica na área externa do Residenz. A criação do Garden Court começou em 1613, ao mesmo tempo que os novos edifícios e extensões erguidas pelo Duque Maximilian I. O jardim original foi elaborado, contendo vias de amoreiras, fontes, galerias, coberturas de caixa ornamentais e árvores frutíferas.

A beleza dos Court Gardens
A beleza dos Court Gardens. Foto: site oficial residenz-muechen.de

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Münchner Residenz

  • Endereço: Residenzstraße 1, 80333 Munique, Alemanha
  • Horários: variam conforme a atração (veja a tabela completa neste link)
  • Tours guiados: não há tours guiados no Residenz, mas você pode pegar um audio guide gratuitamente para ajudar no passeio pelo Museu do Residenz e Treasury (disponível em alemão, inglês, francês, italiano, espanhol e russo)
  • Reservas: não é preciso reservar a entrada no Residenz, mesmo para grupos grandes
  • Entrada: menores de 18 anos não pagam
    • Residenz Museum: 7 euros
    • Treasury: 7 euros
    • Ticket combinado Residenz Museum + Treasury: 11 euros
    • Cuvilliés Theatre: 3,50 euros
    • Ticket combinado Residenz Museum + Treasury + Cuvilliés Theatre: 13 euros
    • Jardins: gratuita

Veja mais sobre a Europa:

Deixe seu comentário