San Diego: Centro da cidade e Ilha do Coronado

0

E foi em um domingo ensolarado de céu azul sem nuvens que nosso segundo dia em San Diego começou. Depois de contarmos sobre nossas aventuras no primeiro dia na cidade, esse post um pouquinho sobre nossos passeios pelo fantástico porta-aviões USS Midway e pela ilha do Coronado.

Nosso hotel ficava bem no centro da cidade a dois quarteirões do cais do porto da cidade, o Navy Pier. Depois do café da manhã, deixamos o carro na garagem e saímos andar a pé, a melhor forma de se conhecer bem uma cidade. E a vista foi essa aí que está nas fotos abaixo. Dispensa quaisquer comentários!

dsc04489

dsc04492

DSC04508
Em frente ao Museu Marítimo de San Diego

DSC04530

  • USS MIDWAY MUSEUM

Caminhamos pelo calçadão em frente ao mar até chegarmos no USS Midway Museum. Já tínhamos lido que é uma das principais atrações da cidade. Depois que fomos, não há como negar, é realmente imperdível! Antes de mais nada, compre os tickets online, pois a fila é bem grande e o preço é mais barato do que comprar no local ($18 e $20, respectivamente). É uma das atrações mais visitadas de San Diego, não tem como ser diferente.

O USS Midway Museum é um museu marítimo que nada mais é do que o porta-aviões Midway, o qual serviu por mais tempo as forças armadas americanas no século XX. Estima-se que aproximadamente 200 mil marinheiros serviram neste porta-aviões, que além de objetivos de guerra, serviu em missões humanitárias. A primeira missão ocorreu depois que os japoneses atacaram a base americana de Pearl Harbor, na ilha de Oahu, no Havaí. (Já visitamos Pearl Harbor e contamos tudo neste post.) Esta missão significou o confronto entre americanos e japoneses na que ficou conhecida como Batalha de Midway (pois ocorreu nas ilhas Midway, no meio do Pacífico), batizando o porta-aviões com o mesmo nome.

O Midway abriu como um museu em 7 de junho de 2004. A partir de 2012, a visitação anual superou 1 milhão de pessoas, tornando o mais visitado navio-museu do mundo! O museu conta com mais de 13 mil membros e hospeda mais de 700 eventos por ano; recebe anualmente mais de 50 mil estudantes e 5 mil crianças em seus programas de atividades.

Dentro do avião, há um teatro que conta um pouco a história do Midway (esperávamos mais desse filme, confessamos), várias aeronaves, simuladores de voo, acessórios, etc. É possível fazer um tour guiado por praticamente todo o porta-aviões. Ficamos boquiabertos quando entramos nele, pois é simplesmente IMENSO! Então, o jeito é pegar o mapa e conhecer cada ponto do local. Uma dica: se quiser ver cada pedacinho do porta-aviões, reserve o dia inteiro. Lá dentro há banheiros, lanchonete e vending machines para comprar água e refrigerantes. Como nós tínhamos pouco tempo, vimos algumas partes do Midway, mas mesmo assim gastamos em torno de 3 horas no local!

DSC04537

DSC04544

DSC04558
Camas em que os marinheiros dormiam
DSC04571 O Paulo, com seus 1.90m, bateu a cabeça várias vezes! Detalhe para a quantidade de cabos no teto!
O Paulo, com seus 1.90m, bateu a cabeça várias vezes! Detalhe para a quantidade de cabos no teto!

Depois de visitar o porta-aviões por dentro, fomos conhecer a parte superior, onde pousam aviões e helicópteros.

DSC04606

DSC04621

DSC04630

DSC04638

Helicópteros militares
Helicópteros militares
Porta-aviões visto de fora
Porta-aviões visto de fora

Saindo do museu, passamos em frente à estátua “Unconditional Surrender” (em tradução literal, Rendição Incondicional), conhecida como “The Kissing Statue” (Estátua do Beijo).

Unconditional Surrender, Kiss Statue
Unconditional Surrender, Kiss Statue
Nós 4!
Nós 4!

Já era bem tarde quando fomos almoçar no “The Fish Market“, um restaurante que amamos aqui na Califórnia e pode ser encontrado em várias cidades (tem um pertinho da nossa casa em Palo Alto), e em San Diego fica ao lado da “Estátua do Beijo” com vista para o mar! A Califórnia tem muitos peixes e frutos do mar no cardápio e estávamos famintos por um peixinho!

Salmão com batatas
Salmão com batatas
  • ILHA DO CORONADO

Coronado é uma cidade que fica no Condado de San Diego. Uma das marcas registradas da ilha é o Hotel do Coronado, construído em 1888, considerado um dos resorts mais exclusivos do mundo. Ele apareceu nos filmes “Quanto mais Quente Melhor” estrelado pela Marilyn Monroe e “O Substituto” estrelado por Peter O’Toole.

A localidade é uma das regiões mais caras para se viver nos EUA. A cidade é muito charmosa cheia de lojinhas e restaurantes. Proporciona ainda uma vista incrível de San Diego e conta com uma bela praia. Impossível não gostar! O Paulo até arriscou colocar os pezinhos no mar, mas como estamos no inverno, a água estava geladíssima. O jeito foi sentar na areia e curtir o pôr-do-sol.

 

Atravessando a ponte que liga San Diego à cidade de Coronado
Atravessando a ponte que liga San Diego à cidade de Coronado
A belíssima vista de San Diego a partir da ilha do Coronado
A belíssima vista de San Diego a partir da ilha do Coronado

IMG_1924

Chegamos a tempo de pegar o sol se pondo. O vento já estava incomodando um pouquinho. E é claro que trapalhadas sempre acontecem. A Ana estava atravessando rua para chegar na praia, quando de repente, o chinelo arrebentou! Paulo, como bom cavalheiro que é, cedeu o chinelo (detalhe: tamanho 43) para a Ana não pisar no asfalto. E lá fomos nós!

IMG_1928

IMG_1941

Em frente ao hotel do Coronado
Em frente ao hotel do Coronado
O Paulo bem que tentou, mas a água estava geladíssima!
O Paulo bem que tentou, mas a água estava geladíssima!
Panorâmica da praia do Coronado
Panorâmica da praia do Coronado
DSC04848
Admirando o pôr-do-sol

DSC04871

  • GASLAMP QUARTER

Voltamos para San Diego, passamos no hotel tomar um banho e saímos para jantar na região mais badalada da cidade: a Gaslamp Quarter, vários quarteirões na 5ª Avenida. Adoramos o local cheio de bares, restaurantes, lojas. Uma vida noturna bastante agitada e muito diversificada! A ideia era ir a um restaurante de fondue indicado pela nossa amiga Júlia, mas por conta do Valentine’s Day, ele estava lotado por vários dias! Mas isso não tirou nossa alegria de estar curtindo aquele ambiente todo. A noite estava fria com um pouco de neblina, e um agasalho era fundamental. Esse é o inverno de San Diego, temperatura por volta de 16ºC.

DSC04921

DSC04911

DSC04917

Infelizmente, só tivemos uma noite neste local. Mas quando voltarmos para San Diego iremos novamente para lá com certeza! Que cidade gostosa e cheia de atrações! Impossível não se apaixonar por San Diego!

Deixe seu comentário